Guardado lamenta goleada e eliminação: "É pedir desculpas às pessoas do nosso país"

Seleção mexicana foi goleada e eliminada nas quartas de final da Copa América Centenário

Guardado lamenta goleada e eliminação: "É pedir desculpas às pessoas e ao país"

A sequência positiva do técnico Juan Carlos Osorio à frente da seleção mexicana foi freada pela seleção chilena. Na partida válida pelas quartas de final da Copa América, em Santa Clara, na Califórnia, a equipe comandada por Juan Antonio Pizzi massacrou os mexicanos por 7x0 e garantiu a vaga para a semifinal da competição. O adversário será a seleção colombiana.

Osorio tinha oito jogos no comando dos mexicanos, com 100% de aproveitamento. Foram oito vitórias, com 10 gols marcados e nenhum gol sofrido. Hoje, a sequência foi derrubada pelo time do Chile, que foi amplamente superior durante os 90 minutos. Antes dos 45, os chilenos já tinham a dianteira do placar, por 2 gols de diferença. A equipe foi muito intensa nas jogadas de ataque e também na marcação. Chegava ao gol do adversário com uma facilidade surpreendente.

O México voltou para o segundo tempo com duas mudanças, que tinham por objetivo promover maior ofensividade ao time que precisava buscar o resultado. Porém, nada aconteceu como o planejado e antes dos 12 minutos da etapa final, a equipe já perdia por 5 a 0. A essa altura, a fragilidade da equipe do México estava mais evidente e o toque de bola dos chilenos cada vez mais envolvente. Ao fim dos 90 minutos, o jogo terminaria com o placar de 7 a 0 e a desclassificação da seleção mexicana da Copa América Centenário.

Questionado sobre o impacto dessa eliminação, o capitão mexicano, volante Guardado, fez questão de se desculpar com a torcida: "Temos de pedir desculpas às pessoas e ao país. Nós temos muitas qualidades, mas não há muito o que dizer. E uma derrota muito dolorosa, mas temos que seguir em frente. Temos que apagar essa lembrança rapidamente e seguir."