Guilherme Guido salva tarde dos brasileiros na natação

Nadador dos 100m costas foi o único a se classificar para as semifinais

Guilherme Guido salva tarde dos brasileiros na natação
Guido se prepara para largar em prova de costas (Foto: Divulgação/CBDA)

As provas da natação continuaram hoje (7), com mais eliminatórias na parte da tarde. Nos 100m costas feminino, a brasileira Etiene Medeiros caiu na água, mas acabou decepcionando. Etiene finalizou a prova com o tempo de 1:01.70 e não conseguiu se classificar para as semifinais da prova. O destaque dos 100m costas foi a estadunidense Kathleen Baker, que se classificou com o melhor tempo, marcando 58.84s. Etiene se mostrou bastante decepcionada com seu desempenho logo após sair da piscina, afirmando não saber o que havia acontecido.

Logo na sequência, tivemos as eliminatórias dos 200m livre masculino, também com participação de um brasileiro. O nadador João de Lucca caiu na água e também não fez boa prova, terminando apenas com o 25º tempo geral, não conseguindo classificação para a fase seguinte da competição. O chinês Sun Yang, por sua vez, fez excelente prova depois de ter tido problemas nos 400m livre ontem (6) e terminou com o melhor tempo da prova nessa fase preliminar: 1:45.75.

As mulheres voltaram à piscina depois para as séries dos 100m peito. Com destaque para a presença da campeã olímpica Rita Meilutyte, a prova teve bons tempos, apesar de apenas cinco baterias serem disputadas. O melhor tempo das eliminatórias ficou com a estadunidense Lilly King, que marcou 1:05.78, apenas um centésimo abaixo da nadadora russa Yulia Efimova.

A última esperança brasileira de ter algum nadador classificado para as semifinais nessas eliminatórias disputadas na parte da tarde era Guilherme Guido, que disputou os 100m costas. O brasileiro tinha o sexto melhor tempo de balizamento para a prova e, portanto, muitas chances de ficar entre os 16 que avançariam às semis. Guido fez uma prova bastante contida, sem se desgastar muito e terminou com o tempo de 59.80, suficiente para avançar na 13ª posição. O melhor tempo foi marcado pelo francês Camille Lacourt, único a virar abaixo dos 53s, com 52.96.

A grande atração estava reservada para a prova dos 400m livre feminino, última prova individual da tarde. A estadunidense Katie Ledecki, favoritíssima para a medalha de ouro, fez prova de nível altíssimo e estabeleceu um novo recorde olímpico com o tempo 3:58.71. Agora Ledecki passa a ser a detentora tanto do recorde mundial quanto do olímpico. Tudo indica que teremos novo recorde mundial na final dessa prova, já que a nadadora fez prova bem tranquila e contida, visando não desgastar tanto.

No revezamenteo 4x100m livre, o Japão venceu a primeira bateria, mas a expectativa ficava para a segunda série, onde estavam prontas para nadar as equipes de Estados Unidos e Brasil. Os EUA conseguiram a vitória da bateria e se classificaram com o melhor tempo das eliminatórias. O revezamento brasileiro teve excelente começo e se manteve entre os três primeiros até a virada dos 300m, mas conseguiu fechar com o tempo de 3:14.03 e estará na final da prova. Ao que tudo indica, o jovem Matheus Santana deve ser substituído por João de Lucca na final, já que fez o pior tempo dentre os quatro que nadaram.

A segunda parte da natação começa às 22h, também no Estádio Aquático Olímpico, com semifinais e finais a serem disputadas.