UFC 251: Kamaru Usman derrota Jorge Masvidal na Ilha da Luta e mantém cinturão do peso-médio
Usman desferindo golpe em Masvidal na grade (Foto: Divulgação/UFC)

Não deu outra na madrugada! Quando os ponteiros do relógio batiam mais de 2h da manhã deste domingo (12), o nigeriano Kamaru Usman mostrava sua superioridade e favoritismo sendo postos em prática no UFC 251. Azar para o estadunidense Jorge Masvidal, que aceitou a  não conseguiu tirar o cinturão de peso-médio dos ombros do africano. Por decisão unânime dos juízes (50-45, 50-45 e 49-46), Usman venceu a primeira luta principal da história na Ilha da Luta, em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos.

A vitória fez com que o nigeriano aumentasse sua invencibilidade no octógono para 12 lutas, igualando a marca histórica do canadense Georges St-Pierre.

"Eu sou o campeão, e todos estão de olho em mim. Agora eu quero descansar, porque venho treinando forte há muito tempo, desde fevereiro, porque essa luta deveria ter acontecido em março, depois em abril e agora finalmente aconteceu. Quero descansar e tirar férias com a minha filha no Havaí, e depois pensarei no que vou fazer no restante do ano", disse o campeão Usman.

Domínio nigeriano nas grades

Nos dois primeiros rounds, Usmam e Masvidal até que fizeram uma luta equilibrada, com leve vantagem para o nigeriano, que apostava no wrestling. Mas depois, no terceiro, quarto e quinto round, o estilo de Usman começou a entrar, principalmente com um preparo físico melhor. E foi assim, dando golpes esporádicos no estadunidense ao lado da grade e às vezes no chão, que o nigeriano não cedeu chances e passou perigo no octógono para defender seu cinturão do peso-médio.

Detalhe importante

O adversário de Usman era para ser Gilbert Durinho, que testou positivo para o novo coronavírus e foi cortado da briga pelo cinturão. Masvidal topou o desafio e aceitou a luta com menos de uma semana de antecedência, seis dias antes, para ser exato. Ou seja, tudo em cima da hora no UFC.

VAVEL Logo