Eleições Brasil 2018: Resultados Jair Bolsonaro x Fernando Haddad

Eleições Brasil 2018: Resultados Jair Bolsonaro x Fernando Haddad

Minuto por minuto da apuraçao e resultados do segundo turno das eleições de 2018 entre Jair Bolsonaro e Fernando Haddad para ser eleito como presidente do Brasil. Votámos 147 milhões de brasileiros.

araujo_luis
Luis Araujo

Publicidade

Bolsonaro, novo presidente do Brasil com 55,1% dos votos.
Transição
Eliseu Padilha, ministro chefe da Casa Civil, irá coordenar nesta segunda-feira a transição entre governos Temer e Bolsonaro. A equipe será definida em menos de dois dias e composta por 50 pessoas.
Iván Duque, presidente da Colômbia
Mario Abdo Benítez, presidente do Paraguai, foi outro a prestar homenagens a Bolsonaro
Sebastian Piñera, presidente do Chile, também parabenizou Bolsonaro
Mauricio Macri, presidente da Argentina, felicitou Bolsonaro via Twitter
Bolsonaro revelou ter recebido uma ligação de Donald Trump, presidente dos Estados Unidos
Confira, também na íntegra, o discurso de Fernando Haddad (PT), derrotado com 44% dos votos:
"Estela, Manuela, Luca, que está aqui presente com a gente hoje, muito prazer em ter você conosco. Meus filhos, minha mãe, Carolina, Frederico, dona Norma. Minhas irmãs, Lúcia, Priscila. Todos os companheiros aqui de outros partidos presentes. Queria saudar em especial o Guilherme Boulos, que foi candidato a presidente da República. Companheiros do Pros, do PCdoB, do Psol, do PSB, presidenta Dilma, que está aqui também, muito obrigado. Sempre senador Suplicy. Nossos deputados, nossos senadores.

Eu, em primeiro lugar, eu gostaria, pela minha formação, de agradecer meus antepassados. Eu aprendi com meus antepassados o valor da coragem para defender a justiça a qualquer preço. Aprendi com a minha mãe, com o meu pai, aprendi com a memória dos meus avós, que a coragem é uma valor muito grande quando se vive em sociedade. Porque todos os demais valores dependem dela.

Queria agradecer aos partidos todos que estiveram conosco, a sua militancia aguerrida. Primeiro, que nos levou ao 2º turno. Depois, nos levou a ter mais de 45 milhões de votos no dia de hoje. Uma parte expressiva do povo brasileiro precisa ser respeitada neste momento. Diverge da maioria, tem um outro projeto de Brasil na cabeça, e merece respeito no dia de hoje.

Sei que, entre os 45 milhões de eleitores que nos acompanharam até aqui, muita gente não é de partido político, muita gente não é de associação. Sobretudo na última semana, o que nós vimos foi a festa da democracia nas ruas do Brasil. Gente que saiu à rua com o colega, com a esposa, com o marido, com os filhos, e passou a panfletar o país inteiro, ou colocar um banco numa praça, colocar um cartaz no pescoço e passou a dialogar e reverter o quadro que se anunciava na primeira semana do 2º turno. E houve uma reversão muito importante em função da conscientização de uma boa parte de brasileiros do que estava em jogo. E era muita coisa que estava em jogo.

Nós vivemos um período já longo em que as instituições são colodas à prova a todo instante. A começar de 2016, quando tivemos o afastamento da presidenta Dilma. Depois, com a prisão injusta do presidente Lula, a cassação do registro de sua candidatura, desrespeitando uma determinação das Nações Unidas. Mas nós seguimos. Seguimos de cabeça erguida, seguimos com determinação, seguimos com coragem para levar nossa mensagem aos rincões do país. Ao campo e à cidade, às periferias e ao centro, aos estudantes, aos idosos, aos GLBTs, aos homens e mulheres, brancos e negros, católicos e evangélicos, àqueles que pertencem à religiões de matriz afro, aos ateus, a todos os brasileiros. Nós, de forma determinada, fomos a todos os rincões levar a mensagem que vale a pena levar. De que a soberania nacional e a democracia, como nós a entendemos, é um valor que está acima de todos nós.

Nós temos uma nação e nós precisamos defendê-la daqueles que de forma desrespeitosa pretendem usurpar o nosso patrimônio, o patrimônio do povo brasileiro, e entendemos a democracia não apenas no seu ponto de vista formal, embora isso seja muito importante lembrar no Brasil de hoje, são os direitos civis, são os direitos políticos, são os direitos trabalhistas, são os direitos sociais, que estão em jogo neste momento.

