Resultado UFC Vítor Belfort vs. Dan Henderson 3
Foto: VAVEL Brasil
Live LoaderVAVEL Live SmallLive Match

Bem, fechamos por aqui mais uma transmissão e do UFC. Semana que vem teremos o UFC 193: Rousey - Holm. Obrigado por nos acompanhar nesta transmissão.

Henderson: "Ele me acertou, cai mas senti que me acordei, porém o árbitro fez o certo. Triste comigo mesmo mas foi o justo."

Vítor: "Agradeço a todos os brasileiros que ficaram de madrugada a me esperar. Consciência Brasil, fora governo corrupto. Agradecer a meu time, a consciência de vocês e agora é o momento de mudança. Forte abraço a todos. Jesus mudou minha vida, minha conduta. Me deu graças e alegria."

RESULTADO OFICIAL: Vítor Belfort vence Dan Henderson por nocaute técnico no primeiro round.

ACABOU! Vítor Belfort estudou, estudou... E acertou! Chute no rosto de Henderson. Vitória de Vítor Belfort.

Os dois passam o primeiro minuto com quase nenhum soco, muito estudo de ambas as partes.

Começou a luta.

Agora é a vez de Vítor "The Phenom" Belfort.

Dan Henderson vai subindo ao octógono.

No cartel profissional, "The Phenom" tem 24 vitórias e 11 derrotas. Já venceu nomes como Wanderlei Silva, Randy Couture, Rich Franklin e Dan Henderson. Com 45 anos, Henderson já somou 31 vitórias e 13 resultados negativos na carreira.

MAIN EVENT: Trilogia que chega ao fim: Vítor Belfort - Dan Henderson, pelos médios.

Glover: "Vim com pressão, a última vez tinha perdido aqui para outro wrestler. Estou em forma e ele (Cummins) é forte. Tomou muito soco e ainda ficou de pé. Vi que ele estava machucado e era questão de tempo vencer."

RESULTADO OFICIAL: Glover Teixeira vence Patrick Cummins por nocaute técnico no segundo round.

ACABADO! Glover trocou socos de direita e esquerda sem parar, e mesmo ainda em pé, Cummins já estava semi-nocauteado. O árbitro Herb Dean preferiu paralisar o combate. Vitória de Glover Teixeira.

Começa o segundo round.

Na parte final, Cummins passa um pouco mais de tempo ajustando os movimentos da luta agarrada, mas sem recompensa já que Glover levanta mais uma vez.

O brasileiro mostrou que está bem na trocação, fazendo com que Patrick busque o jogo de solo a todo custo.

Cummins quedou com 15 segundos, mas Teixeira voltou a ficar de pé.

Começa a luta.

Ambos atletas já estão a postos para a luta.

CO MAIN EVENT: Glover Teixeira vai em busca de luta pelo título encarando o norte-americano Patrick Cummins, em duelo válido pelos meio-pesados.

Johnny Case vence 4° no UFC. foto: Getty Images

Thomas: "Oportunidade única de lutar pra esse público. Ele (Birchak) é homem de verdade, veio aqui lutar. Plano era esperar e quando tivesse confortável, colocasse minha trocação em jogo. Quem o UFC mandar estarei pronto."

RESULTADO OFICIAL: Thomas Almeida vence Anthoyn Birchak por nocaute no primeiro round.

QUE PANCADA! Thomas Almeida partiu mais uma vez para a trocação, Birchak não conseguiu defender e caiu no chão já nocauteado. Vitória de Thominhas Almeida!

Anthony tentou a queda, mas o "chuteboxer" reverteu a posição e partiu para cima com cruzados.

Desta vez os dois não economizaram na troca de golpes. Thomas apareceu mais e ainda tentou uma finalização, logo defendida por Birchak.

Birchak começa movimentando-se bastante, Thomas segue mais estudioso.

Começa a luta.

Próxima entre os galos Thomas Almeida - Anthony Birchak.

RESULTADO OFICIAL: Alex Cowboy Oliveira vence Piotr Hallman por nocaute técnico no terceiro round.

