UFC Fight Night 62 : Demian Maia vs. Ryan LaFlare
Live LoaderVAVEL Live SmallLive Match

E aqui encerramos a transmissão do UFC Fight Night 62: Maia x LaFlare. Obrigado por acompanhar o evento por aqui e um bom dia e um bom início de domingo.

RESULTADOS DO UFC MAIA X LAFLARE: Demian Maia venceu Ryan LaFlare por decisão unânime dos juízes. Erick Silva venceu Josh Koscheck por finalização no primeiro round. Léo Santos venceu Tony Martin por finalização no segundo round. Amanda Nunes venceu Shayna Baszler por nocaute técnico no primeiro round. Gilbert Durinho venceu Alex Cowboy por finalização no terceiro round. Godofredo Pepey venceu Andre Fili por finalização no primeiro round. CARD PRELIMINAR: Francisco Massaranduba venceu Akbahr Arreola por decisão unânime dos juízes. Kevin Souza venceu Katsunori Kikuno no primeiro round. Leandro Buscapé venceu Drew Dober por finalização no segundo round. Leonardo Macarrão venceu Cain Carrizosa por decisão unânime dos juízes. Christos Giagos vence Jorge Blade por finalização no primeiro round. Fredy Serrano venceu Bentley Siler por nocaute no terceiro round. 

O UFC entrará num pequeno hiato de três semanas, só voltando a ter evento no dia 4 de abril em Fairfax, no estado da Virgínia nos Estados Unidos. Na luta principal teremos um duelo de ex-desafiantes na categoria dos penas: Chad Mendes encara Ricardo Lamas. Carlos Diego Ferreira será o único brasileiro no card, enfrentando Dustin Poirier, no peso-leve. 

Dos doze brasileiros no octógono, dez saíram vencedores. Foram seis finalizações, três vitórias por nocaute e apenas três combates foram para a decisão dos juízes. 

LaFlare: "Tentei neutralizar ele no chão mas não consegui. Ele é um atleta muito forte."

Maia: "Queria agradecer a todo mundo que ficou até essa hora para verem minha luta. Tive um problema sério, voltei e enfretei ele, e consegui dominar a luta. Obrigado Rio de Janeiro, 

Resultado oficial: Demian Maia vence Ryan LaFlare por decisão unânime dos juízes (triplo 48-46)

O árbitro John McCarthy retirou um ponto do Demian Maia. 

E é fim de luta! Vamos esperar os resultados dos juízes. 

LaFlare partiu para o tudo ou nada, e ainda chegou a conectar muitos golpes, o mas o brasileiro achou uma outra queda e trabalho até o fim da luta. 

Demian veio mais conservador. Movimento dentro do octógono para fugir dos golpes retos do americano. Também sentindo o cansaço, o paulista foi ao solo com uma queda de Ryan, mas viu o rival se levantar, sem querer luta no chão.

E começa o round final!

O katagatame foi desenhado pelo brasileiro, que chegou a ficar por poucos segundos da vitória, mas o americano mostra que treinou muito para evitar as investidas e Demian. E fim do quarto round. 

De tanto insistir, mais uma vez Demian Maia voltou a levar o duelo para o solo. LaFlare neste momento já não tem o mesmo fôlgo dos últimos quinze minutos, mas não desiste e dificulta a finalização do atleta paulista.

Começa o quarto round!

O ground n pound agora foi mais efetivo. Não tem problemas quanto o risco de perder a posição, e por isso, consegue varias as posição visualizando uma surpresa para o americano. E é fim de round.

Foi o momento de Demian inverter a opsição de forma muito rápida, que novamente montou e preferiu descansar um pouco em cima do seu rival. 

Ryan LaFlare mudou a atitude e agora passa a evitar mais as fintas do brasileiro e tentou golpear. Com um leve erro de Demian, Ryan conseguiu conectar sua primeira queda. 

Recomeça a luta!

Fim do segundo assalto.

LaFlare conseguiu defender mais uma vez as finalizações combinadas por Maia, mas não tem tempo para respirar e novamente é montado pelo especialista no jiu jitsu.

Diferente do round inicial, os lutadores dessa vez preferiram amenizar no volume de jogo que apresentaram antes. Demian Maia conseguiu outra queda, mas só dois minutos após o início do segundo round.

Começa o segundo round!

