Após novo WO, Argélia é desclassificada e público entra em quadra para jogar Goalball

Ausência das argelinas faz com que voluntários da Arena do Futuro convocassem torcedores a praticar esporte

Após novo WO, Argélia é desclassificada e público entra em quadra para jogar Goalball
Foto: Saulo Pereira Guimarães/Rio 2016

A seleção feminina de goalball da Argélia mais uma vez não compareceu à quadra da Arena do Futuro para o jogo que encerrava a rodada do último sábado (10) diante de Israel. A medida que o público chegava ao local da competição, era informado que a última sessão só teria o duelo entre Alemanha e Canadá, vencido pelas alemães. Assim sendo, as argelinas foram desclassificadas dos Jogos Paralímpicos, e Israel ficou com os pontos da partida.

Para minimizar o prejuízo de quem pagou para assistir aos dois jogos, o Rio 2016 decidiu fazer algo inédito, e chamou os torcedores à quadra para que conhecessem na prática o esporte. Alguns deles foram escolhidos via ação em rede social e disputaram um jogo-exibição na quadra.

Segundo o diretor de comunicação do Comitê Paralímpico Internacional, Craig Spence, a entidade não tem muitos detalhes sobre motivo da ausência das africanas, apenas que o Comitê local teria apontado problemas em voos cancelados direto da Europa para o Rio de Janeiro. Em nota oficial, o IPC está averiguando a situação incomum para tomar "ações apropriadas".

Em entrevista à rede britânica BBC, Spence comentou sobre o caso: "Para ter cinco dias de viagem até o Rio, é um longo tempo. Eu já perdi conexões de voo no passado, e normalmente você chega ao destino dentro de 24 horas", declarou.

Além da eventual perda do voo, o jornal Times of Israel levanta a hipótese de que as atletas da Argélia não viajaram ao Rio de Janeiro de propósito, para não terem que enfrentar a seleção de Israel, país com quem eles têm problemas políticos.