Portanto, nós temos uma tarefa enorme no país, que é, em nome da democracia, defender o pensamento, defender as liberdades desses 45 milhões de brasileiros que nos acompanharam até aqui. Nós temos a responsabilidade de fazer uma oposição colocando os interesses nacionais, o interesse de todo o povo brasileiro, acima de tudo. Porque nós aqui temos um compromisso com a prosperidade desse país, nós que ajudamos a construir a democracia, uma das maiores do mundo, no Brasil, temos que ter um compromisso em mantê-la e não aceitar provocações, e não aceitar ameaças.

Vocês verão que a nação, lembrando o nosso hino nacional, verás que um professor não foge à luta, nem teme quem adora à liberdade a própria morte. Nosso compromisso é um compromisso de vida com este país. Nós temos uma longa trajetória de militância, de vida pública, nós reconhecemos a cidadania em cada brasileiro, em cada brasileira, e nós não vamos deixar esse país para trás. Nós vamos colocá-lo acima de tudo e nós vamos defender os nosso pontos de vista respeitando a democracia, respeitando as instituições, mas sem deixar de colocar o nosso ponto de vista sobre tudo que está em jogo no Brasil a partir de agora. E tem muita coisa em jogo, e nós precisamos compreender o que está em jogo.

Nós temos que fazer uma profissão de fé e que nós vamos continuar a nossa caminhada, conversando com as pessoas, nos reconectando com as bases, nos reconectando com os pobres deste país para retecer um programa de nação que há de sensibilizar mentes e corações deste país. Daqui a quatro anos nós teremos uma nova eleição, nós temos que garantir as instituições. Nós não vamos sair das nossas profissões, dos nossos ofícios, mas não vamos deixar de exercer a nossa cidadania. Nós vamos estar o tempo inteiro exercendo essa cidadania, e talvez o Brasil nunca tenha precisado mais do exercício da cidadania do que agora.

Eu coloco a minha vida à disposição desse país, tenho certeza que falo por milhões de pessoas que colocam o país acima da própria vida, acima do próprio bem-estar. E quero dizer para aqueles que eu, olhando nas ruas deste país, em todas as regiões, eu senti uma angústia e um medo na expressão de muitas pessoas, que às vezes chegavam a soluçar de tanto chorar. Não tenham medo. Nós estaremos aqui. Nós estamos juntos. Nós estaremos de mãos dadas com vocês. Nós abraçaremos a causa de vocês. Contem conosco. Coragem, a vida é feita de coragem. Viva o Brasil! Viva o Brasil!"

Confira, na íntegra, o discurso da vitória de Jair Bolsonaro (PSL), eleito com 55% dos votos:
"Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará.

Nunca estive sozinho. Sempre senti a presença de Deus e a força do povo brasileiro.

Orações de homens, mulheres, crianças, famílias inteiras que, diante da ameaça de seguirmos por um caminho que não é o que os brasileiros desejam e merecem, colocaram o Brasil, nosso amado Brasil, acima de tudo.

Faço de vocês minhas testemunhas de que esse governo será um defensor da Constituição, da democracia e da liberdade. Isso é uma promessa não de um partido. Não é a palavra vã de um homem. É um juramento a Deus.

A verdade vai libertar este grande país, e a liberdade vai nos transformar em uma grande nação.

A verdade foi o farol que nos guiou até aqui e que vai seguir iluminando o nosso caminho.

O que ocorreu hoje nas urnas não foi a vitória de um partido, mas a celebração de um país pela liberdade.

O compromisso que assumimos com os brasileiros foi de fazer um governo decente, comprometido exclusivamente com o país e com o nosso povo --e eu garanto que assim será.

Nosso governo será formado por pessoas que tenham o mesmo propósito de cada um que me ouve neste momento: o propósito de transformar o nosso Brasil em uma grande, livre e próspera nação.

Podem ter certeza de que nós trabalharemos dia e noite para isso. Liberdade é um princípio fundamental: liberdade de ir e vir, de andar nas ruas, em todos os lugares deste país, liberdade de empreender, liberdade política e religiosa, liberdade de informar e ter opinião. Liberdade de fazer escolhas e ser respeitado por elas.

Este é um país de todos nós, brasileiros natos ou de coração. Um Brasil de diversas opiniões, cores e orientações.

Como defensor da liberdade, vou guiar um governo que defenda e proteja os direitos do cidadão que cumpre seus deveres e respeita as leis; elas são para todos. Porque assim será o nosso governo; constitucional e democrático.

Acredito na capacidade do povo brasileiro, que trabalha de forma honesta, de que podemos juntos --governo e sociedade-- construir um futuro melhor.

