Reino Unido conquista o sexto ouro no ciclismo de pista na Rio 2016

Na última das provas do ciclismo de pista, Jason Kenny alcançou sua quarta medalha de ouro, a sexta do Reino Unido na modalidade

Reino Unido conquista o sexto ouro no ciclismo de pista na Rio 2016
SETE! É este o número de medalhas de ouro em Olimpíadas na carreira de Jason Kenny! (Foto: Bryn Lennon/Getty Images)

O ciclismo de pista se despediu da Rio 2016 com a prova de keirin masculino. Nomes que ainda não tinham aparecido no esporte nesta Olimpíada, como o de Azizulhasni Awang, da Malásia, do grego Kristhos Volikakis, Mathijs Buchli, da Holanda, e o do campeão Olímpico alemão Joachim Eilers, se destacaram nesta competição.

Isso, sem falar de um nome que foi muito ouvido ao longo das provas do ciclismo de pista nesta edição, e que todos já conhecem: Jason Kenny. 

O inglês chegou à final do keirin com a motivação da noiva, Laura Trott, que acabara de alcançar o bicampeonato no omnium, e estava disposto a levar o Reino Unido a subir de posições no quadro de medalhas, ao final do dia. 

A prova do keirn é disputada em baterias com uma bicicleta elétrica denominada derney à frente dos ciclistas, na pista até a penúltima volta. Este não pode ser ultrapassado por nenhum dos atletas e, eles não podem ultrapassar a linha demarcada na saída do veículo antes de que o mesmo tenha deixado completamente o circuito. 

Acontece que, na etapa final da prova, disparado o sinal da saída do derney e no impulso de conseguir as melhores colocações, Jason Kenny e Azizulhasni Awang foram rápidos demais e houve questionamentos sobre se eles haviam ou não atravessado a linha antes da bicicleta motorizada deixar a pista. 

A princípio, tivessem eles infringido o regulamento, seriam desclassificados. Porém, os árbitros decidiram reiniciar a prova, por não haver segurança de que a regra havia sido quebrada. 

Na segunda largada, o mesmo aconteceu. Com exceção de Buchli, todos os atletas neutralizaram o derney na linha de chegada. A corrida recomeçou pela segunda vez. 

Agora, dentro dos conformes, a competição seria, enfim, decidida. Ao cruzar a linha que deu a ele a vitória, Kenny não deixou restarem dúvidas de que é impossível para-lo. 

Atrás dele veio o holandês Mathjis Buchli e a grande surpresa desta final, o Malaio Azizulhasni Awang. 

Jason Kenny conta, agora, com quatro medalhas somente nesta Olimpíada, e um total de sete na carreira.