JÁ ERA! Cruzado forte de direita entrou no rosto do polonês. Vitória de Alex Cowboy!

Fim do segundo round.

Cowboy aplica um chute baixo que desequilibrou Hallman. Polonês foi esperto e aproveitou erro do brasileiro, ficando por cima mais uma vez no round.

No solo, Piotr Hallman segue pressionando para fixar o brasileiro por baixo.

Alex passa a combinar mais golpes. Jabs, uppercuts e cruzados entraram firme na guarda do atleta polonês. Como resposta, Hallman derrubou o brasileiro.

Começou o segundo round.

Fim do primeiro round.

Diferente da primeira metade, os dois passaram a inverter posições no clinche próximo a grade. Ambos também trocaram joelhadas no corpo.

Primeiro minuto bem movimentado com os dois partindo para a trocação franca. Cowboy abriu ferimento no supercílio do europeu.

Começa a luta.

Vamos a terceira luta do card principal. O brasileiro Alex Oliveira encara o polonês Piotr Hallmann.

Tibau finaliza Abel Trujillo. Foto: Getty Images

RESULTADO OFICIAL: Rashid Magomedov vence Gilbert Durinho por decisão unânime dos juízes.

O brasileiro demonstra cansaço, mas não desiste de colocar o americano para entrar no seu jogo (jiu jitsu).

Começa o último round.

Fim do segundo round.

Com cruzados, Rashid Magomedov abriu caminho para ficar a frente no round, um deles chegou a levar o brasileiro a knockdown.

Gilbert modifica estratégia: prefere encurtar e prender o russo a fim de evitar os contra ataques do daguestani, que vinha sendo efetivo a essa altura.

Começa o segundo assalto.

Fim do primeiro round.

Russo aos poucos vai dando trabalho a Durinho. O contragolpe vem sendo sua principal arma.

Durinho toma as ações no início, colocando a luta no chão.

Começa a luta!

Magomedov vai fazer a 3° luta no Brasil. Lutou 4 vezes na organização.

Ambos vem de vitória. Em dezembro, Magomedov nocauteou o já demitido da organização, Elias Silvério. Durinho bateu Alex Cowboy no UFC Rio, em março.

Durinho em ação! Gilbert Burns vai encarar o russo Rashid Magomedov, na categoria dos penas. Boxe x Jiu jitsu no MMA.

RESULTADO OFICIAL: Corey Anderson vence Fábio Maldonado por decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27).

Queda e controle. Fim de luta. Vamos aguardar resultados dos juízes.

Anderson bate e sai em seguida gruda nas pernas do brasileiro.

Ex-TUF 19 ainda põe sua estratégia em ação. Maldonado segue sem espaços e vai deixando o tempo de recuperação escapar.

Começa o último round.

Fim do segundo round.

Fábio saiu da grade e tenta controlar a distância.

O Caipira de aço foi mais frenético no início, mas logo permitiu aproximação do americano, que prontamente colocou a luta no chão mais uma vez.

Começa segundo round.

No fim do round, Corey colocou mais uma vez o brasileiro por baixo. Final do primeiro assalto.

Mesmo com luta em pé, Anderson quem segue explorando os golpes, variando entre socos e chutes.

Maldonado não reage e ainda não explode para sair da posição, que é favorável ao americano.

Americano não perdeu tempo e aplicou a primeira queda do duelo.

Começou a luta!

Bruce Buffer vai para o anúncio no início do card principal.

Americano já está indo para o "check up" antes do confronto.

Corey Anderson derrotou Matt Van Buren ano passado, ganhando a 19° edição do The Ultimate Fighter nos Estados Unidos.

O primeiro combate será entre os meio-pesados: Fábio Maldonado, que vem de derrota para Quinton "Rampage" Jackson em abril. Anderson derrotou Jan Blachowicz em setembro.

