Desafio Raia Rápida 2016

Desafio Raia Rápida 2016
Desafio Raia Rápida 2016

Na despedida do Parque Aquático Olímpico, Brasil é tricampeão do Desafio Raia Rápida

O mundo do esporte pode ser cruel. Uma pessoa com mais de 30 anos ainda é vista como jovem, mas no cenário esportivo pode ser considerada veterana. Mas isso não se aplica no Desafio Raia Rápida. Com cada uma das quatro equipes (Brasil, Estados Unidos, África do Sul e Itália) tendo pelo menos um nadador com mais de 30 anos, os "vovôs garotos" estão em alta nessa edição. Antonhy Ervin, Roland Schoeman e João Junior são alguns dos veteranos que vão disputar o torneio na piscina dos Jogos Olímpicos Rio 2016, neste domingo.

O principal deles é o americano Anthony Ervin. Do alto dos seus 35 anos, o americano conquistou o ouro nos 50m livre, com o tempo de 21s40, e no revezamento 4x100m livre na Rio 2016. No desafio, ele vai participar na categoria nado livre. Adversário do Ervin tanto no domingo quanto na Olimpíada, o brasileiro Bruno Fratus disse que vai tentar pegar umas dicas para continuar competitivo em 2020.

Campeã em 2014 e 2015, a seleção brasileira tem como principal nome Bruno Fratus (nado livre), quarto lugar nos 50m livre em Londres 2012 e sexto nos Jogos Rio 2016. Completam a equipe Henrique Rodrigues (costas), Henrique Martins (borboleta) e João Gomes Jr. (peito).

Legado olímpico e palco de conquistas inesquecíveis de Michael Phelps na Olimpíada e Daniel Dias nas paralimpíadas, o parque aquatico volta a ferver neste fim de semana com a disputa do desafio Raia Rápida. A disputa integra o calendário de eventos esportivos no Rio de Janeiro desde 2012.

Estarão na briga pelo título deste ano Brasil, Estados Unidos, África do Sul e Itália. O formato segue o mesmo, com as quatro equipes se enfrentando em provas nos 50m nos quatro estilos (borboleta, costas, livre e peito), além do revezamento 4x50m medley. 

Mencionado por Fratus, Roland Schoeman é o principal nome da natação sul-africana. Em 2004, ele conquistou três medalhas em uma única edição olímpica. O Brasil, por exemplo, só alcançou essa marca no Rio, com o canoísta Isaquías Queiroz. Em Atenas, com 24 anos, Roland foi ouro no revezamento 4x100m livre, bronze nos 50m livre e prata nos 100m livre. Também bateu o recorde mundial dos 50m borboleta, em 2005, e do revezamento 4x100m livre, em 2004. Aos 36 anos, o sul-africano vai nadar na categoria borboleta, mas ainda não sabe quando se aposenta.

Informações

Entrada principal: Estádio Aquático Olímpico

Endereço: AV. EMB. ABELARDO BUENO 3.401 - BARRA DA TIJUCA

Abertura dos portões para o público: 6h30

Bom dia, torcedor! Acompanhe na VAVEL Brasil todos os detalhes sobre o Desafio Raia Rápida 2016! Fique conosco!