Mayra Aguiar vence Yalennis Castillo e conquista o bronze no Judô

Após perder na disputa da semifinal, judoca mostrou que não estava abalada e garantiu mais uma medalha para o Brasil na modalidade

Mayra Aguiar vence Yalennis Castillo e conquista o bronze no Judô
Foto: Toshifumi Kitamura/AFP

Na tarde desta quinta-feira (11), Mayra Aguiar conquistou a primeira medalha de bronze para o Brasil nos Jogos Olímpicos Rio-2016. Após se recuperar de derrota para a francesa Audrey Tcheuméo, Mayra enfrentou adversária cubana Yalennis Castillo na repescagem. Lutando com autoridade, a brasileira foi superior e saiu do tatame como a nova medalhista da modalidade nos Jogos Olímpicos.

Mostrando que estava preparada para conquistar sua segunda medalha olímpica. Depois de um confronto parelho na semifinal, onde a brasileira perdeu por apenas um shido (punição) de diferença, Mayra teve bom poder de reação na disputa pelo bronze e comandou a luta contra Castillo.

 A trajetória de Mayra Aguiar até o bronze

A brasileira estreou na Olimpíada contra a judoca da Austrália Miranda Giambelli. Em luta relâmpago, aplicou um Ippon na adversária e se classificou para as quartas de final. No duelo seguinte, Mayra encontrou dificuldades para derrotar a alemã Luize Malzahn. Porém, após um shido para Malzahn, garantiu vaga para a semifinal da categoria meio-pesado (até 78 kg).

Derrotada contra Tcheuméo na semifinal da competição, a brasileira mostrou porque não estava abalada. Na repescagem, venceu sua adversária da vez com propriedade. Após aplicar um yuko na cubana Yalenne Castillo logo no início da luta, administrou o duelo até o fim e conquistou o primeiro bronze para o país na Rio 2016. 

Mayra Aguiar conquista a primeira medalha de bronze para o Brasil (Foto: Reprodução/CBJ
Focada  desde sua primeira luta, Mayra finalizou sua adversária austrliana em segundos.
(Foto: Reprodução/CBJ)

Medalhista de bronze em Londres 2012, Mayra Aguiar repete o feito na Olimpíada do Rio. Carro-chefe de conquistas nos Jogos Olímpicos, o judô chega a sua 21º condecoração na história da competição. Após o ouro de Rafaela Silva, judoca brasileira se tornou a segunda mulher a conquistar medalha para o Brasil nesta Olimpíada. Uma grande façanha para as esportistas femininas do país.