CARD PRINCIPAL
Peso-médio: #4 Vítor Belfort - #12 Dan Henderson
Peso-meio-pesado: #4 Glover Teixeira - #9 Patrick Cummins
Peso-galo: #8 Thomas Almeida - Anthony Birchak
Peso-leve: Alex Cowboy - Piotr Hallman
Peso-leve: Gilbert Durinho - Rashid Magomedov
Peso-meio-pesado: #12 Fábio Maldonado - #14 Corey Anderson

Thiago Tavares comemora finalização sobre Clay Guida. Foto: Getty Images

Tibau: "Obrigado Brasil. Hoje faço 26 lutas no octógono. 10 anos de UFC e hoje estou feliz e vou trazer muito mais vitórias."

RESULTADO OFICIAL: Gleison Tibau vence Abel Trujillo por finalização (mata-leão) no primeiro round.

FINALIZADO! Gleison Tibau esmaga o americano no solo e logo consegue encaixar o mata-leão. Trujillo ainda reclama pois não tinha desistido do combate. Vitória de Gleison Tibau.

Tibau sente mais a vantagem e logo levou Trujillo para a luta agarrada.

Começa a luta!

Abel Trujillo vem de derrota para o americano Tony Ferguson. Para Ferguson também foi o último revés do atleta potiguar.

Última luta do card preliminar: o brasileiro Gleison Tibau encara Abel Trujillo, dos Estados Unidos. Duelo é válido na categoria dos leves.

Viscardi Andrade vence Gasan Umalatov. Foto: getty Images

RESULTADO OFICIAL: Johnny Case vence Yan Cabral por decisão unânime dos juízes.

Fim de luta. vamos aguardar decisão dos árbitros laterais.

Desta vez, Case fica por cima no solo.

Duelo prossegue no solo. Yan Cabral fecha as pernas no tronco do americano e conecta os socos em vista de abrir espaço para o mata-leão. Americano parte a todo custo para livrar-se da desfavorável posição.

Yan aproveita a oportunidade e leva Johnny Case para o solo.

Começa o último assalto.

Fim do segundo round.

Johnny conecta golpe de esquerda de encontro e leva o brasileiro para o chão.

Combate fica mais ameno, com os dois mesmo em pé buscando ainda estudar o adversário. Case parte mais para cima.

Começa o segundo assalto.

Segurando a coquilha, Case livrou-se de uma incômoda chave-de-braço bem encaixada pelo carioca.

Yan desta vez teve sucesso e "cola" o americano no solo.

Case impõe mais ritmo na lut em pé. Quando buscou a luta agarrado, Yan sofreu a defesa e teve que ficar na vertical mais uma ez.

Começou a luta!

Prodígio nos Estados Unidos, Case já tem 3-0 no UFC. A última presa foi o mexicano Francisco Trevino, no UFC 188 em junho de 2015.

Em outubro no UFC 179, Yan Cabral derrotou o japonês Noyuke Kotani, com uma finalização.

Próxima luta será entre os leves Yan Cabral e Johnny Case. Mais um duelo Brasil x Estados Unidos.

RESULTADO OFICIAL: Thago Tavares vence Clay Guida por nocaute técnico no primeiro round.

FINALIZADO! Thiago Tavares caiu por baixo, mas deixou a guilhotina encaixada e Guida não resistiu. Vitória do brasileiro Thiago Tavares.

Começou a luta.

Os dois atletas já estão posicionados no octógono.

A última vitória de Tavares foi também para Peralta, em agosto do ano passado no UFC Fight Night Bangor.

Tavares, no entanto, perdeu para Brian Ortega em junho, nos Estados Unidos.

Guida vem de resultado positivo contra Robbie Peralta, em abril.

Próximo duelo: Clay Guida - Thiago Tavares, na categoria dos leves.

RESULTADO OFICIAL: Chas Skelly vence Kevin Souza por finalização no segundo round.

FINALIZADO! No chão, Skelly agarrou o brasileiro e levou no mata-leão, levando o brasileiro a desistência.

Mesmo com mais ritmo no round inicial, Skelly demonstra claro cansaço, deixando o brasileiro mais aberto para conectar socos tanto na cabeça quanto no corpo.