Esse futuro de que falo e acredito passa por um governo que crie as condições para que todos cresçam. Isso significa que o governo federal dará um passo atrás --reduzindo a sua estrutura e a burocracia; cortando desperdícios e privilégios, para que as pessoas possam dar muitos passos à frente.

Nosso governo vai quebrar paradigmas: vamos confiar nas pessoas. Vamos desburocratizar, simplificar e permitir que o cidadão, o empreendedor, tenha mais liberdade para criar e construir e seu futuro.

Vamos "desamarrar" o Brasil.

Outro paradigma que vamos quebrar: o governo, de verdade, a Federação. As pessoas vivem nos municípios; portanto, os recursos federais irão diretamente do governo central para os estados e municípios. Colocaremos de pé a federação brasileira. Nesse sentido é que repetimos que precisamos de mais Brasil e menos Brasília.

Muito do que estamos fundando no presente trará conquistas no futuro. As sementes serão lançadas e regadas para que a prosperidade seja o desígnio dos brasileiros do presente e do futuro. Esse não será um governo de resposta apenas às necessidades imediatas.

As reformas a que nos propomos serão para criar um novo futuro para os brasileiros. E quando digo isso falo com uma mão voltada para o seringueiro no coração da selva amazônica e a outra para o empreendedor suando para criar e desenvolver sua empresa. Porque não existem brasileiros do sul ou do norte. Somos todos um só país, somos todos uma só nação!

Uma nação democrática!

O estado democrático de direito tem como um dos seus pilares o direito de propriedade.

Reafirmamos aqui o respeito e a defesa deste princípio constitucional e fundador das principais nações democráticas do mundo.

Emprego, renda e equilíbrio fiscal: é o nosso compromisso para ficarmos mais próximos de oportunidades e trabalho para todos.

Quebraremos o círculo vicioso do crescimento da dívida, substituindo-o pelo círculo virtuoso de menores déficits, dívidas decrescente e juros mais baixos.

Isso estimulará os investimentos, o crescimento e a consequente geração de empregos. O déficit público primário precisa ser eliminado o mais rápido possível e convertido em superávit.

Este é o nosso propósito.

Aos jovens, uma palavra do fundo do meu coração: vocês têm vivido um período de incerteza e estagnação econômica. Vocês foram e estão sendo testados a provar sua capacidade de resistir. Prometo que isso vai mudar. Esta é a nossa missão. Governaremos com os olhos nas futuras gerações e não na próxima eleição.

Libertaremos o Brasil e o Itamaraty das relações internacionais com viés ideológico a que foram submetidos nos últimos anos. O Brasil deixará de estar apartado das nações mais desenvolvidas.

Buscaremos relações bilaterais com países que possam agregar valor econômico e tecnológico aos produtos brasileiros. Recuperaremos o respeito internacional pelo nosso amado Brasil.

Durante a nossa caminhada de quatro anos pelo Brasil, uma frase se repetiu muitas vezes: "Bolsonaro, você é a nossa esperança".

Cada abraço, cada aperto de mão, cada palavra ou manifestação de estímulo que recebemos nesta caminhada fortaleceram o nosso propósito de colocar o Brasil no lugar que merece.

Nesse projeto que construímos, cabem todos aqueles que têm o mesmo objetivo que o nosso.

Mesmo no momento mais difícil desta caminhada, quando, por obra de Deus e da equipe médica de Juiz de Fora, ganhei uma nova certidão de nascimento, não perdemos a convicção de que juntos poderíamos chegar a esta vitória.

É com esta mesma convicção que afirmo: ofereceremos a vocês um governo decente, que trabalhará, verdadeiramente, para todos os brasileiros.

Somos um grande país, e agora vamos juntos transformar esse país em um grande nação. Uma nação livre, democrática e próspera!

BRASIL ACIMA DE TUDO,

DEUS ACIMA DE TODOS!"

Números por regiões
Norte: Bolsonaro 51,9% X 48,1% Haddad

Nordeste: Bolsonaro 30,3% X 69,7% Haddad

Sul: Bolsonaro 68,3% X 31,7% Haddad

Sudeste: Bolsonaro 65,4% X 34,6% Haddad

Centro-Oeste: Bolsonaro 66,5% X 33,5% Haddad

Números das eleições
VOTOS TOTAIS: 115.932.951

VOTOS VÁLIDOS: 104.838.275 (90,43%)

VOTOS BRANCOS: 2.486.591 (2,14%)

VOTOS NULOS: 8.608.085 (7,43%)

ABSTENÇÕES: 31.371.378 (21,30%)
 

Fim das eleições
Com 57,7 milhões de votos, Jair Bolsonaro (PSL) foi eleito o 38º presidente do Brasil. Ele derrotou Fernando Haddad (PT), que obteve 47 milhões de votos. 

