Bernal conquista camisa amarela em etapa parada por granizo e avalanche no Tour de France
Foto: Tour de France

Bernal conquista camisa amarela em etapa parada por granizo e avalanche no Tour de France

Última e decisiva etapa nas montanhas, neste sábado (27), promete ainda mais emoção

ismailfilho
Ismail Filho

Uma das cenas mais incríveis da história do Tour de France! A 19ª etapa, nesta sexta-feira (26), foi interrompida com 37,5 km para a linha de chegada por causa de uma tempestade de granizo seguida por avalanche antes do início da última escalada do dia, no Montée de Tignes, na região dos Alpes. A organização decidiu contabilizar os tempos dos ciclistas no alto do Col de I’Iseran, na penúltima montanha prevista inicialmente. Com isso, Egan Bernal (Ineos) foi declarado o vencedor do estágio.

De quebra, o colombiano tomou a camisa amarela de líder na classificação geral de Julian Alaphilippe (Deceuninck-QuickStep). Depois de surpreender e resistir bravamente por 14 dias na liderança, o francês não resistiu ao I’Iseran e ficou para trás.

Pura emoção

Em uma das edições mais imprevisíveis e emocionantes de todos os tempos, o Tour de France reservou as maiores surpresas para esta sexta-feira. O percurso original teria apenas 124,5 km entre Saint-Jean-de-Maurienne e Tignes, com duas montanhas de categoria 3, uma de categoria 2, uma fora de categoria (Col de I’Iseran, com 2.770 metros de altitude, a maior deste Tour), e a última subida de categoria 1, na chegada em Tignes.

A etapa tinha tudo para ser curta e explosiva. Mas foi mais curta do que esperado e acabou somente após 87 km da largada. Egan Bernal atacou na subida do Col de I’Iseran e alcançou a fuga, que era composta por Warren Barguil (Arkea-Samsic), Vincenzo Nibali (Bahrain-Merida), Simon Yates (Mitchelton-Scott) e Rigoberto Uran (EF Education First). No último quilômetro da montanha, Bernal acelerou novamente, deixou os demais para trás e passou em primeiro no ponto mais alto do Tour.

Enquanto isso, no pelotão, Geraint Thomas (Ineos) também atacou e foi seguido por Steven Kruijswijk (Jumbo-Visma), Laurens de Plus (Jumbo-Visma) e Emanuel Buchmann (Bora-Hansgrohe) seguiram, mas Julian Alaphilippe não teve pernas para acompanhar. O grupo ainda alcançou Barguil, Nibali e Uran, enquanto Yates mostrou força na descida para alcançar Bernal na ponta da prova.

Foi quando as primeiras notícias de um forte temporal de granizo entre a descida do Col de I’Iseran e a subida de Tignes começaram a chegar. O temporal atingiu a região de Val-d’Isère, com 22,5 km para a linha de chegada e bloqueou totalmente a estrada com gelo e uma avalanche de terra que desceu da montanha. Prontamente, a organização da prova determinou a neutralização da etapa antes que os ciclistas chegassem ao local, o que gerou confusão e protesto de alguns atletas que ainda não sabiam o que tinha acontecido.

O diretor do Tour, Christian Prudhomme, também decidiu que os tempos finais dos ciclistas seriam contabilizados no alto do Col de I’Iseran. Com isso, Bernal foi considerado o vencedor da etapa e faturou a camisa amarela. Porém, como não havia contador de tempo eletrônico na montanha, a organização tem que analisar as imagens da televisão para definir as diferenças entre os grupos e a nova classificação geral.

Além disso, a 19ª etapa também marcou a despedida forçada de Thibaut Pinot (Groupama-FDJ). Maior esperança francesa na prova, Pinot era o quinto colocado na classificação geral e demonstrou nos últimos dias estar em grande forma nas montanhas. Porém, o atleta da equipe Groupama-FDJ sofreu uma lesão muscular na perna esquerda na 17ª etapa e não resistiu ao ritmo desta sexta-feira. Ele abandonou logo no início do estágio, frustrando a torcida da França.

20ª etapa

A última e decisiva etapa nas montanhas, neste sábado (27), promete ainda mais emoção. É a última chance para os ciclistas atacarem e tentarem tomar a camisa amarela de Egan Bernal. Também é a oportunidade do colombiano garantir o primeiro título da América do Sul na maior prova ciclística do mundo. Serão 130 km entre Albertville e o alto do Val Thorens, com uma subida de categoria 1 e outra de categoria 2 antes da escalada final de 33,4 km, com 5,5% de inclinação média.

L'Etape Brasil

O Tour de France também oferece oportunidades para atletas amadores participarem da prova com a realização do L’Étape pelo mundo. A versão brasileira será disputada em 29 de setembro, na cidade de Campos do Jordão (SP), e terá até 3 mil participantes.

Com a chancela do tradicional Tour de France, o L’Étape Brasil mantém as características de uma parte da corrida francesa. Em 2018, ciclistas de todos os estados brasileiros inscreveram-se na prova, aberta também a atletas amadores.

Classificação provisória da etapa:

1- Egan Bernal (Ineos): tempo não divulgado

2- Simon Yates (Mitchelton-Scott): +5’’

3- Warren Barguil (Arkea-Samsic): +41’’

4- Laurens De Plus (Jumbo-Visma): +50’’

5- Steven Kruijswijk (Jumbo-Visma): m/t

Classificação geral provisória:

1- Egan Bernal (Ineos): tempo não divulgado

2- Julian Alaphilippe (Deceuninck-QuickStep): +45’’

3- Geraint Thomas (Ineos): +1’03’’

4- Steven Kruijswijk (Jumbo-Visma): +1’15’’

5- Emanuel Buchmann (Bora-Hansgrohe): +1’42’’

VAVEL Logo