Com escalação diferente, Brasil se reencontra com a Alemanha
(Fernandinho inicia como titular contra a Alemanha. Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

Com escalação diferente, Brasil se reencontra com a Alemanha

Tite modifica formação usada no amistoso da última semana, contra a Rússia, e Fernandinho ocupa vaga de Douglas Costa para partida em Berlim

redacaovavel
Estéfane Padilha
AlemanhaLeno; Kimmich, Boateng, Ginter e Plattenhardt; Güdogan, Kroos; Stindl, Goretzka e Sané; Werner. Técnico: Joachim Löw.
BrasilAlisson; Daniel Alves, Thiago Silva, Miranda e Marcelo; Casemiro; Willian, Paulinho, Fernandinho e Coutinho; Gabriel Jesus. Técnico: Tite.
ÁRBITROJonas Eriksson (SUE), auxiliado por Mathias Klasenius e Daniel Wärnmark (ambos da Suécia).
INCIDENCIASAmistoso internacional, a ser realizado no Estádio Olímpico de Berlim, em Berlim, Alemanha.

Nesta terça (27), o Brasil tem um grande desafio para comprovar o comando - até então positivo - do técnico Tite. É apenas um amistoso, mas contra a atual campeã mundial Alemanha. Este será o primeiro encontro entre as equipes desde que a Canarinho foi derrotada pelos rivais em 2014, em casa, pela semifinal da Copa do Mundo - no fatídico 7 a 1. A sede da partida desta vez será na terra dos rivais, no Estádio Olímpico de Berlim, às 15h45.

O tour pela Europa começou na última semana. Na sexta (23), a Seleção foi até Moscou, um dos palcos do Mundial de junho, e derrotou os anfitriões por 3 a 0. Tite espera manter o bom desempenho, e para isso, faz poucas alterações. A novidade nos treinos realizados em Berlim é a opção do volante Fernandinho como titular, no lugar do atacante Douglas Costa.

Na preparação para a Rússia 2018, o Brasil vive de otimismo. Desde que Tite comanda a Seleção, foram 14 vitórias, dois empates e apenas uma derrota - em amistoso contra a Argentina. Nas eliminatórias sul-americanas, a Seleção terminou em primeiro lugar invicta e com sobras na classificação. 

O problema é que do outro lado, os rivais também não sabem o que é perder há algum tempo. Campeã da Copa das Confederações, a Alemanha fez campanha preparatória para o Mundial com 100% de aproveitamento: 10 jogos e 10 vitórias nas eliminatórias europeias.

O amistoso em Berlim é o último antes da lista definitiva dos convocados para a Rússia 2018, mas antes da estreia oficial de junho - contra a Suíça, no dia 17 -, Tite testará novamente os 23 selecionados em dois amistosos: contra a Croácia e a Áustria, nos dias três e 10 de junho, respectivamente.

Nomes de peso ficam de fora do lado germânico

Um amistoso não é motivo para relaxar, mas o fato é que a Alemanha resolveu poupar alguns jogadores e entra em campo sem força máxima. Na sexta (23), contra a Espanha, em Düsseldorf, o time de Joachim Löw ficou no empate por 1 a 1. Quem balançou as redes para os donos da casa foi Thomas Müller, mas essa opção definitivamente não será possível contra o Brasil, já que o atacante ganhou folga e sequer viajou para Berlim - assim como o meia Özil.

Mas as baixas não prejudicam tanto a equipe alemã. Uma opção para avançar e testar a defesa brasileira é Sandro Wagner, que não enfrentou os espanhóis na última semana, mas vive boa fase com o novo time - o Bayern de Munique - e deve ser utilizado desta vez ao longo do jogo. Mas quem deve iniciar como titular é o jovem meia Sané, mais recuado e deixando Werner como o último homem.

Outra dúvida para o setor defensivo é Khedira, que sentiu desconforto no jogo contra os espanhóis e não sabe se estará apto na noite desta terça. Além disso, outro volante também é baixa: Emre Can, com problema nas costas. Mais quatro nomes também foram cortados para descanso  e para que o treinador observe novos nomes como o goleiro Leno no lugar de ter Stegen.

A escalação alemã deve ser composta por (4-2-3-1): Leno; Kimmich, Boateng, Ginter e Plattenhardt; Güdogan, Kroos; Stindl, Goretzka e Sané; Werner.

Rotina de mundial

Assim como é no mês intenso de jogos de Copa do Mundo, o Brasil não tem descanso. Logo após o jogo contra a Rússia, a equipe desembarcou em Berlim e treinou de sábado a segunda. A última preparação foi a única no Estádio Olímpico, para reconhecimento de campo. Outros dois dias de trabalhos foram em outro extremo da cidade: no estádio em Alte Försterei.

Apesar de não sinalizar muitas mudanças - com exceção da troca de Douglas Costa por Fernandinho -, o amistoso contra os alemães pode ser a chance de estreia para os quatro jogadores que tiveram seus nomes citados pela primeira vez na lista de convocados na Seleção principal. São eles o goleiro Neto, o meia Talisca, o lateral Ismaily e Willian José, opção de destaque para o ataque, que não tem uma de suas principais peças: Neymar - contundido e afastado até maio.

De acordo com o planejado, a Seleção deve iniciar sua formação com (4-1-4-1): Alisson; Daniel Alves, Thiago Silva, Miranda e Marcelo; Casemiro; Willian, Paulinho, Fernandinho e Coutinho; Gabriel Jesus.

VAVEL Logo