Aos 63 anos, Bolsonaro é paulista, capitão reformado do Exército e era Deputado Federal desde 1991. O vice será o general da reserva Hamilton Mourão (PRTB).
 
Plano de Governo para o esporte brasileiro: Haddad
O esporte é um direito social previsto em nossa Constituição. Como instrumento de formação educacional e integração social, que contribui para a convivência em comunidade e para a vida saudável, o esporte constrói a cidadania. Como manifestação cultural é um dos pilares constituintes da identidade brasileira. É também uma potente âncora econômica, com força para gerar riquezas e empregos, sendo historicamente um importante fator de desenvolvimento social e inserção das minorias. Sua capacidade de mobilizar crianças, adolescentes e jovens permite a implementação de ações transversais nas áreas de educação, saúde e segurança cidadã. Acompanhe Eleições 2018 AO VIVO na VAVEL Brasil!
Eleições AO VIVO
O governo Haddad investirá em todas as práticas esportivas, tais como vôlei, basquete, natação e esportes radicais, tanto no esporte amador quanto no de alto rendimento. O Plano Brasil Medalhas será relançado e aperfeiçoado, bem como os investimentos na Rede Nacional de Treinamento. Serão retomados os investimentos na infraestrutura de equipamentos esportivos, sobretudo reforma e requalificação de quadras nas escolas. O foco será nos equipamentos voltados às juventudes e na acessibilidade para pessoas idosas e com deficiência. Além disso, serão promovidos o esporte escolar e a integração da política de esporte com as demais políticas públicas, o que inclui o apoio aos municípios na criação de espaços livres para prática espontânea de esporte pela população.
FERNANDO HADDAD (PT)
Nome completo: Fernando Haddad

Nascimento: 25/01/1963 - São Paulo

Vice: Manuela D'Ávila (PCdoB)

Coligação: O Povo Feliz De Novo - PT – PROS – PCdoB

Ocupação declarada: Professor de Ensino Superior

Valor em bens declarados: R$ 428.451,09

Time de coração: São Paulo

Plano de Governo para o esporte brasileiro: Bolsonaro
Candidato à Presidência da República pelo PSL, Jair Bolsonaro destaca o esporte apenas quando fala sobre saúde e educação. Em seu plano de governo não há quaisquer propostas específicas relacionadas ao campo. Na parte em que aborda a prevenção de doenças, intitulada como "Prevenir é melhor e mais barato" em seu plano, o candidato cita a integração do esporte com o programa Saúde da Família.
JAIR BOLSONARO (PSL)
Nome completo: Jair Messias Bolsonaro (PSL)

Vice: General Hamilton Mourão (PRTB)

Data de nascimento: 21/03/1955

Coligação: Brasil acima de tudo, Deus acima de todos - PSL e PRTB

Ocupação declarada: Ex-membro das Forças Armadas

Valor em bens declarados: R$ 2.286.779,48 Time de coração: Botafogo e Palmeiras

Eleições AO VIVO
Nome completo: Jair Messias Bolsonaro (PSL)

Vice: General Hamilton Mourão (PRTB)

Data de nascimento: 21/03/1955

Coligação: Brasil acima de tudo, Deus acima de todos - PSL e PRTB

Ocupação declarada: Ex-membro das Forças Armadas

Valor em bens declarados: R$ 2.286.779,48 Time de coração: Botafogo e Palmeiras

Um VAVEL Brasil se assemelha a abaixo ou que você propõe ser um caso de sejam eleitos.

O prazo para votação será às 19h (Brasília). A contagem terminará às 23h00. Os eleitores devem digitar o número do candidato a presidente nas milhares de urnas eletrônicas distribuídas no país. Bolsonaro é # 17 e Haddad # 13.

Eleições Brasil AO VIVO

Além de eleger o presidente do Brasil, hoje os cidadãos também elegem os governadores de 14 dos 26 estados que compõem o Brasil. São Paulo, Minas Gerais, Paraná e Rio de Janeiro escolherão seu governador hoje.

Mais de 147 milhões de brasileiros são convocados para votar em urnas eletrônicas para eleger o próximo presidente do país entre Jair Bolsonaro, 63, e Fernando Haddad, 55, do Partido dos Trabalhadores (PT).
Bom dia a todos os leitores do VAVEL Brasil! As eleições deste domingo serão um dia histórico para o país. A partir deste momento até o final da votação, você pode acompanhar as eleições de 2018 Bolsonaro x Haddad ao vivo em tempo real aqui em VAVEL Braisl.
MEDIA: 5VOTES: 1
VAVEL Logo
    CHAT