Franquia de Cleveland na MLB anuncia mudança de nome; Donald Trump reclama
Progressive Field, casa da franquia de Cleveland no baseball | Foto: Divulgação/MLB

Mais uma franquia das grandes ligas dos Estados Unidos anunciou uma mudança de nome para retirar menções ofensivas a grupos étnicos minoritários. O Cleveland Indians, da Major League Baseball (MLB), fará a alteração a partir da temporada 2020. A informação é dos jornalistas David Waldstein e Michael S. Schmidt, ambos do The New York Times, com confirmação oficial da própria equipe horas mais tarde.

Para pessoas ligadas aos direitos dos ameríndios, a nomenclatura pode trazer conotação negativa para os descendentes indígenas do país. A mesma franquia já teve mudanças em 2018 por conta do mesmo motivo. O antigo logo da equipe, que trazia o Chief Wahoo, caricato personagem surgido na década de 1930, foi deixado de lado por Cleveland em 2018. 

Ainda de acordo com o The New York Times, o Cleveland Indians utilizará a atual nomenclatura na MLB 2021, mas apenas para decidir qual será o novo nome da franquia. 

Recentemente, outra equipe de grandes ligas mudou boa parte da identidade para se adequar a pedidos de grupos étnicos minoritários. Hoje chamado de Washington Football Team, o antigo Washington Redskins trocou de nome e, também, o logotipo. A tendência, entretanto, é que tal entendimento seja, apenas, provisório. Outra mudança aconteceu na National Collegiate Athletic Association (NCAA): Oregon Ducks e Oregon State Beavers, que faziam o clássico Civil War, concordaram em banir o termo - que faz alusão à Guerra Civil Norte-Americana.

Ao meno,s outras três franquias dos EUA têm nomes polêmicos. Atlanta Braves (MLB) e Chicago Blackhawks (NHL), que também "homenageiam" figuras ameríndias, já destacaram que não consideram mudar de nome. Já o Kansas City Chiefs (NFL) iniciou conversas com a comunidade local para entender qualquer constrangimento que a equipe possa causar a grupos étnicos minoritários.

Donald Trump reclama

Atual presidente dos Estados Unidos, Donald Trump reclamou da mudança no Twitter:

(Tradução: "Oh, não! O que está acontecendo? Isso não é uma boa notícia, mesmo para "índios". Cancele a cultura no trabalho!")

VAVEL Logo