Em sua cidade natal, Cesar Cielo apresenta novo polo de projeto social para valorizar natação

Nadador optou por implantar e desenvolver o projeto social em Santa Bárbara d'Oeste, interior paulista, com intuito de valorizar e trazer os holofotes da modalidade para a cidade

Em sua cidade natal, Cesar Cielo apresenta novo polo de projeto social para valorizar natação
Cesar Cielo quer que Santa Bárbara se transforme em centro de treinamento da natação brasileira futuramente (Foto: Natália Furlan/VAVEL Brasil)

Na manhã desta quarta-feira (12), o nadador César Cielo esteve em Santa Bárbara d'Oeste, sua cidade natal, para apresentar o seu novo projeto social, o Novos Cielos, em parceria com o União Agrícola Barbarense, clube da cidade. O programa é uma parceria entre o Instituto Cesar Cielo, criado em 2010 pelo campeão olímpico e mundial, o Governo do Estado de São Paulo e conta também os patrocinadores Comgas, HTH, Pirelli e Usina Furlan.

Aprovado pela Lei Paulista de Incentivo ao Esporte, está em funcionamento o núcleo do Novos Cielos de Santa Bárbara D’Oeste. O projeto tem por objetivo promover a inclusão, a construção coletiva, a diversidade e a autonomia de crianças e jovens de seis a 18 anos, por meio da natação.  O núcleo de Santa Bárbara é o segundo do Estado e reúne 62 crianças divididas nas turmas de Iniciação, Aprendizado I, Aprendizado II e  Avançado, de acordo com peneira que avaliou os nadadores. O técnico é o professor Reginaldo Alessandro Lopes. A equipe técnica é integrada por Fernando Henrique de Souza, assistente-técnico, Ísis de Oliveira Petri, estagiária, e Felipe de Lima Varoli, socorrista.

As empresas que se propuseram a patrocinar o projeto, através dos incentivos fiscais dados pela Lei Paulista de Incentivo ao Esporte do governo estadual de São Paulo, são a Comgas, a HTH, que também investe no núcleo do Centro Olímpico, na capital, a Pirelli e a Usina Açucareira Furlan. Essas têm ligações com a microrregião de Campinas e o Estado de São Paulo, com responsabilidade social das comunidades em que estão inseridas e tem a  filosofia de investir no desenvolvimento do Brasil pelo esporte.

Inspiração que veio de fora e o sonho de ver a cidade natal como sede de treinamento deram origem ao projeto em Santa Bárbara

Cesar Cielo sempre carregou consigo a vontade de fazer algo a mais, fora das piscinas. Quando esteve nos Estados Unidos, vivenciou uma fase difícil, e ajudou os prejudicados pelo furacão Katrina em 2010. Seu instinto de querer ajudar ao próximo não ficou apenas em solo americano. O campeão olímpico quis trazer a prática da solidariedade para o Brasil, mas especificamente para sua cidade natal.

"Em relação à parte social, isso ficou muito forte pra mim quando fui para os EUA. Eu fui pra lá bem quando aconteceu o furacão Katrina em Nova Orleans, a gente acabou fazendo algumas ações pra ajudar nas construções das casas, atendíamos algumas instituições. Os atletas costumam ter suas instituições em que apoiam. Quando voltei de lá, falei pros meus pais que a gente precisava ter um negócio desse também. Esse é o próximo passo de um atleta. Se eu parar de nadar e for só isso, não vou significar nada", contou o atleta.

Decidido a implantar um esquema desse tipo no Brasil, Cielo se baseou em um projeto social americano, fez as adaptações necessárias para o local que seria aplicado, bem como a modalidade adotada, no caso, a natação. 

"Pegamos o formato de um projeto social de uma instituição do Alabama, trouxemos pra cá e formatamos do jeito que achamos que seria interessante no Brasil. Colocamos na natação porque não tem nenhum desse tipo e é o que sabemos fazer (risos). Consegui opinar em estrutura, condição de treino, contratação de staff. Aprendemos bastante coisa com isso", afirmou. 

Quando questionado sobre os investimentos na natação e a fase atual, Cesão, como é chamado na cidade e também pelos amigos mais próximos, afirmou que o momento de investir é agora. Ele contou também que almejava trazer o projeto para Santa Bárbara há tempos, e agora que conseguiu, seu sonho é transformar sua cidade natal na sede de treinamentos da natação brasileira em 2020.

"Não tem momento melhor que agora pra natação. A crise pode ser uma grande oportunidade. O ministério do esporte tem dinheiro pra ajudar a gente, o governo do estado e federal pode ajudar. Meu primeiro sonho sonho era trazer o instituto aqui pra Santa Bárbara porque é minha cidade. Meu segundo sonho é trazer uma equipe de alto nível pra cá. Quero fazer Santa Bárbara virar o Saquarema do vôlei, quero que Santa Bárbara seja isso pra natação. Estou aqui pra fazer o que precisar, buscar os meios de fazer. Vamos ver se conseguimos nesses próximos dois anos e, quem sabe, fazer o treino da seleção brasileira pra 2020 aqui em Santa Bárbara" finalizou o campeão olímpico.