Começou o segundo assalto.

Fim do primeiro round.

Em pé, Kevin Souza logo conectou um jab de esquerda, levando o rival para o solo.

Americano permitiu que o brasileiro ficasse por cima, mas aplicou um estrangulamento e já abriu ferimento no rosto do baiano, advindo de cotoveladas.

Skelly logo partiu para a sua estratégia, de tentar a todo custa uma queda. Com um minuto, teve sucesso.

Começou a luta.

Boxe - luta olímpica agora na quarta luta. Ambos tem três vitórias seguidas no UFC.

Próximo duelo é entre pesos-pena: Kevin Souza vai enfrentar Chas Skelly.

Viscardi: "É incrível voltar a lutar, tive que ir acelerando no final mas depois foi pra diminuir ritmo. Ia levar na mão ou no chão, fiquei confortável em pé então foi em pé mesmo."

RESULTADO OFICIAL: Viscardi Andrade vence Gasan Umalatov por decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 29-28).

Gasan tentou encerrar o duelo antes do fim do terceiro round, mas Viscardi defendeu-se. Fim de luta.

Brasileiro vai mostrando mais pujança física, atribuindo golpes mais contundentes. Umalatov ainda busca a luta agarrada.

Começa o terceiro round!

Fim do segundo round.

Russo agora passa a andar mais pra frente, em alguns momento, Viscardi ficou de costas para a grade.

Viscardi segue tentando por o muay thai em apoio. Umalatov faz fintas para levar a luta para o chão.

Começa o segundo round!

Fim do primeiro round.

Em 2014, Viscardi Andrade foi derrotado por Nico Musoke por decisão unânime. Logo depois, teve de operar o joelho esquerdo, ficando parado por mais de um ano.

O público do lado de fora se aglomera para entrar. Aos poucos, o ginásio vai ficando recheado.

Vamos ao terceiro combate da noite, entre Brasil - Rússia: Viscardi Andrade contra Gasan Umalatov.

Rivera: "Manter a ação e nunca ficar parado. Obrigado São Paulo."

RESULTADO OFICIAL: Jimme Rivera venceu Pedro Munhoz por decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 29-28).

Fim de combate. Vamos aguardar o resultado oficial.

Americano voltou a controlar o combate, usando do boxe para manter a linha e distância.

Começo já quente. Rivera com golpes no corpo, Munhoz aplicou chute frontal.

Começa o terceiro assalto.

Fim do segundo round.

O cansaço começou a ser mais sentido. Rivera, que teve ímpeto, retardou a guarda para acumular mais energia.

Os dois voltaram se atacar com contundência. Munhoz sobrou no fim com outra guilhotina, mas Rivera explodiu na posição e saiu do incômodo.

Jimmie Rivera vai no seu melhor momento no combate, abalando o brasileiro com socos na cabeça. Munhoz se recupera com direto de direita, fazendo o americano recuar.

Começa o segundo round.

Pedro Munhoz com dois momentos importantes na luta: joelhada voadora e encaixe de guilhotina. Rivera escapou de ambas. Fim do primeiro round.

Americano custa mais a golpear mesmo imprimindo sequência de 2 ou 3 socos. Pedro conecta mais chutes e finta entrada de quedas.

Rivera acusou golpe baixo, mas logo combate teve reinício.

Começou a luta!

Munhoz, em outubro do ano passado, finalizou Jerrod Sanders com apenas 26 segundos no UFC Fight Night Halifax.

Ambos vem de vitórias no UFC. Rivera estreou na organização em junho, nocauteando o experiente Marcus Brimage no UFC Fight Nigth Glasgow.

Vamos a segunda luta: Pedro Munhoz - Jimmie Rivera, nos galos.

RESULTADO OFICIAL: Matheus Nicolau venceu Bruno Korea por finalização (triângulo-de-mão) no terceiro round.

FINALIZADO! Matheus Nicolau usou o triângulo de mão quando korea afastou as costas do solo. Vitória de Matheus Nicolau.

