Animador do Tour de France, 'Diabo' vem ao Brasil para o L’Étape
Tour de France

Animador do Tour de France, 'Diabo' vem ao Brasil para o L’Étape

Presença dele será viabilizada pela Vedacit, patrocinadora oficial do L’Étape Brasil

ismailfilho
Ismail Filho

A edição 2019 do L’Étape Brasil by le Tour de France terá a presença do alemão Didi Senft, mais conhecido como o Diabo do Tour ou Didi, the Devil. O animador que tradicionalmente se veste de demônio nas etapas do Tour de France estará em Campos do Jordão (SP) para o evento.

A principal prova da modalidade no Brasil será disputada em 29 de setembro e deve reunir quase três mil ciclistas amadores.

A presença do alemão Didi Senft será viabilizada pela Vedacit, marca oficial do L’Étape Brasil pelo segundo ano consecutivo. ”O L’Étape Brasil mais uma vez inova e consegue trazer pela primeira vez ao País a figura mais emblemática do Tour de France.

“Didi” Senft é uma lenda do ciclismo por suas aparições famosas durante as provas, incentivando os ciclistas profissionais nas subidas mais desafiadoras do Tour de France, com certeza será um marco para nossa prova”, disse Thais Barg, coordenadora do L’Étape Brasil.

Didi Senft tem 65 anos e administra um museu em Storkow com mais de 120 modelos de bicicletas em exibição. O alemão foi atleta amador nos anos 1970 e 1980.

Tour 2019

O Tour de France está em sua reta final na edição 106. Nesta terça-feira (23), o australiano Caleb Ewan (Lotto Soudal) bateu o trem de embalada da equipe Deceuninck-QuickStep para vencer – a segunda neste ano – a 16ª etapa do Tour de France.

Com um percurso plano de 177 km com início e fim na cidade de Nîmes, o estágio prometia ser tranquilo para o pelotão após o segundo dia de descanso. Só prometia. Elia Viviani (Deceuninck-QuickStep) teve dois embaladores até o final, mas errou no tempo do sprint e o australiano veio de trás para ficar com a vitória.

Além do vento cruzado na parte final da prova, que exigiu atenção dos ciclistas, alguns dos considerados favoritos sofreram acidentes. Foi o caso do atual campeão e segundo colocado na classificação geral, Geraint Thomas (Ineos), que foi ao chão numa curva antes dos 50 km.

O britânico bateu o joelho e ombro esquerdo, mas não sofreu nenhuma fratura e continuou. Mesma sorte não teve o capitão da equipe Astana, o dinamarquês Jakob Fuglsang, que precisou abandonar o Tour após outra queda.

Paul Ourselin (Total Direct Energie), Stéphane Rossetto (Cofidis), Lukasz Wisniowski (CCC), Alexis Gougeard (AG2R), Lars Bak Ytting (Dimension Data) saíram na principal fuga do dia, mas o pelotão sempre manteve uma diferença controlada.

Os escapados foram alcançados em definitivo com 2 km para a chegada, já dentro de Nîmes. Todos os melhores classificados na briga pela camisa amarela passaram com o mesmo tempo e não houve mudanças. Peter Sagan chegou na quarta colocação e somou mais pontos para manter a camisa verde com ótima vantagem para Elia Viviani.

”A QuickStep passou e eu perdi mais algumas posições do que eu queria. Eu estudei esse final antes e pensei em todos os cenários. E um dos cenários era se eu estivesse muito longe. Eu acho que se vocês verem, eu tive que começar o sprint muito antes dos outros ciclistas”, analisou Ewan.

L’Étape Brasil by Le Tour de France

O L’Étape Brasil by Le Tour de France chega à quinta edição na temporada 2019 consolidado como um dos principais eventos esportivos do País. A prova de ciclismo será disputada de 27 a 29 de setembro, em Campos do Jordão (SP), e terá até 3 mil participantes.

Com a chancela do tradicional Tour de France, o L’Étape Brasil mantém as características de uma parte da corrida francesa. Em 2018, ciclistas de todos os estados brasileiros inscreveram-se na prova, aberta também a atletas amadores.

A largada ocorre às 7 horas do dia 29 de setembro, com os participantes distribuídos na área da largada em grupos de acordo com seu condicionamento físico.

Com subidas e descidas, a prova tem toda a infraestrutura e logística de apoio para os competidores ao longo do trajeto.

VAVEL Logo