E fim do primeiro round. 

Montado, Demian usou o ombro para pressionar o rosto até o americano gastar muita energia para sair do incômodo. Mesmo perdendo a posição, Demian Maia seguiu imprimindo ritmo mais agudo.

Ambos os atletas buscam a luta em pé visando um espaço mínimo para investir em uma queda. O primeiro a ter sucesso foi o brasileiro, que logo por cima passou a guarda e não teve pressa para estabilizar na posição.

E vamos ao main event do UFC Rio!

CURIOSIDADE: Ryan LaFlare atualmente integra a equipe da Blackzilians, a mesma de Gilbert Durinho, que atuou e venceu no card de hoje no Rio de Janeiro. 

Ryan LaFlare não luta desde a vitória sobre o compatriota John Howard, no dia 11/04/2014. Também há quase um ano atrás. Demian Maia venceu apenas um das últimas três lutas. A última luta do brasileiro foi a vitória sobre o russo Alexander Yakovlev, em 31/05/2014, há quase um ano atrás.

Cartel de Demian Maia no MMA: 25 lutas, 19 vitórias, 3 por nocaute, 9 por finalização, 7 por decisão; 6 derrotas, 1 por nocaute, 5 por decisão. Cartel de Ryan LaFlare no MMA: 11 lutas, 11 vitórias, 4 por nocaute, 3 por finalização, 4 por decisão.

E VAMOS A ÚLTIMA LUTA DA NOITE! Demian Maia vai enfrentar o norte-americano Ryan LaFlare, na categoria dos meio-médios. 

Erick: "Eu sabia que venceria e pegar o que é meu. Eu sabia que o Josh queria buscar a luta agarrada, e o time treinou a luta em pé, acertei golpes retos. Não era a intenção de finalizar, mas tive a chance e treino de tudo, então deu tudo certo."

Resultado oficial: Erick Silva vence Josh Koscheck por finalização (guilhotina) no primeiro round. 

FINALIZADO! Erick aproveitou o momento e trouxe Koscheck para a guarda, que não resistiu a guilhotina e pediu o fim da luta. 

Agora foi Erick que acertou dois golpes de encontro em Koscheck, que não sucumbiu e permaneceu na luta firmemente. 

Kos colocou pressão e começou a arriscar uma guilhotina, mas Erick se livrou e depois de muita luta agarrada, o árbitro interviu e recolocou o combate do centro do octógono.

Começa o co main event da noite!

CURIOSIDADE: Koscheck foi parceiro de treinos e é amigo de Jon Fitch, outro atleta dos Estados Unidos que já venceu Erick Silva. 

Com um cartel de 17 vitórias e nove derrotas, o ex-desafiante ao cinturão da categoria Josh Koscheck quer se recuperar de quatro derrotas seguidas. A última vitória emplacada foi em fevereiro de 2012, quando venceu por decisão dividida o compatriota Mike Pierce. 

O capixaba Erick Silva vai buscar pela primeira vez no UFC uma sequência de duas vitórias. Em dezembro, Erick derrotou e tirou do UFC o americano Mike Rodhes, quando se recuperou de derrota para Matt Brown. 

CO EVENTO PRINCIPAL DA NOITE! O brasileiro Erick Silva vai enfrentar o norte-americano Josh Koscheck, na penúltima luta da noite, na categoria dos meio-médios. 

Léo: "É uma grande chance de mostrar meu trabalho hoje, estou bastante feliz. Eu tava me movimentando bastante, aí peguei essa oportunidade. Foi na hora certa."

RESULTADO OFICIAL: Léo Santos vence Tony Martin por finalização (mata-leão) no segundo round. 

MATA LEÃO E JÁ ERA! Léo aproveitou a montada e só teve o trabalho de enlaçar o epscoço de Tony Martin, que pediu o fim da luta. 

Desta vez foi Léo Santos que aplicou a queda e, com o jiu jitsu em suas especialidade, logo conseguiu a montada e a pegada de costas de Martin

Recomeça a luta!

O combate ficou mais morno, ao que parece ninguém quer arriscar agora no primeiro round. E fim de papo. 

Duelo comentou bem aberto, com ambos buscando golpear logo de início. Tony Martin foi o primeiro a tentar a queda, e mesmo depois da reversão, conseguiu a queda no atleta da Nova União. 

