Ouro Olímpico: relembre a conquista e quebra de recorde de César Cielo em Pequim 2008

Reveja a trajetória do nadador para conquistar a primeira medalha de ouro da história do esporte brasileiro nas olimpíadas

Ouro Olímpico: relembre a conquista e quebra de recorde de César Cielo em Pequim 2008
Ouro Olímpico: relembre a conquista e quebra de recorde de César Cielo em Pequim 2008

Faltam poucos dias para o início das Olimpíadas do Rio de Janeiro 2016. Com expectativas altas para um possível melhor ano da história do esporte olímpico brasileiro, chegou o momento de relembrarmos conquistas históricas de nossos atletas.

Principal nome da natação brasileira de todos os tempos, César Cielo colecionou medalhas olímpicas e títulos mundiais nos últimos anos. Contudo, o atleta infelizmente será uma das maiores baixas da delegação brasileira para o Rio 2016, já que Cielo perdeu a vaga dos 50m livres para Ítalo Manzine há pouco mais de um mês.

Mesmo sem sua presença no Rio de Janeiro, é sempre bom recordar sua trajetória histórica nos Jogos de Pequim em 2008, que culminou na quebra de recorde e na primeira medalha de ouro da história da natação brasileira nas Olimpíadas.

Trajetória até a final

Antes mesmo de disputar o ouro olímpico nos 50m, Cielo já havia garantido medalha nos 100m. O brasileiro conquistou o bronze, quebrando o recorde sul-americano com um tempo de 47s67, chegando junto com o norte-americano Jason Lezak. O ouro daquela prova acabou ficando como o francês Alain Bernard que finalizou a prova com 47s21.

"É muito bom trazer uma medalha de volta para o Brasil na natação, especialmente nessa prova. Foi emocionante. Eu tinha sonhado à noite que tinha ficado em terceiro, mas sabia que estava na raia 8 e que seria meio difícil. Agora vou ganhar os 50m livre", prometeu Cielo após a conquista.

Mesmo chegando como medalhista para disputar os 50m, a maioria da imprensa mundial desacreditava na chegada do brasileiro nas primeiras colocações da prova (obviamente, eles se enganaram).

As eliminatórias já iniciaram de uma maneira avassaladora, demonstrando que a competição teria momentos inesquecíveis. Na primeira prova Cielo já bateu o recorde olímpico ao chegar em 21s47, entretanto, perdeu o recorde logo em seguida para Amaury Levaux que realizou 21s46.

Nas semi-finais, César Cielo voltou a quebrar o recorde olímpico da prova. O brasileiro fez um tempo de 21s34, superando a marca de Alexander Popov nas Olimíadas de Barcelona em 1992. Com isso, a situação havia mudado completamente. De uma mera surpresa, uma "zebra", Cielo foi a decisão com possibilidades reais de conquistar a medalha histórica para o esporte brasileiro.

Cielo em sua primeira chegada ao pódio em Pequim (Foto: Alain Benainous/ Getty Images) 

Grande final

Seus principais adversários na grande decisão eram velhos conhecidos. Alain Bernard havia vencido Cielo na final dos 50m, e Amaury Levaux havia superado o recorde do brasileiro nas eliminatórias.

Mas nem mesmo os futuros campeões em Londres 2012 foram capazes de tirar o lugar mais alto do pódio do brasileiro. César Cielo fez um tempo de 21s30, quebrou o recorde olímpico, por pouco não quebrou o recorde mundial e levou a primeira medalha de ouro da história da natação brasileira.

O momento mais marcante talvez tenha surgido no momento do hino nacional brasileiro. Cielo não segurou a emoção, e chorou compulsivamente durante um bom tempo, marcando aquela conquista histórica do até então garoto que havia conquistado o coração do povo brasileiro com sua simplicidade. 

"É muito bom, não tem sensação melhor. Todos esses três anos nos Estados Unidos, longe da minha família, valeram a pena. É o melhor momento da minha vida. Agora eu sou um campeão olímpico", comemorou "Cesão".

O emotivo Cielo ainda na piscina após o ouro (Foto: Ezra Shaw/ Getty Images)

Ficha técnica

Nome Completo: César Augusto Cielo Filho

Data de nascimento: 10/01/1987

Local de nascimento: Santa Bárbara D'Oeste (SP)

Altura: 1,95m

Peso: 88kg

Provas: 50m; 50m borboleta; 4*100m livre; 4*100m medley

Medalhas olímpicas: Ouro e bronze (Pequim); bronze (Londres)