Após 11 temporadas, NY Jets dispensam center Nick Mangold

O New York Jets continua a anunciar cortes em seu elenco. Após anunciar as dispensas do ofensive tackle Breno Giacomini e do kicker Nick Folk, a equipe abriu mão de um dos jogadores mais antigos do clube, o center Nick Mangold. Após meses de especulações, a saída do jogador foi confirmada por meio de um anúncio no Twitter oficial do atleta neste sábado (25). Depois de 11 temporadas de serviços prestados ao time ianque, o jogador deixa a franquia. Na medida dos gestores de reconstruir a equipe após uma temporada 5-11, os jogadores mais velhos e com altos salários são alvos da reconstrução.

Em um comunicado, o proprietário dos Jets, Woody Johnson, agradeceu aos serviços prestados pelo atleta de 33 anos e destacou qualidades que o rotulam, além de manifestar prazer em ter conhecido o jogador e contado com ele em seu elenco.

"Nos últimos 11 anos, Nick Mangold tem sido uma pedra angular da nossa equipe, tanto dentro como fora de campo. Como nosso center no Pro Bowl, Nick demonstrou consistentemente uma habilidade superior e uma resistência inigualável. Igualmente importante fora do campo, Nick exibiu respeito, sensibilidade e compaixão pelas causas que apoiava. Foi um privilégio ter conhecido Nick há muitos anos e, para todos nós, eu digo que Nick sempre será um Jet", disse Johnson.

Nick Mangold foi contratado pelos Jets na primeira rodada do Draft de 2006. De 176 jogos disputados, 164 foram como titular. Entre as participações mais louváveis, foram sete participações em Pro Bowl. Porém, a idade, o salário e as recentes contusões pesaram na decisão da diretoria. Na última temporada, foram oito jogos perdidos por causa de uma grave lesão no tornozelo que quase resultou em um procedimento cirúrgico. Em seguida, voltou a participar de quatro jogos, mas teve a lesão agravada e foi colocado na lista dos contundidos nos quatro últimos duelos da temporada regular.

Também em um comunicado, o técnico Todd Bowles comentou sobre Mangold. "Uma grande pessoa, um grande jogador. Você sempre poderia contar com as espertezas de Nick, além da consistência e do equilíbrio. O conhecimento de Nick sobre o jogo e a capacidade de processar rapidamente a informação o tornaram um recurso inestimável para seus companheiros de equipe. Ele sempre significará muito para todos nesta organização", afirmou Bowles.

Desde 1998, os Jets tiveram apenas dois centers: Kevin Mawae, que ficou na equipe até 2005 e Mangold. A tendência é que Wesley Johnson seja o favorito para preencher a lacuna, mas o time também podem procurar algum atleta no Draft ou alguém na condição de free agency.

"Decisões dessa magnitude são sempre difíceis, mas ainda mais com alguém como Nick, que tanto significou para esta organização. Nós apreciamos não apenas suas contribuições no campo, mas a impressão de que deixa nesta equipe sua mentalidade e abordagem para o jogo", finalizou o GM dos Jets, Mike Maccagnan, também em um comunicado.

 

VAVEL Logo