E começa a quarta luta do card principal!

O americano Tony Martin começou com duas derrotas no UFC, para Rashid Magomedov e Beneil Dariush, porém em outubro de 2014, no UFC 179 no Maracanãzinho, finalizou o especialista no jiu jitsu Fabrício Morango. O atleta tem cartel de nove vitórias e duas derrotas. 

Desde o titulo no reality show, Léo Santos fez duas lutas na organização. Um empate contra o norte-irlandês Norman Parke e vitória contra Efrain EScudero, mas sem o brilho que esperam do campeão.

PRÓXIMO COMBATE: O campeão do TUF Brasil 2 de 2013, Leonardo Santos, vai enfrentar agora o americano Tony Martin na quarta luta do card principal do UFC Rio, em mais um duelo na categoria dos leves.

RECAPITULANDO. Resultados até o momento: Fredy Serrano venceu Bentley Siler por nocaute no terceiro round; Christos Giagos vence Jorge Blade por finalização no primeiro round; Leonardo Macarrão venceu Cain Carrizosa por decisão unânime dos juízes;  Kevin Souza venceu Katsunori Kikuno no primeiro round. Francisco Massaranduba venceu Akbahr Arreola por decisão unânime dos juízes. CARD PRINCIPAL: Godofredo Pepey venceu Andre Fili por finalização no primeiro round. Gilbert Durinho venceu Alex Cowboy por finalização no terceiro round. Amanda Nunes venceu Shayna Baszler por nocaute técnico no primeiro round. 

RESULTADO OFICIAL: Amanda Nunes vence Shayna Bazsler por nocaute técnico no primeiro round. 

E ACABOU! Amanda Nunes não deu chances para Shayna Bazsler, depois de pressionar e sentir que a americana já estava entregue, Amanda acertou um chute no joelho esquerdo de Bazsler, que não teve condições de permanecer em pé e a luta foi paralisada. 

Amanda começou melhor a luta, fintando golpes e chutes, até machucar a oponente. 

E começa a terceira luta do card principal!

Já Bazsler, uma das pioneiras do MMA feminino, ainda quer mostrar que tem lenha para queimar. No UFC, ela fez uma única luta e foi derrotada pela atual desafiante ao cinturão da categoria, Bethe "Pitbull" Corrêa. 

Representando a equipe americana American Top Team, a "Leoa" Amanda Nunes tentará buscar reabilitação, depois de derrota por nocaute para Cat Zingano, no UFC 178 em setembro do ano passado. 

PRÓXIMO COMBATE: As mulheres entrarão no octógono! Pela categoria dos galos-feminino, A brasileira Amanda Nunes enfrenta a norte-americana Shayne Baszler

Durinho: "Obrigado. A luta foi muito dura, não consegui achar o Alex, aí fui na vontade e no coração. Falei para mim mesmo 'VAMOS LÁ, VAMOS EMBORA' e aí tudo deu certo."

RESULTADO OFICIAL: Gilbert Durinho vence Alex Cowboy por finalização (chave-de-braço) no terceiro round. 

E É DE VIRADA! Depois de sair na desvantagem, Durinho levou a luta para o solo, montou e achou a posição para aplicar a chave-de-braço em Alex Cowboy até o oponente desistir. Vitória de Gilbert Durinho.

Gilbert partiu logo para sua estratégia, derrubando no solo e tentando avançar posições para buscar a finalização. Cowboy apenas se defende de forma cuidadosa. 

Começa o terceiro round!

E fim do segundo round. 

O estreante Alex Cowboy passou a se movimentar com mais velocidade, não virando alvo fixo para as investidas de quedas de Durinho, e ainda conseguiu facilitar o seu estilo com golpes rápidos entrando limpos no rosto de Gilbert Durinho.

Gilbert abriu espaço com chute alto para aplicar o clinch no Cowboy para tentar a queda. Mas Alex não deu muitas chances e persistiu em pé, mesmo colado na grade do octógono. 

Começa o segundo round!

E fim do primeiro round. 

Alex Oliveira se recupera e acerta um bom soco de direita em Durinho, que sentiu o golpe e preferiu fechar a guarda, não partindo mais para a trocação. 

Durinho acertou a perna de Cowboy e levou a luta para o solo. Prevendo grandes riscos de finalização, Alex tentou sair de qualquer jeito da posição até obter sucesso. 

