Vettel desobedece equipe, ultrapassa Webber e Red Bull domina na Malásia
Carros da RBR fazem curva lado a lado: alemão foi contra ordem da equipe e ganhou a corrida (Foto: EFE)

A Red Bull sobrou no Grande Prêmio da Malásia, disputado na madrugada deste domingo (24). Na teoria, uma corrida perfeita: Sebástian Vettel em primeiro, Mark Webber em segundo. Para completar, Fernando Alonso abandonou a prova, deixando a Ferrari para trás no Mundial de Construtores. Na prática, porém, o que se viu foi uma acirrada disputa entre os dois pilotos da escuderia inglesa, onde Vettel forçou sua ultrapassagem sob Webber.

O pódio foi completado pelo inglês Lewis Hamilton, da Mercedes. Nico Rosberg, que também teve ordem da Mercedes para não ultrapassar o companheiro inglês, e Massa fecharam os cinco primeiros. Assim, o alemão da RBR passa a liderar o campeonato, com 40 pontos. Logo atrás, o finlandês Kimi Raikkonen, que ficou em sétimo na Malásia, com 31. A Red Bull também lidera o campeonato dos construtores, com 66 pontos, 16 a mais do que a Ferrari.

A corrida começou quente logo no início. Na largada, Alonso apertou Vettel, e ambos se tocaram. Com o choque, a asa dianteira do espanhol se soltou, ficando pendurada. Alonso tentou continuar correndo, ao invés de fazer sua primeira parada, talvez tentando criar uma estratégia que desse certo, como na Austrália semana passada. A escolha, porém, custou caro: logo depois da primeira volta, o bico de sua Ferrari se soltou, e Fernando teve que abandonar a prova.

A corrida seguiu com erro bizarro de Lewis Hamilton na oitava volta: ao parar para colocar pneus para a pista seca, o piloto inglês errou o traçado, e foi parar no box da McLaren, escuderia que correu de 2007 até o ano passado. Os engenheiros deixaram Hamilton passar direto, assim que percebeu o erro, e aí sim se dirigindo para a Mercedes.

A corrida foi tomando ares de domínio da Red Bull, quando os dois pilotos passaram a liderar. Webber adotou uma estratégia diferente, usando pneus duros ao invés de médios, e ficou à frente do companheiro. Em sua segunda parada, porém, o australiano voltou com os médios, e passou a perder velocidade. Vettel, em melhores condições, pediu para a equipe para poder ultrapassar Webber, mas foi limitado a "ter calma" e esperar o restante da corrida.

O alemão, então, fez diferente. Lembrando grandes nomes da história da Formula 1, como Senna, Schumacher e até Alonso, Vettel desobedeceu a equipe e, com um carro melhor, forçou a ultrapassagem. Num incrível duelo, fazendo curvas lado a lado, o tri-campeão mundial levou a melhor. Conseguiu a ponta, e foi firme para a vitória. 

Atrás da dupla da RBR, outra equipe tinha problemas com seus pilotos: Rosberg e Hamilton alternavam entre a terceira e a quarta posição diversas vezes. O alemão, mais rápido, também pediu para ultrapassar, e tentar buscar os carros da Red Bull. A equipe negou o pedido, e ainda mandou Rosberg parar de forçar. Atrás de ambos, Felipe Massa conseguia o quinto lugar fazendo três belas ultrapassagens nas últimas voltas.

No fim, um pódio marcado por poucos sorrisos e um clima tenso nos corredores. Vettel admitiu que errou, e Webber esbravejou, chamando o companheiro de protegido da equipe. Hamilton foi o que mais comemorou, enquanto Rosberg preferiu guardar o episódio, em suas próprias palavras, como "um trunfo para o futuro".

Assim, Vettel e a RBR assumem a ponta das duas disputas. O Mundial de Construtores tem a Ferrari como segundo lugar, enquanto Raikonnen vem logo atrás do alemão nos pilotos. O próximo Grande Prêmio será na China, no dia 14 de abril.

VAVEL Logo