Ventos ganham força e Copa Brasil de Vela de Praia chega à reta final em Arraial do Cabo
Divulgação/CBVela

A Copa Brasil de Vela Praia chegou ao seu penúltimo dia neste sábado (14) em Arraial do Cabo/RJ. O evento no litoral fluminense é válido como seleção de atletas para os XII Jogos Sul-Americanos de Assunção 2022. As provas foram realizadas com novas condições dos ventos, muito diferentes do que na véspera, ou seja, com rajadas mais fortes nas raias. O dia foi ensolarado com ventos de até 12 nós, considerados ideais para os monotipos. Todas as regatas programadas para o dia foram realizadas. 

O evento possui provas de nove classes: Ilca 6, Ilca 7, Snipe e Hobie Cat 14 e 16, Dingue e Optimist. Dessas, as categorias Snipe (misto) e Ilca 6 e 7 estarão nos Jogos Sul-Americanos de Assunção 2022.

A competição é organizada pela Confederação Brasileira de Vela, com apoio da Prefeitura de Arraial do Cabo e as suas Secretarias de Governo, Eventos, Esporte e Lazer, Turismo, Ambiente e Saneamento, Fundação do Meio Ambiente e Associação de Meios de Hospedagem de Arraial do Cabo (AMHAR).

“Hoje a gente pegou um segundo, sexto e primeiro, foram bem apertadas as regatinhas, foi bem maneiro, todo mundo estava em um nível bem parecido, na segunda tivemos uma recaída, mas foi legal, a raia estava um pouco mais difícil, eu decidi fazer umas decisões em manter pela direita da negativa ou seguir pela positiva, mas foi muito legal”, disse Alice Brandão, dupla de Nick Grael que veleja na Snipe. 

Pelo resultado provisório, a dupla está na segunda colocação, atrás de Bernardo Peixoto e Bruna Patrício após as três regatas do dia.

As áreas de competição são na Enseada de Arraial do Cabo entre a Praia dos Anjos, Ilha do Farol e a Ilha dos Porcos. Os percursos são no formato barla-sota, trapezoidal, slalom ou triangular conforme descrito nas instruções de regatas a critério da Comissão de Regata.

Estreias

Três novas classes estrearam nas raias de Arraial do Cabo (RJ) na etapa da Copa Brasil de Vela Praia neste sábado (14). As classes Dingue, Optimist e Wingfoil começaram a ser disputadas no dia ensolarado que fez na cidade da região dos lagos. 

O campeonato, organizado pela CBVela –  Confederação Brasileira de Vela, reúne nove classes e terminará neste domingo (15). A previsão para a cerimônia de premiação é às 16h no espaço montado na Praia dos Anjos, na região central da cidade.

“Tivemos um dia sensacional hoje, vento leste e sudeste, vento de 6 a 12 nós, as regatas programadas do dia foram todas feitas, estou muito feliz, hoje Arraial presenteou a gente com um dia maravilhoso, céu azul. Amanhã vai ser um dia interessante, a previsão é de ventos bem fortes, podendo chegar até uns 25 nós, estamos pensando em adiantar uma hora para não pegar ventos tão fortes, vamos ter que gerenciar bem isso, mas vai ser outro dia maravilhoso”, explicou Walter Böddener, gerente de eventos da CBVela.

Sofia Toledo e Luiz Otávio Correia chegaram em primeiro no resultado provisório de uma das classes estreantes do dia: a Dingue. Sofia, do Projeto Social “Meninos do Vento” de Arraial do Cabo, comentou sobre sua estreia “em casa”: 

“Amei. Eu amei a experiência, foi uma experiência única. Eu já tinha velejado de dingue, pelo projeto, já tinha velejado e também já velejei aqui em Arraial. Mas competir aqui eu amei, foi bom ter essa oportunidade, receber esse evento aqui. Fiquei super animada e ver tantos velejadores, de diversas partes do país com diversas experiências e competições é uma alegria”, disse a velejadora de 15 anos.

Velejadores, como Eduardo Zeitone, bicampeão brasileiro de ILCA 4,  chegaram hoje a Arraial e fizeram sua estreia na raia, que reúne velejadores da chamada “Vela Jovem”. 

“Vou aproveitar ao máximo, ganhar experiência e conhecer o lugar. Velejar com pessoas mais experientes, temos vários barcos aqui, o nível está alto. Amanhã a previsão é de ventos fortes, vou tentar tirar o maior proveito que eu puder”, comentou Eduardo Zeitone Guimarães, que corre na classe ILCA 6. 

“Hobie é um estilo de vida”

A classe Hobie Cat é disputada na competição em duplas (Hobie Cat 16) ou individualmente (Hobie Cat 14). Conhecida por ser uma classe que reúne amigos e familiares, o formato do barco é propício para todo tipo de velejador. 

“O Campeonato está “top”, ontem a gente teve um dia difícil, muito pouco vento, mas a previsão para os próximos dias é de bastante vento. Praia limpa, boas regatas, várias amizades, só tenho a agradecer a CBVELA. Correr aqui é emoção do começo ao fim, na água é sangue no olho, trapézio na ponta do pé, estica e vamos embora. Minha classe é a melhor que tem, anda muito, faz menos força e se diverte demais”, comentou Kim Vidal, que corre junto com João Brito na Hobie Cat 16. O atleta foi campeão mundial da Juventude.

VAVEL Logo