E começa o segundo combate do card principal!

Treinador de jiu-jitsu e parceiro de treinos de Vítor Belfort, Durinho vai fazer sua segunda luta no UFC. Gilbert já bateu Andreas Stahl e Christos Giagos. "Cowboy" vem a substituir Josh Thomson com poucos dias de preparação da luta. Alex venceu o ex-TUF Brasil 4 Joilton Peregrino no evento brasileiro "Face to Face. 

PRÓXIMO COMBATE: A segunda luta do card principal do UFC Rio apresenta dois brasileiros. Gilbert "Durinho" Burns coloca seu cartel de 9-0 em jogo contra o estreante Alex Oliveira, o Alex "Cowboy", na categoria dos leves. 

Pepey: "Tenho que agradecer a Deus, depois ao time da Evolução Thai, e depois a toda essa torcida. Faço isso por toda essa galera. Para quem não me conhece, não desisto nunca dessa finalização. Aprendi com meu irmão esse tipo de finalização".

Resultado oficial: Godofredo Pepey vence Andre Fili por finalização no primeiro round. 

INFORMAÇÃO: Atual campeão peso-leve do UFC, Rafael dos Anjos chega ao Maracanãzinho ovacionado pela torcida no local. 

FINALIZOU! O brasileiro ajusta um triângulo voador no americano. Com tempo para tentar a finalizaçao, Pepey puxa para a guarda e só espeou Fili desistir do combate. 

Pepey começou arriscando uma joelhada voadora e logo em seguida um chute rodado, mas Fili estava atento. Instantes depois, Pepey derrubou o oponente, perdendo a posição em seguida.

E começa a primeira luta do card preliminar!

O terceiro participante do TUF Brasil 1, Pepey se recuperou de início ruim no UFC, com três derrotas e apenas uma vitória. Em 2014, venceu Noad Lahat e Dashon Johnson ainda no primeiro round. Já Fili recuperou-se de derrota para Max Holloway em abril de 2014 vencendo outro brasileiro, Felipe Sertanejo, de forma unânime também no Rio de Janeiro, no UFC 179. 

Vamos agora ao card principal. Mais seis lutas vão agitar o Ginásio do Maracanãzinho. A primeira delas vai ser o encontro entre Godofredo Pepey e Andre Fili, pela categoria dos penas. 

E chegou ao fim o card preliminar. Reveja os resultados:  Fredy Serrano venceu Bentley Siler por nocaute no terceiro round; Christos Giagos vence Jorge Blade por finalização no primeiro round; Leonardo Macarrão venceu Cain Carrizosa por decisão unânime dos juízes; Leandro Buscapé venceu Drew Dober por finalização no segundo round; Kevin Souza venceu Katsunori Kikuno no primeiro round. Francisco Massaranduba venceu Akbahr Arreola por decisão unânime dos juízes. 

INFORMAÇÃO: Drew Dober, que foi derrotado por Leandro Buscapé, com interrupção prematura do árbitro do combate, receberá o bônus de vitória após o evento, declarou Dana White ao MMA Fighting.

Desde que chegou ao UFC em 2012, esta é a sexta vitória de Massaranduba em nove combates na organização. Venceu Delson Pé-de-Chumbo, CJ Keith, Mike Rio, Jesse Ronson, Leandro Buscapé e agora Akbarh Arreola. 

Resultado oficial: Francisco Massaranduba vence Akbahr Arreola por decisão unânime dos juízes (triplo 30-27). 

E é fim de combate. Vamos esperar a decisão oficial dos juízes. 

Massaranduba busca o jogo de solo em diversas tentativas, mas faltando um minuto consegue retornar a luta de chão, visando garantir mais uma vitória no UFC. 

O equilíbrio agora é visível, o brasileiro está mais conservador na luta em pé, mas não deixa o mexicano se aproximar bastante, que tem o objetivo de colocar o se boxe em jogo.

Reinício de luta.

E é fim de segundo round.

Se contundência, o árbitro John McCarthy reinicia a luta de pé. 

Seguindo a tônica do primeiro round, Massaranduba acha mais uma brecha e derruba outra vez Akbahr Arreola. Por cima, não dá espaço para o mexicano se levantar.

E começa o segundo round!

Depois de muita força aplicada dentro da guarda do mexicano, é fim do primeiro round. 

