Connor Fields, dos Estados Unidos, leva o primeiro ouro olímpico no Ciclismo BMX

A prova do BMX masculino teve sua etapa final realizada nesta sexta-feira, com medalhistas inéditos nos Jogos Olímpicos

Connor Fields, dos Estados Unidos, leva o primeiro ouro olímpico no Ciclismo BMX
Fields teve bom desempenho desde as primeiras fases da competição. (Foto: Tom Pennington/Getty Images)

Apesar do bom desempenho desde as fases classificatórias, não era esperado que o norte-americano Connor Fields assumisse o favoritismo e levasse o ouro na Olimpíada do Rio, o primeiro de sua carreira. 

Nas etapas anteriores, até a semifinal, Sam Willoughby, da Austrália, era claramente o favorito ao primeiro lugar nesta edição dos Jogos. Após ter conquistado a prata em Londres e, não tendo o campeão de 2012, Maris Strombergs, em seu caminho, o céu era o limite para Willoughby. Mas ele simplesmente perdeu o ritmo e foi ultrapassado por cinco outros atletas. 

Fields, então, assumiu a liderança. O americano que terminou como sétimo colocado na Olimpíada de Londres esteve entre os primeiros nas etapas de classificação, quartas e semifinais, e agora subiu ao mais alto lugar do pódio pela primeira vez. 

A medalha de prata foi para o holandês Jelle van Gorkom, que também se destacou nas fases anteriores à final e surpreendeu, já que em Londres alcançou somente o 27° lugar. 

Assim como no feminino, o BMX masculino também teve um colombiano ganhando medalha. Carlos Ramirez, em sua primeira Olimpíada, aos 22 anos de idade, conquistou o bronze em Deodoro. Ramirez e Pajón mostraram o forte potencial da Colômbia no esporte. 

Renato Rezende, único brasileiro na modalidade, foi desclassificado nas quartas de finais, na quinta-feira (18).

O ciclismo BMX se despediu da Rio 2016. Neste sábado (20), o mountain bike estreia com as mulheres em prova única às 12h30. Os homens competem no domingo, no mesmo horário. A prova será realizada no Centro de Mountain Bike, instalação que é parte do Parque Radical em Deodoro