Transat Jacques Vabre 2019 bate recorde de participantes
Foto: Divulgação/Transat Jacques Vabre

Transat Jacques Vabre 2019 bate recorde de participantes

Regata parte de Le Havre, na França, em 27 de outubro

ismailfilho
Ismail Filho

A 14ª edição da Transat Jacques Vabre será a maior da história em número de barcos. A organização confirmou, nesta segunda-feira (15), após o término das inscrições, o recorde de 67 veleiros. A prova é disputada em duplas. A regata parte de Le Havre, na França, em 27 de outubro deste ano, e termina em Salvador (BA). O percurso pelo Atlântico será de 4.350 milhas náuticas. 

A Transat Jacques Vabre de 2019 terá três classes rumo ao Brasil. Foram confirmados 31 barcos da categoria IMOCA 60, considera a principal de oceano no mundo, presente em regatas como Vendée Globe e Ocean Race. A prova terá também 30 duplas da Class40 e outras quatro da Multi50.

Essa edição promete ser excepcional com o recorde de participações. Serão 67 veleiros saindo de Le Havre em uma disputa com nível altíssimo”, disse Gildas Gautier, diretor geral da Transat Jacques Vabre. ”Faremos todos os esforços para fazer desta edição inesquecível para todas as duplas presentes”.

Class40

Em 2017, todos prenderam a respiração pelas voltas e reviravoltas da Class40. A definição do campeão da Transat Jacques Vabre foi nos últimos dias, na chegada a Salvador, com a vitória do V&B (Maxime Sorel/Antoine Carpentier). O resultado veio com apenas com 17 minutos e 42 segundos de diferença para o barco Aïna Enfance et Avenir.

A categoria agora conta com três novos barcos lançados nesta temporada: Leyton (Arthur Le Vaillant / Sam Goodchild), Lamotte Module Création (Luke Berry / Tanguy Le Turquais) e Beijaflore (William Mathelin-Moreau / Marc Guillemot). Ao todo serão 29 rumo ao Brasil.

A classe está cada vez mais internacional como representantes Suíça, Alemanha, EUA, Bélgica e Japão, além de França e Reino Unido.

Multi 50

De tamanho pequeno, mas grande em qualidade, a classe Mulit50 verá quatro equipes lutando em alta velocidade pelo Atlântico.

Thibaut Vauchel-Camus e Fred Duthil estão claramente buscando a vitória em seu Solidaires en Peloton ARSEP de 50 pés, lançado em 2018 e construído em Dubai. Diante desta nova geração de barcos, Gilles Lamiré, com três participações na Transat Jacques Vabre, assumirá o desafio do Team Groupe GCA-Mille et uni sourires (a antiga FenêtréA).

O terceiro competidor é um recém-chegado ao clube: Fabrice Payen será o capitão do velho barco de Gilles Lamiré. Finalmente, teremos que esperar para revelar a quarta tripulação, com os nomes dos capitães e do barco sendo mantidos em segredo no momento.

Para estes quatro, a competição no Transat Jacques Vabre será extrema, pois estes barcos são lentos e diabolicamente desconfortáveis em alta velocidade.

IMOCA

Das 34 tripulações cadastradas, 6 de última geração da IMOCA vão correr para o Brasil. É o maior número de veleiros de 60 pés na competição, todos buscando a supremacia na classes.

As equipes terão os olhos voltados para o novo veleiro do britânico de Alex Thomson, o Hugo Boss. Da mesma forma, Charal de Jérémie Beyou (co-skipper Christopher Pratt) deverá brigar pelo título no Brasil. Outros projetos foram lançados no decorrer da temporada.

A categoria é uma das mais prestigiadas do mundo e conta com outros craques da modalidade, como Thomas Ruyant, Sébastien Simon, Vincent Riou, Charlie Dalin, Yann Eliès, Paul Meilhat, Jean Le Cam e muitos outros.

As 67 duplas estarão presentes na bacia de Paul Vatine a partir de sexta-feira, 18 de outubro, para iniciar os preparativos. E em 27 de outubro de 2019, após uma semana de festividades em Le Havre, os velejadores partem para o desafio pelo Atlântico rumo ao Brasil.

MEDIA: 5VOTES: 1
VAVEL Logo