Direto de direita abala mais uma vez Bruno Korea, que atacou anteriormente com uma joelhada voadora.

Começa o último assalto.

Fim do segundo round!

Bruno Korea acertou um chute rodado em Nicolau, que caiu, assim tem seu konckdown devolvido ainda no segundo round.

Em pé, Matheus ataca mais e Korea aposta no contragolpe. Efetividade de Nicolau é mais evidente.

Nicolau coloca mais uma vez o oponente no solo. Juíz interrompe combate por conta de golpe ilegal de Bruno Korea.

Começa o segundo round!

Fim do primeiro round!

Korea deixou brecha e Nicolau colocou a luta no solo. Como não é sua preferência, trabalha mais o ground n pound do que avançar posições no jiu jitsu.

Duelo segue em pé nesses dois primeiro minutos.

Vai começar a primeira luta da noite. No peso-galo, os ex-TUF Brasil 4 Bruno Korea e Matheus Nicolau abrme a noite de confrontos no Ginásio Ibirapuera, em São Paulo.

Movimentação ainda segue lenta. Tendência é que apenas a partir do card principal que o pública seja maior.

Acompanhe na íntegra como foi a pesagem oficial do UFC Belfort - Henderson 3

UFC Fight Night São Paulo: Belfort - Henderson 3. Minuto a minuto

Confira card completo do UFC Fight Night 77: São Paulo

CARD PRINCIPAL
Peso-médio: #4 Vítor Belfort - #12 Dan Henderson
Peso-meio-pesado: #4 Glover Teixeira - #9 Patrick Cummins
Peso-galo: #8 Thomas Almeida - Anthony Birchak
Peso-leve: Alex Cowboy - Piotr Hallman
Peso-leve: Gilbert Durinho - Rashid Magomedov
Peso-meio-pesado: #12 Fábio Maldonado - #14 Corey Anderson

CARD PRELIMINAR:
Peso-leve: Gleison Tibau - Abel Trujillo
Peso-leve: Yan Cabral - Johnny Case
Peso-pena: #11 Clay Guida - Thiago Tavares
Peso-pena: Kevin Souza - Chas Skelly
Peso-meio-médio: Viscard Andrade - Gasan Umalatov
Peso-galo: Pedro Munhoz - Jimmie Rivera
Peso-galo: Bruno Korea - Matheus Nicolau

Nos leves, Yan Cabral vai enfrentar Johnny Case. Ambos tem sequências de vitórias na organização. Para fecahr, duelo entre as academias American Top Team - Blackzilians: o potiguar Gleison Tibau vai enfrentar o ianque Abel Trujillo, com ambos querendo esquecer os útlimos resultados dentro do octógono.

Guida e Tavares esquentam clima para duelo. Foto: Getty Images

Outro duelo de pesos-pena promete esquentar noite de lutas em São Paulo. O Experiente norte americano Clay "The Carpenter" Guida vai enfrentar o catarinense Thiago Tavares. Mesmo em irregularidade na carreira, Guida venceu o último combate que fez, e abril quando derrotou Robbie Peralta. Peralta também foi a última vítia de Tavares, mas em junho deste ano, o brasileiro não obteve sucesso e foi derrotado por Brian Ortega, nos Estados Unidos. Ambos fizeram a encarada mais tensa desta sexta-feira (6).

Combater aguardado por muitos especialista de MMA. Na categoria dos penas, o baiano Kevin Souza vai enfrentar o wrestler americano Chas Skelly. Ambos vem de três vitórias consecutias no UFC: Kevin abateu Katsunori Kikuno em março no Rio de Janeiro, já Skelly derrotou Jim Alers por nocaute em abril no Colorado.

Na categoria dos meio-médios, o brasileiro Viscardi Andrade voltará a lutar após mais de ano parado por lesões. Viscardi vai enfrentar o russo Gasan Umalatov. Brasileiro foi derrotado em fevereiro de 2014 para o sueco Nicolas Musoke, no UFC Jaraguá do Sul.