TAKEDOWN! Brasileiro derruba Arreola em movimento bem plástico, e vai seguindo pressionando na grade e por cima o oponente. 

Começa a sexta luta da noite!

Arreola também vai atrás do resultado positivo seguido. Em novembro no UFC Austin, finalizou o veterano do MMA Yves Edwards ainda no primeiro round. Mas ele não tem boas lembranças de brasileiros. No mês de julho em sua estreia no UFC, foi derrotado por Tiago Trator.

Outro ex-participante do TUF Brasil 1 na noite, Massaranduba vai tentar a segunda vitória consecutiva no UFC. Em Brasília no mês de setembro, Trinaldo derrotou o também brasileiro Leandro Buscapé por decisão unânime dos juízes. 

PRÓXIMO COMBATE: A sexta luta da noite, fechando o card preliminar, vai ser entre o brasileiro Francisco "Massaranduba" Trinaldo e o mexicano Akbahr Arreola, na categoria dos leves do UFC.

RECAPITULANDO: Resultados até o momento. Fredy Serrano venceu Bentley Siler por nocaute no terceiro round; Christos Giagos vence Jorge Blade por finalização no primeiro round; Leonardo Macarrão venceu Cain Carrizosa por decisão unânime dos juízes; Leandro Buscapé venceu Drew Dober por finalização no segundo round; Kevin Souza venceu Katsunori Kikuno no primeiro round. 

Kevin Souza: "Estudei o Kikuno, é um grande atleta. ele pega muito, estou feliz por mais essa vitória no UFC"

Resultado oficial: Kevin Souza vence Katsonori Kikuno por nocaute no primeiro round. 

E FIM DE PAPO! Depois de tomar centro do octógono, Kevin acertou apenas um soco no rosto de Katsunori Kikuno, nocauteando no primeiro round.

E começa a quinta luta da noite!

Já Kikuno vai fazer a sua quarta luta na organização, sua segunda no peso-pena. A última luta do japonês foi em setembro do ano passado, no UFC Fight Night Saitama, quando derrotou Sam Sicilia por finalização.

Desde setembro de 2013 no UFC, Kevin fez apenas duas lutas na organização. No mesmo mês, derrotou Felipe Sertanejo por decisão dividida em Belo Horizonte. Em maio do ano passado, em São Paulo, derrotou por nocaute o filipino Mark Eddiva. 

PRÓXIMO COMBATE: A quinta luta do UFC Rio será no peso-pena. O brasileiro Kevin Souza enfrentará o japonês Katsunori Kikuno.

Dana White declarou em sua conta no twitter: "Now there is a guy who should NEVER ref again!!!!". Em resumo, o árbitro brasileiro não vai mais arbitrar nenhuma luta do UFC.

Resultado oficial: Leandro Buscapé vence Drew Dober por finalização no segundo round. 

Dober está indignado com o resultado da luta, para ele, ainda estava muito bem. O juíz brasileiro Eduardo Edy paralisou a luta antes do tempo, segundo a reação do lutador.

FINALIZOU! Buscapé buscou a guilhotina em Dober, e o juiz paralisou a luta. Vitória de Leandro Buscapé.

Dober começou melhor no primeiro minuto, encurralando o brasileiro, mas depois de chute baixo, Buscapé agarrou a perna do oponente e conseguiu levar a luta para o solo. 

Recomeça a luta!

Fim do primeiro round.

Desculpem-nos o transtorno. Tivemos um problema técnico e não pudemos seguir com as atualização em tempo real do UFC Rio. Mas já estamos de volta com a luta entre Leandro Buscapé e Drew Dober. 

PRÓXIMO COMBATE: A quarta luta do UFC Rio será mais uma vez no peso-leve. O brasileiro Leandro Buscapé buscará sua segunda vitória consecutiva sobre outro americano, Drew Dober.

Resultado oficial: Leonardo Macarrão vence Cain Carrizosa por decisão unânime dos juízes.

E é fim de luta! Brasileiro se apresentou melhor nos três rounds, mesmo levando um knockdown no primeiro round.

O brasileiro mantém o controle da luta até o último minuto, sem correr riscos. Carrizosa, por outro lado, já não aspira mais nenhuma reação.

