Brasil busca vaga na semifinal da bocha individual nesta quinta-feira

Apenas dois brasileiros, Jose Carlos Chagas e Evelyn de Oliveira conseguiram se classificar para as quartas de final que serão disputadas na manhã desta quinta-feira

Brasil busca vaga na semifinal da bocha individual nesta quinta-feira
Sérvio Samuel Andrejcik que avançou na classe BC4 (Foto: Reuters)

Pelo segundo dia de competições individuais da bocha, esta quarta-feira (14), O Brasil conseguiu classificar-se para as quartas de final na classe BC1 na Paraolimpíada Rio 2016. Além do atleta Jose Carlos Chagas, a brasileira Evelyn de Oliveira disputará a vaga na semifinal da classe BC3. As primeiras eliminatórias acontecem pela manhã dessa quinta-feira (15).

A primeira disputa com representante brasileiro iniciou às 10h (Brasília), na Arena Carioca 2. Na classe BC1, prova individual mista pelo grupo A teve a participação dos atletas Jose Carlos Chagas e Yuriko Fuji. O Brasil venceu o Japão por 5 a 1 (3x0, 1x0, 0x1 e 1x0), conquistando a vaga nas quartas de final.

As demais competições do dia não trouxeram alegria para os brasileiros. Derrotas que ocasionaram em desclassificação para as fases seguintes. Às 11h, na classe BC4, Dirceu Pinto perdeu de virada, após recuperação do confronto, para o português Pedro Clara por 6 a 5 (0x4, 2x1, 3x0 e 0x1).

Pela tarde, o brasileiro Eliseu dos Santos, da classe BC4 caiu diante o sérvio Samuel Andrejcik pelo placar lendário de 7 a 1 (1x0, 0x3, 0x2 e 0x2). Outra derrota para Sérvia aconteceu na classe BC3, o atleta Antonio Leme foi derrotado por 5 a 0 (0x1, 0x1x 0x2 e 0x1) para europeia Maria Bjurstroem.

“A bocha é tudo para mim. Me deu a possibilidade de representar meu país, ver a bandeira no alto do pódio, disputar competições internacionais e ainda por cima me deu minha esposa e meu filhão”, declarou o medalhista de prata Eliseu dos Santos, muito emocionado após não avançar de fase nas disputas individuais.

Em duelo disputado, o sul coreano Yeong Jeong venceu o brasileiro Maciel dos Santos por 4 a 3 (1x0, 0x3, 2x0 e 0x1) pela classe BC4. Dessa maneira, com cinco baixas de brasileiros, finaliza-se o segundo dia de competições individuais após o calendário de equipes e duplas se encerrar.