Trentin ganha em dia
de 'descanso' do pelotão na 17ª etapa do Tour de France
Tour de France

Trentin ganha em dia de 'descanso' do pelotão na 17ª etapa do Tour de France

Percurso teve 200 km entre Pont du Gard e Gap

ismailfilho
Ismail Filho

Um dia antes do início das decisivas e grandes montanhas dos Alpes, o grupo dos principais favoritos ao título se resguardou durante a 17ª etapa do Tour de France, nesta quarta-feira (24). Melhor para Matteo Trentin (Mitchelton-Scott), que foi um dos 33 atletas que aproveitaram o ritmo lento do pelotão para sair numa grande fuga. O italiano atacou na última subida do dia, com 8,9 km para a chegada, e não foi alcançado por mais ninguém.

O percurso teve 200 km entre Pont du Gard e Gap, com duas pequenas ascensões. Depois do abandono do capitão da Astana na terça-feira (23), Jakob Fuglsang, a equipe cazaque teve outra baixa importante nesta quarta: o espanhol Luis Leon Sanchez. Além dele, o sprinter da Sunweb, Cees Bol, também não largou.

Com aval do pelotão, logo se formou o grupo de 33 fugitivos com um único objetivo: ganhar a etapa. Eles se ajudaram até os 33 km para o final, quando começaram os primeiros ataques. Bauke Mollema (Trek-Segafredo), Alexis Gougeard (AG2R La Mondiale) e Nils Politt (Katusha-Alpecin) foram os mais ativos. Daniel Oss (Bora-Hansgrohe), Kasper Asgreen (Deceuninck-QuickStep), Gorka Izagirre (Astana), Tom Scully (EF Education First), Greg Van Avermaet (CCC), Vegard Laengen (UAE-Emirates), Toms Skujins (Trek-Segafredo), Pierre-Luc Périchon (Cofidis) e Ben King (Dimension Data) e Trentin seguiram logo na sequência.

No entanto, Trentin foi ainda mais forte na última subida no Col de la Sentinelle e desceu sozinho nos últimos 8,9 km até Gap e venceu escapado. O pelotão só chegou 20 minutos depois, sem nenhum ataque ou esforço adicional. Com isso, Julian Alaphilippe mantém a camisa amarela de líder na classificação geral, mas vai sofrer bastante na 18ª etapa, nesta quinta-feira. Serão 208 km entre Ebrun e Valloire. A linha de chegada não será no alto, porém, o percurso terá uma montanha de categoria 1 e outras duas sem categoria, passando dos 2 mil metros de altitude.

L'Etape Brasil

O Tour de France também oferece oportunidades para atletas amadores participarem da prova com a realização do L’Étape pelo mundo. A versão brasileira será disputada em 29 de setembro, na cidade de Campos do Jordão (SP), e terá até 3 mil participantes.

Com a chancela do tradicional Tour de France, o L’Étape Brasil mantém as características de uma parte da corrida francesa. Em 2018, ciclistas de todos os estados brasileiros inscreveram-se na prova, aberta também a atletas amadores.

Classificação da etapa:

1- Matteo Trentin (Mitchelton-Scott): 4h21’36’’

2- Kasper Asgreen (Deceuninck-QuickStep): +37’’

3- Greg Van Avermaet (CCC): +41’’

4- Bauke Mollema (Trek-Segafredo): +41’’

5- Dylan Teuns (Bahrain-Merida): +41’’

Classificação geral:

1- Julian Alaphilippe (Deceuninck – QuickStep): 69h39’16’’

2- Geraint Thomas (Ineos): +1’35’’

3- Steven Kruijswijk (Jumbo-Visma): +1’47’’

4- Thibaut Pinot (Groupama-FDJ): +1’50’’

5- Egan Bernal (Ineos): +2’02’’

Classificação por pontos:

1- Peter Sagan (Bora - Hansgrohe): 309 pts

2- Elia Viviani (Deceuninck-QuickStep): 224 pts

3- Sonny Colbrelli (Bahrain-Merida): 203 pts

Classificação de melhor escalador:

1- Tim Wellens (Lotto Soudal): 64 pts

2- Thibaut Pinot (Groupama-FDJ): 50 pts

3- Thomas De Gendt (Lotto Soudal): 38 pts

Classificação do melhor jovem:

1- Egan Bernal (Ineos): 69h41’18’’

2- David Gaudu (Groupama-FDJ): 13’31’’

3- Enric Mas (Deceuninck – Quick-Step): +42’00’’

VAVEL Logo