Natação: tudo o que você precisa saber para o Rio 2016

Natação: tudo o que você precisa saber para o Rio 2016
NATAÇÃO: tudo que você precisa saber para o Rio 2016

A Natação estreou nas Olímpiadas em 1896, nos Jogos de Atenas, primeira edição da era moderna. No Rio, serão 16 provas masculinas e 16 femininas, com disputas individuais nos quatro estilos – livre, peito, borboleta e costas – e revezamentos. Torna-se vencedor o atleta que nadar no menor tempo possível, no seu estilo específico.

Entenda os estilos:

Livre: os nadadores escolhem os estilos.

Peito: estilo mais lento, com movimentos semelhantes ao de uma rã.

Borboleta: o atleta gira ambos os braços simultaneamente e flexiona o corpo para cima e para baixo.

Costas: de costas para o fundo da água.

Além das provas individuais, há o revezamento, quatro atletas da mesma equipe cumprindo uma parte da prova; e o medley, individual ou em equipe, com os quatro estilos na mesma prova.

Local onde será realizado

As provas de Natação serão todas realizadas no Estádio Aquático Olímpico, na Barra da Tijuca, Zona Oeste (entre 6 e 13 de agosto). No local tem duas piscinas de 3,7 milhões de litros, uma para competição e outra de treinamentos. Quem adquirir entradas na frente, terá uma excelente visão de apenas 10 metros da água. Chama atenção o projeto sustentável. Para substituir o uso de ar-condicionado, foram feitos cerca de quinze mil pequenos furos na estrutura, facilitando a circulação de ar.

Campeões em Londres 2012

Na última edição dos jogos olímpicos (Londres 2012), a modalidade Natação foi dividida em 32 provas, contando masculino e feminino. Ao todo, o Brasil foi representado por 19 nadadores, sendo quatro mulheres e 15 homens. Subimos ao pódio duas vezes, medalha de prata para Thiago Pereira na prova de 400 metros Medley e bronze para César Cielo em 50m livre. No feminino a melhor posição brasileira foi o 15° lugar de Joanna Maranhão nos 200m Medley.

Estados Unidos foi o maior vencedor na Natação, 30 medalhas no total, seguido pela China com dez e França sete.


Favoritos para o Rio 2016

Não tem como apontar favoritos e não lembrar de Michael Phelps - atleta olímpico mais premiado de todos os tempos. O americano garante estar com a mente e o físico em dia, de modo que não sentia desde o período entre 2007 e 2009, no melhor momento da carreira. Além disso, o seu porcentual de gordura que era de 13% nos jogos de Londres, atualmente está na casa dos 5%. 

No feminino, Missy Franklin está entre as favoritas. Em Londres 2012, a jovem na época com 17 anos competiu em sete provas: quatro individuais (100 e 200 metros livres, 100 e 200m costas) e três revezamentos (4x100m livres, medley e 4x200m livres).  A americana conquistou quatro ouros e um bronze. Este ano no Rio 2016 as expectativas na nadadora são ainda maiores.


Curiosidades do esporte

Você sabia? Antes das piscinas, os atletas nadavam em águas abertas junto de patos e peixes. Nas Olímpiadas em Paris 1900, o Rio Sena foi palco das competições de natação. Somente em 1908, em Londres, que as disputas passaram para as piscinas. As mulheres estrearam em Estocolmo 1912 e a vencedora foi a australiana Fanny Durack, nos 100m livre.

No masculino, Alfred Hajos, da Hungria foi o primeiro campeão Olímpico, disputando os 100m livre. O maior atleta Olímpico da história é o nadador Michael Phelps. O americano ganhou 22 medalhas e 18 foram de ouro.

Maiores medalhistas olímpicos

Historicamente, Estados Unidos domina o ranking de maior número de pódios em Olimpíadas. Tanto no masculino quanto feminino, nadadores americanos ocupam as três primeiras colocações. O recordista disparado é o mito das piscinas Michael Phelps, com 22 medalhas ao todo, sendo 18 de ouro, duas de prata e duas de bronze.

Atrás dele, Mark Spitz e Matthew Biondi têm 11 medalhas cada. Com um ouro a mais (9 contra 8) e uma prata e um bronze, Spitz ocupa o segundo lugar. Na terceira colocação, além dos ouros, Biondi conquistou duas pratas e um bronze.

No feminino a diferença não é tão grande. Todas as três subiram 12 vezes ao pódio. Por sua vez, a nadadora Jenny Thompson tem oito ouros, enquanto Dara Torres ganhou quatro e Natalie Coughlin três. 

O único nadador brasileira a conquistar o ouro foi César Cielo, em prova de 50 metros livre em Pequim 2008. Gustavo Borges também tem muita importância na história, tendo ganho duas pratas e dois bronzes. Infelizmente Cielo não participará das Olimpíadas do Rio, já que não obteve classificação.