Com eleição marcada, Salgueiro pode ter pleito adiado pela Justiça
Foto: Alex Nunes / Salgueiro / Divulgação

Com eleição marcada, Salgueiro pode ter pleito adiado pela Justiça

Decisão é do juiz Sergio Wajzenberg da 2ª Vara Cível; atual presidente afirma que irá recorrer

Araujo_Luis
Luis Araujo

O juiz Sergio Wajzenberg, da 2ª Vara Cível, concedeu liminar suspendendo a eleição do Sagueiro. O pleito estava inicialmente marcado para o dia 6 de maio. A decisão é por conta de que foram feitas duas impugnações de inelegibilidade da atual presidente, Regina Celi, e da Chapa 1, por conta do número de beneméritos constantes para concorrer a vagas no Conselho como membros transitórios efetivos e suplentes, uma vez que já são, como beneméritos, membros natos do Conselho.

Essas impugnações também foram feitas administrativamente à Comissão eleitoral que, até esta quinta-feira (3), não respondeu, motivo que levou à ação na Justiça.

“Estamos lutando por uma eleição transparente e democrática que é o que o Salgueiro merece. Há 10 anos a presidente se vale de artifícios para manter-se no poder. Chegou a hora de mostrarmos aos salgueirenses a verdade que se esconde por trás de todos esses mecanismos usados pela Sra. Regina Celi. O Salgueiro tem dívidas, que não são poucas, e nós podemos comprovar. A Academia do Samba não pode continuar sendo cabide de empregos e, principalmente, não pode ser veia alimentadora para o enriquecimento de ninguém”, diz André Vaz, concorrente à presidência da agremiação pela Chapa 2.

VAVEL Logo