Recordar é viver: em 2013, Brasil eliminava o Uruguai na Copa das Confederações
(Fotomontagem: Editoria de Arte/VAVEL.com)

Recordar é viver: em 2013, Brasil eliminava o Uruguai na Copa das Confederações

Brasil enfrenta Uruguai pelas Eliminatórias da Copa do Mundo; VAVEL Brasil relembra confronto válido pela semifinal da Copa das Confederações de 2013

Layla
Layla Silva e Marcello Neves

A rivalidade entre Brasil e Uruguai é histórica. Se em 1950 a seleção celeste tirou o tiítulo da primeira Copa do Mundo do Brasil em solo verde e amarelo, atualmente, comandada por Cavani e companhia, a seleção uruguaia vem realizando bons jogos diante da equipe comandada pelo craque Neymar. E, na próxima quinta-feira (23), as seleções sulamericanas se encontram mais uma vez em partida válida pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018. Diante de tantas histórias, a VAVEL Brasil relembra, para você, torcedor, a partida entre Brasil e Uruguai pela Copa das Confederações, em 2013.

Anfitrião, Brasil vence Uruguai por 2 a 1 e avnça à final da Copa das Confederações

O fantasma de 1950 ainda rondava o território brasileiro, mas, em outro palco, desta vez no Mineirão, o Brasil bateu a seleção celeste por 2 a 1, avançando assim, à final da Copa das Confederações de 2013 com gols de Fred e Paulinho; Cavani descontou para os uruguaios.

A partida no Mineirão se iniciu muito movimentada. Com  boa marcação da equipe uruguaia, restava o improviso e a qualidade dos brasileiros comandados por Neymar e companhia. Mas, logo aos 12 minutos, após cobrança de escanteio, David Luiz puxou a camisa de Lugano e o árbitro equatoriano Henrique Osses assinalou penalidade máxima. No entanto, Júlio Cesar espalmou para o lado a cobrança de Diego Forlán, impedindo a Celeste de abrir o marcador.

O confronto então se encaminhou ainda truncado com poucas chances clatas de gol para ambas equipes e somente no fim da primeira etapa após longo lançamento de Paulinho para Neymar, e no domínio do atacante, a bola sobrou para Fred que completou para o fundo das redes abrindo o placar para o Brasil. 

Em contra partida, não demorou muito para que na segunda etapa do duelo, o Uruguai respondesse a altura. Logo aos dois minutos após boa troca de passes, a zaga brasileira bateu cabeça, e Cavani igualou o placar, pondo assim emoção no jogo. 

A equipe brasileira, na época comandada por Felipão, buscava a todo custo o segundo gol para evitar a decisão por pênaltis. Com 65% de posse de bola, o rasil dominava seu adverário, no entanto, sem levar maior perigo. Mas, foi aos 40 minutos da etapa final, quando a prorrogação parecia certa, que a zaga uruguaia afastou mal o cruzamento de Neymar e, na sobra, Paulinho pôde cabecear livre marcando assim o gol da classificação da seleção brasileira. 

                                                                 

O Brasil então enfrentou a Espanha no Maracanã, e com um grande show de Neymar, Fred e companhia, conquistou a Copa das Confederações daquele ano. 

VAVEL Logo