Legado Olímpico: financiamento privado e atentado terrorista em Atlanta 1996

Legado Olímpico: financiamento privado e atentado terrorista em Atlanta 1996
Legado Olímpico: financiamento privado e atentado terrorista em Atlanta 1996

Os Estados Unidos é um país que investe pesado no esporte e esse alto investimento nos atletas faz com que os americanos sejam o país com maior numero de medalhas na história dos jogos, são 2.563 no total sendo 1.062 de ouro. O país Norte Americano enviou atletas em todas as edições dos Jogos Olímpicos da Era Moderna, exceto em 1980, em Moscou, na antiga União Soviética por conta de um boicote liderado pelos americanos.

O país já sediou as Olímpiadas em oito ocasiões, quatro em Jogos de Verão e quatro em Jogos de Inverno. A cidade de Atlanta, capital do estado da Geórgia, foi escolhida para sediar o Centenário dos Jogos Olímpicos da Era Moderna, em 1996, desbancando a favorita Atenas, na Grécia. Essa escolha foi motivo de protestos da comunidade olímpica internacional, que acusou os Estados Unidos de subornar membros do Comitê Olímpico Internacional (COI).

Atlanta é a cidade matriz da Coca Cola, empresa que tem o refrigerante mais consumido no mundo. E a força exercida pela empresa para trazer os Jogos para a cidade foi intensa e muito criticada. O investimento de mais de US$ 1.8 bilhão de dólares, foi praticamente arcado pela empresa, que levaram analistas a dizerem que essa edição foi a maior comercialização da história dos Jogos.

Outros problemas aconteceram em Atlanta 1996, o transporte atrapalhou e muito o deslocamento de público de uma região a outra da cidade, durante os dezessete dias de jogos, enormes congestionamentos se formaram. Atlanta também foi criticada pela falta de participação dos moradores durante os eventos. O forte calor também atrapalhou.

Mas o acontecimento negativo mais grave foi no dia 27 de julho, no Parque Centenário, quando um ataque terrorista deixou dois mortos e mais de cem feridos em uma explosão. O lamentável episodio pegou muito mal, já que 35 mil soldados e agentes do FBI estavam trabalhando nos jogos.

Esportivamente os Jogos Olímpicos de Atlanta foram muito satisfatórios e contou com a participação de 197 países e mais de 10 mil atletas – o maior número até ali. Para o Brasil, Atlanta também foi especial, pela primeira na história, o Brasil superou a marca de dez medalhas. Foram quinze no total (três de ouro, três de prata e nove de bronze). Os americanos ficaram em primeiro lugar no quadro de medalhas, com 101 no total, seguidos por Alemanha e Rússia, 65 e 63 respectivamente. O Brasil ficou na 25º posição.

Nos Estados Unidos o esporte é tratado com importância desde a escola até as faculdades, o incentivo para atletas é gigante. E pensando nisso, Atlanta, fez com que as estruturas realizadas para os Jogos beneficiassem o povo após a competição. Estádios erguidos com capital privado foram vendidos e adaptados por times da cidade. Instituições de ensino também herdaram instalações Olímpicas, como Centro Olímpico de Natação e dormitórios usados por atletas. 

A revitalização do centro da cidade, expansão do metro e crescimento de empreendimentos nos arredores da cidade também são efeitos dos Jogos. Contudo, o maior legado para o povo da Geórgia foi o Parque Olímpico, com área de 21 mil metros quadrados que oferece lazer e entretenimento aos moradores.

Apesar do investimento privado, a cidade de Atlanta teve um lucro US$ 10 milhões de dólares com os Jogos. De acordo com uma pesquisa realizada pelo Instituto Dinamarquês de Estudos Esportivos, em 2012, o Estádio Olímpico de Atlanta tem o melhor resultado em sustentabilidade, comparado com outras arenas construídas em edições anteriores de Jogos Olímpicos.  O Estádio Olímpico, hoje chamado de Turner Field, recebe cerca de 85 eventos esportivos por ano. Para efeito de comparação, o Ninho do Pássaro, construído para os Jogos de Pequim 2008, recebe apenas 19.