Macarrão voltou a ficar por cima do oponente, que já está cansado. Quando teve oportunidade de se reerguer, Cain não teve fôlego e foi novamente pressionado no solo. 

E começa o terceiro round!

Leonardo não teve dificuldade em manter seu domínio por cima no chão, deixando o rival sem qualquer explosão para sair do posição. Fim de segundo round. 

Lembrando as raízes no muay thai, Macarrão abusa dos jabs e cruzados, combinados com joelhadas. Carrizosa não consegue sair da grade.

Reinicia o combate com os atleta ainda pilhados do assalto inicial. 

É fim do primeiro round!

Macarrão mostrou estar se recuperado do mau início, conectando uma queda no americano, que já mostra indícios de cansaço. 

Luta com início frenético. Macarrão sofreu um knockdown, mas se recuperou acertando combinações em Carrizosa. 

E começa a terceira luta!

CURIOSIDADE: Esta é a primeira luta de Leonardo Macarrão desde que deixou a Chute Boxe e foi treinar nos EUA, na American Kickboxing Academy (AKA), mesma equipe do campeão peso-pesado do UFC, Cain Velasquez. 

Ex-participação da primeira edição do The Ultimate Fighter Brasil, "Macarrão" voltou ao UFC no ano passado, mas foi derrotado por finalização contra Rick Story, no mês de julho. Cain tem cartel de seis vitórias e uma derrota apenas, resultado negativo esse em sua estreia na organização, no UFC 177 em agosto de 2014, também por finalização contra Chris Wade.

PRÓXIMO COMBATE: A terceira luta do UFC Rio será entre o brasileiro Leonardo Mafra contra o americano Cain Carrizosa, na categoria dos leves. 

Resultado oficial: Christos Giagos vence Jorge Blade por finalização (mata-leão) no primeiro round. 

E BATEU! Após montar e copmplicar a situação do brasileiro, Giagos não teve dificuldade em pegar as costas de Blade e aplicar um mata-leão. Vitória de Christos Giagos. 

"Spartan" iniciou melhor e aplicou a primeira derrubada do combate e sem mantém por cima do brasileiro, conseguindo o montada,

E começa a luta!

"Blade" fez sua estreia no UFC em novembro, em Uberlândia, sendo derrotado pelo também brasileiro Dhiego Lima. Giagos também estreou no Brasil, e no Maracanãzinho, mesmo local do combate de hoje. Porém, a lembrança não é muito boa: foi finalizado ainda no primeiro round por Gilbert Durinho.

PRÓXIMO COMBATE: A segunda luta do UFC Rio será na categoria peso-leve. O brasileiro Jorge Oliveira vai enfrentar o norte-americano, Christos Giagos. 

Resultado oficial: Fredy Serrano vence Bentley Siler por nocaute no terceiro round.

E QUE PAULADA! Fredy Serrano acertou um upeprcut forte de direita no rosto de Siler, que já caiu desacordado e o árbitro teve de interromper a luta

Combate foi paralisado por conta de uma dedada no olho não intencional de Fredy Serrano em Bentley Siler. Mas já se recuperou e reinicia om combate.

E começa o terceiro round!

Fredy arriscou diversos chutes mas Bentley não se acuou em nenhum deles. E fim de segundo round.

Bentley Siler parece menos cansado e encontrado a distância, mas os golpes ainda não são contundentes. Serrano aposta em tentativas de quedas, porém sem sucesso.

Começa o segundo round!

Fredy Serrano achou um espaço e conectou a primeira queda da luta. E fim de primeiro round.

O equilíbro no combate é notado. Ambos ainda buscam estudar melhor o oponente.

Serrano começou acertando um overhand de esquerda e conectando chutes no corpo do boliviano, que reagiu apenas com a esquiva dos golpes em dia.

"Bolivia" Siler está invicto no MMA. Com cinco vitórias, o atleta treina na American Top Tam, mesma equipe do atual campeão meio-médio do UFC, Robbie Lawler.

Serrano fez parte da equipe de luta olímpica da Colômbia nos jogos olímpicos de 2008, realizado em Pequim.

O primeiro combate da noite será o único que não contará com nenhum brasileiro no octógono.

Ambos os atletas participaram da primeira edição do The Ultimate Fighter America Latina, realizada no segundo semestre do ano passado. Os mesmos atletas fizeram parte do Team Werdum.

