Juan Manuel Márquez mostra superioridade e vence Mike Alvarado
Se mostrando seguro e eficiente no ringue, Márquez venceu tranquilamente o duelo contra Alvarado. (Foto: Reprodução/Interaksyon)

Na madrugada de sábado (17), Juan Manuel Márquez (55-1-7) e Mike Alvarado (34-2) se enfrentaram em  Inglewood, na Califórnia e promoveram um combate pesado para o público presente. O mexicano de 40 anos vinha de uma derrota na última luta para o “bigode grosso” Timothy Bradley, assim como Mike Alvarado, que havia perdido para Ruslan Provodnikov. Márquez queria mostrar que continua eficaz e constante para seguir com a brilhante carreira, enquanto Alvarado buscava a vitória para ter a oportunidade de lutar contra Manny Pacquiao pelo título da categoria.

Como quase todo início de luta, ambos entraram

sem

muita ação no combate. Pouco se fez nos primeiros rounds. Márquez tomou mais iniciativa e começou a atacar Alvarado, que por um milagre foi cauteloso, diferente do que mostrou em suas lutas anteriores. O respeito falou mais alto e ambos estudavam a movimentação e as ações que aplicavam contra si para responder melhor aos poucos ataques.

O mexicano se soltou, ganhou confiança e foi quem mais arriscou durante a luta. Alvarado, mesmo marrento, sentiu os golpes de Márquez e percebeu que a pressão pra cima dele era maior, até por parte da torcida que declaradamente estava a favor do “Dinamita”.

Durante o intervalo, Timothy Bradley aparece no telão e levou uma sonora vaia do público. Atrás dele, na plateia, estava Freddie Roach, treinador de Pacquiao e Chávez Jr. Miguel Cotto, que lutará contra Sérgio Martínez em 07 de Junho, também marcou presença.

A partir do quinto round a luta esquentou de vez com as entradas perigosas de Márquez pra cima do americano. Tudo encaminhava para a vitória unânime do mexicano já que Mike não mostrou nenhuma reação, não tinha velocidade e sua envergadura não foi aproveitada pra nada. Sua juventude não vencia a experiência técnica de Márquez. Nos finais de cada round, a trocação era forte entre os boxeadores. Márquez castigava Alvarado, que àquela altura estava se parecendo com Victor Ortiz quando perdeu para Marcos "Chino" Maidana.

Se aproximando da reta final, Márquez estava a mil e Mike parecia um cone, ou melhor, aqueles “beques do futebol” que não se mexem em campo. Aliás, Alvarado parecia nem ter entrado no ringue até o fim do décimo round, chegando a ponto de quase sair do ringue por um golpe de direita do mexicano no oitavo round. 

Os dois últimos assaltos da luta mostraram a soberania do “Dinamita” Márquez, Alvarado só tinha uma forma de vencer o duelo, tentar o nocaute. Uma missão impossível para um poste encravado no ringue. O corte no olho esquerdo de Mike preocupava, mas não foi motivo para terminar a luta e dar a vitória por nocaute técnico para o mexicano.

Márquez continuou indo pra cima do adversário e se deu bem na trocação dos últimos momentos da luta. Tardiamente, Alvarado acordou para o combate, ameaçou com alguns golpes, mas não dava sequência ao ataque e acabava voltando à posição de defesa, principalmente para proteger  o olho esquerdo. 

Assim, Márquez nem precisou esperar o anúncio oficial no fim do último round para levantar os braços como vitorioso. Consolidou sua vitória por decisão unânime e se credenciou para duelar pela quinta vez contra o rival (quase amigo), Manny Pacquiao. 

VAVEL Logo