O amor vence: atleta do rúgbi feminino é pedida em casamento após premiação

A jogadora Izzy Cerullo e a gerente de serviços do rugby, Marjorie Enya, protagonizaram a cena no gramado

O amor vence: atleta do rúgbi feminino é pedida em casamento após premiação
(Foto: Reuters)

A comemoração australiana pela vitória em cima da Nova Zelândia foi substituída por outra celebração. Depois da premiação, o gramado do Estádio de Deodoro virou palco para a demonstração de amor entre a jogadora brasileira Izzy Cerullo e sua agora noiva Marjorie Enya, gerente de serviços da modalidade. A voluntária assumiu o microfone e pediu a mão de Cerullo na frente dos presentes.

O amor dominou Deodoro após a final do rúgbi feminino. Após o nono lugar histórico nos Jogos Olímpicos e a garantia de vaga na Série Mundial de Sevens Feminina para a temporada 2016/17, a brasileira Izzy Cerullo teve mais uma razão para sair feliz da Olimpíada.

Izzy acreditava que concederia entrevista após a cerimônia, mas estava enganada. Acompanhada por balões e pelas companheiras de equipe da namorada, Marjorie pegou o microfone e fez o pedido, que logo recebeu o tão esperado "sim". Mesmo sem aliança, a voluntária improvisou e amarrou um laço no dedo da jogadora.

"Eu achei que eu ia fazer uma entrevista, não sei como caí nessa. Eles falaram que depois da premiação íamos precisar esperar todo mundo sair, e eu estava ali esperando. Todo mundo estava esperando comigo e eu pensando “vou dar essa entrevista e quero agilizar, estou com fome”. Daí ela começou a falar, eu comecei a chorar... Ela começou o discurso e eu já sabia o que ia vir. Fiquei muito feliz. Sem pensar duas vezes", disse Izzy após o pedido.

Marjorie também falou sobre a ideia de pedir sua namorada em casamento justamente no gramado: "Eu tenho toda convicção de que o rugby é o melhor esporte do mundo, e nenhum outro esporte tem os valores que o rugby tem. E eu achei que eu devia celebrar isso aqui".