O primeiro combate da noite será entre o boliviano Bentley Siler enfrentando o colombiano Freddy Serrano.

Nesse momento, o hino nacional brasileiro é executado. Protocolo do estado do Rio, em que todo evento esportivo deverá ser tocado o hino.

Aos poucos a arena do Maracanãzinho vai recebendo o público. O último evento realizado no local foi em outubro do ano passado, no UFC 179, quando José venceu Chad Mendes e permaneceu com o cinturão peso-pena. 

Ryan LaFlare não luta desde a vitória sobre o compatriota John Howard, no dia 11/04/2014. Também há quase um ano atrás.

Demian Maia venceu apenas um das últimas três lutas. A última luta do brasileiro foi a vitória sobre o russo Alexander Yakovlev, em 31/05/2014, há quase um ano atrás.

Demian Maia lutou no Brasil pelo UFC em três oportunidades. No UFC 153: Silva vs. Bonnar (13/10/2012, realizado no Rio de Janeiro), quando venceu por finalização o norte-americano Rick Story, no UFC Fight Night: Maia vs. Shields (9/10/2013, realizado em São Paulo), quando perdeu por decisão para o norte-americano Jake Shields, e no UFC Fight Night: Miocic vs. Maldonado (31/05/2014, realizado em São Paulo), quando venceu o russo Alexander Yakovlev por decisão.

Na última vez em que lutou no Brasil, no UFC Fight Night: Belfort vs. Henderson II, realizado em Goiânia, no dia 9/11/2013, Ryan LaFlare venceu o argentino Santiago Ponzinibbio por decisão.

Cartel de Demian Maia no MMA: 25 lutas, 19 vitórias, 3 por nocaute, 9 por finalização, 7 por decisão; 6 derrotas, 1 por nocaute, 5 por decisão

Cartel de Ryan LaFlare no MMA: 11 lutas, 11 vitórias, 4 por nocaute, 3 por finalização, 4 por decisão.

A luta principal da noite é entre Demian Maia e Ryan LaFlare. O americano está invicto no UFC.

A luta brasileira da noite será o duelo de peso leves entre Gilberto Burns e Alex "Cowboy" Oliveira, isso devido a lesão do norte-americano Josh Thomson, que a princípio enfrentaria Gilberto Burns.

 A maioria das lutas reúne de um lado brasileiros e do outro um norte-americano.

Confira o card principal:

Meio Médios Demian Maia (BRA) vs. Ryan LaFlare (EUA)
Meio Médios Erick Silva (BRA) vs. Josh Koscheck (EUA)
Leves Leonardo Santos (BRA) vs. Tony Martin (EUA)
Galos Femininos Amanda Nunes (BRA) vs. Shayna Baszler (EUA)
Leves Gilberto Burns (BRA) vs. Alex Oliveira (BRA)
Penas Godofredo Pepey (BRA) vs. Andre Fili (EUA)

Confira o card preliminar

Leves Francisco Trinaldo (BRA) vs. Akbarh Arreola (MEX)
Penas Edmilson Souza (BRA) vs. Katsunori Kikuno (JAP)
Leves Leandro Silva (BRA) vs. Drew Dober (EUA)
Leves Leonardo Mafra (BRA) vs. Cain Carrizosa (EUA)
Leves Jorge Oliveira (BRA) vs. Christos Giagos (EUA)
Moscas Bentley Syler (BOL) vs. Fredy Serrano (COL)

Ben Saunders era esperado para enfrentar Erick Silva no evento, no entanto, uma lesão tirou Saunders da luta e ele foi substituído por Josh Koscheck.

O norte-americano Josh Thomson estava programado para enfrentar o brasileiro Gilbert Burns no evento, mas uma lesão o forçou a ser retirado do card, sendo substituído pelo brasileiro estreante Alex "Cowboy" Oliveira.

A luta principal seria entre os pesos penas, Urijah Faber e Raphael Assunção. No entato, Assunção se lesionou e foi obrigado a deixar o card, cancelando o combate. A luta principal selecionada para substituir o combate cancelado foi o duelo de meio médios, Demian Maia e Ryan LaFlare.

Boa noite leitor que navega na VAVEL Brasil! Acompanhe agora o tempo real do UFC Fight Night, evento que será realizado no ginásio do Maracanãzinho, no Rio de Janeiro.

VAVEL Logo