CarnaVAVEL: Vila Isabel e Mangueira dominam segunda noite de Grupo Especial

CarnaVAVEL: Vila Isabel e Mangueira dominam segunda noite de Grupo Especial

araujo_luis
Luis Araujo

São Clemente, Vila Isabel, Portela, União da Ilha, Paraíso do Tuiuti, Mangueira e Mocidade fecharam a segunda e última noite de desfiles do Grupo Especial no Carnaval 2019. Após dias de temporal, as sete escolas passaram pela Sapucaí sem chuva e com as arquibancadas lotadas. Vila Isabel e Mangueira foram as agremiações que se destacaram nesta segunda-feira.

Leia abaixo o resumo do desfile de cada agremiação:

São Clemente

A São Clemente jogou pra galera e foi correspondida. Com a reedição de “E o samba sambou”, originalmente de 1990, a preto e amarelo da Zona Sul botou o dedo na ferida dos problemas da folia e não poupou ninguém. Da virada de mesa, passando pela Rede Globo e chegando aos carnavalesco vaidosos, sobrou até para o prefeito do Rio, Marcelo Crivella, criticado pelo corte de verbas do Carnaval. As arquibancadas compraram a ideia e a escola foi bastante aplaudida durante a passagem na Sapucaí.

Vila Isabel

Falando sobre Petrópolis, a “Cidade de Pedro”, a Vila Isabel fez um belo desfile e pode se alçar à campeã do Carnaval carioca. Luxuosa e animada, um dos destaques vai para a carismática Sabrina Sato, que postula como Rainha de Bateria pelo nono ano, esbanjando simpatia, sensualidade e samba no pé.

Portela

O tão aguardado desfile da Portela não foi tudo aquilo que o portelense sonhava. Por se tratar de uma homenagem a sua maior baluarte: a cantora Clara Nunes, se esperou muito. O destaque positivo ficou por conta da harmonia, impulsionada pelas excelentes atuações de Gilsinho e da Tabajara do Samba. Porém, problemas em evolução e plástica podem comprometer a escola na briga pelas primeiras posições.

União da Ilha

Com desfile relativamente morno, a União da Ilha superou as expectativas em sua apresentação na Marquês de Sapucaí, falando sobre dois dos maiores escritores brasileiros: Rachel de Queiroz e José de Alencar.

Paraíso do Tuiuti

Com mensagem crítica sobre resistência, escola de São Cristóvão fez um bom desfile e se destacou pelo enredo bem desenvolvido por Jack Vasconcelos. Apesar de problemas com o último carro que afetaram a evolução da escola, Tuiuti mostrou que veio preparada depois de um vice-campeonato em 2018.

Mangueira

A Mangueira confirmou o favoritismo e está na briga pelo título do Grupo Especial. Em desfile arrebatador, a verde e rosa contou “História pra ninar gente grande” e saiu aclamada pelo público, aos gritos de “É campeã”, da Avenida Marquês de Sapucaí, quase na manhã desta terça-feira (5). Destaque para o excelente samba-enredo, muito cantado pela comunidade e pelas arquibancadas.

Mocidade

“Vi na minha Mocidade, o raiar de um novo dia”, cantava a verde e branco enquanto o sol nascia e iluminava o Sambódromo. Mocidade Independente do Padre Miguel fechou os desfiles do Grupo Especial, na madrugada da terça (05), às 5h33, com o enredo “Eu sou o tempo. Tempo é vida”, do carnavalesco Alexandre Louzada. Apesar da última posição ser sempre um desafio para manter a energia, a escola levantou o público num desfile simples, mas animado.

VAVEL Logo