Outra luta do peso-galo figura em São Paulo. Pedro Munhoz, que vem de duas vitórias na organização sobre Matt Hobar e Jerrod Sanders, recebe Jimmie Rivera. Americano estreou no UFC em julho, na Escócia, quando bateu Marcus Brimage.

Mais sete lutas irão preencher o card preliminar. Abrindo a noite de lutas, os participantes do The Ultimate Fgihter brasil 4, Bruno Korea e Matheus Nicolau se enfrentarão na categoria dos galos. Quem perder, provavelmente não seguirá na organização.

Maldonado encara Anderson. Foto: Getty Images

Mais três combates vão fechar o card principal. O caipira de aço, Fábio Maldonado, vai bater de frente contra o campeão do TUF 19, Corey Anderson na categoria dos meio-pesados. Nos leves, Alex Cowboy enfrenta o polonês Piotr Hallman e parceiro de treinos de Vítor Belfort, Gilbert Durinho duelará contra o russo Rashid Magomedov.

Thominhas e Birchak. Foto: Getty Images

Mais um duelo Brasil - EUA vai figurar no card principal. A sensação brasileiro Thomas Almeida vai enfrentar Anthony Birchak, na categoria dos galos. Thominhas tem 19 vitórias e nenhuma derrota na carreira, vencendo as três lutas que fez na promoção. Birchak nocauteou Joe Soto no último mês de junho.

Glover e Cummins em encarada nesta sexta-feira (7). Foto: Getty Images

No duelo co principal da noite, outro duelo "Brasil vx Estados Unidos". Ex-desafiante na categoria dos meio-pesados, o mineiro Glover Teixeira irá encarar o wrestler Patrick Cummins. Ambos vem de vitória no mês de agosto, quando o brasileiro bateu Ovince St Preut, enquanto o americano nocauteou outro brasileiro, Rafael Feijão.

Na segunda luta, em 2013, Belfort nocauteou Henderson no primeiro round. Foto: Getty Images

Henderson é ex-atleta da luta olímpica e tem no wrestling sua especialidade; a dura mão direita também é arma para abrir caminho de vitória. Faixa-preta de jiu jitsu, Vítor ainda conta com boxe de linha exímio para MMA.

O duelo ficará marcado como o fechamento da trilogia, já que ambos se enfrentaram duas vezes. Na primeira oportunidade, ainda no extinto PRIDE, o americano venceu o carioca por decisão unânime dos juízes. Em 2013, Belfort deu o troco, ganhando por nocaute técnico ainda no primeiro round o veterano, no UFC Fight Night Goiânia: Belfort - Henderson 2.

Foto: Getty Images

No cartel profissional, "The Phenom" tem 24 vitórias e 11 derrotas. Já venceu nomes como Wanderlei Silva, Randy Couture, Rich Franklin e Dan Henderson. Com 45 anos, Henderson já somou 31 vitórias e 13 resultados negativos na carreira.

Vítor Belfort vem de derrota para o atual campeão da categoria, Chris Weidman, no UFC 187 que foi realizado no dia 23 de maio deste ano. Já Henderson lutou no último dia 6 de junho, no UFC New Orleans, quando venceu Tim Boetsch por nocaute técnico.

Na luta principal da noite, o brasileiro e ex-campeão do UFC, o carioca Vítor Belfort, irá encarar o experiente norte-americano Dan Henderson, em duelo válido pela categoria dos médios.

As lutas acontecerão no Ginásio do Ibirapueara, em São Paulo. Última vez que aconteceu um evento na cidade foi em maio do ano passado, com o TUF Brasil 2 Finale.

Evento será o último a ser realizado no Brasil neste ano e contará com 13 combates.

Foto: Divulgação/UFC

Boa noite leitor que navega na VAVEL Brasil! Acompanhe agora o UFC Fight Night São Paulo: Belfort - Henderson 3, que terá início às 22h no horário de Brasília.

Minuto a minuto do UFC Fight Night Belfort - Henderson 3

VAVEL Logo