Ferrari perto de anunciar retorno a Le Mans com equipe oficial
Anúncio pode ser feito neste final de semana na abertura da prova (Foto: Divulgação)

Desde que o Endurance ganhou corpo com a criação do Mundial de Endurance e várias montadoras optando pela modalidade, se especula o retorno da Ferrari a competição. Há vários anos, e em várias oportunidades, vários dirigentes da montadora italiana tem mostrado interesse em uma possível volta a Sarthe.

Tais rumores ganharam corpo nos últimos tempos, desde que as regras das duas categorias (Le Mans e F1) estão dando ênfase à recuperação de energia. Assim um motor poderia ser testado nas provas de longa duração para ser usado no mundial de F1, por exemplo, visto semelhanças entre ambos.

Os principais portais de notícias da modalidade, endurance.info e Sportcar365.com, apontam que um possível anúncio por parte dos italianos poderia ser feito neste final de semana durante as 24 horas. Fernando Alonso é a celebridade que dará a bandeirada inicial da prova. Outro fator que chama a atenção é o número recorde de modelos F458 GTE (14) que estarão participando.

As atuais regras que regem a classe LMP1 estarão em vigor até 2016, o que poderia ser um empecilho, visto o grande investimento para apenas duas provas. Uma alternativa seria a inserção da montadora através da Garagem 56.

Talvez o principal fator de uma possível volta, seria o retorno da Porsche a classe principal. Não é segredo que tanto os alemães, tem como principal rival a montadora italiana, e com o crescimento da modalidade, um embate entre Porsche e Ferrari seria benéfico para ambas.

Corvette busca 9º vitória em Le Mans

Esta é a primeira prova de 24 horas do novo C7-R (Foto: WEC)

Um dos principais nomes do automobilismo, e ícone americano a Corvette vem com novidades para a edição 2014 das 24 horas de Le Mans. Presente na competição (de forma oficial) desde 2000, quando estreou com o modelo C5-R, totalizando 7 vitórias na grande clássica.

Além do C5-R que competia na classe GTS/GT1, C6-R GT1/GT2 e ZR1 GT2/GTE, a grande novidade para este ano é a estreia do C7-R que fez sua primeira corrida este ano pelo TUSC em Daytona. Na busca pela 9º vitória. O #73 será pilotado por Jan Magnussen, Antonio Garcia e Jordan Taylor, enquanto o #74 por Olivier Gavin, Tommy Milnere Richard Westbrook. Durante os treinos oficiais a melhor colocação da equipe foi pelas mãos de Olivier Gavin que foi o quarto mais rápido na classe GTE-PRO. A diferença entre os seis primeiros da classe é de menos de 2 segundos, o que deixa qualquer equipe com reais chances de vitória.

Em comparação com o seu antecessor, o C7-R, tem 40% da sua estrutura feita em alumínio mais rígido. Antes de se dirigir a Le Mans, a equipe participou de exaustivos testes em Road Atlanta com uma configuração com baixa pressão aerodinâmica, o que segundo os engenheiros foi primordial para deixar o carro mais rápido nos trechos longos e controlável nas partes sinuosas do circuito.

Para Doung Fehan, chefe da equipe o trabalho realizado nos treinos oficiais foi primordial para uma boa apresentação e uma posterior vitória. "O dia do teste provou ser uma experiência muito gratificante para toda equipe. Ambos os carros correram com perfeição, responderam bem ao protocolo de testes, e parecem ser muito competitivos. Os pilotos estão satisfeitos tanto com o manuseio, quanto frenagem do C7.R. Os novos padrões de BoP deixaram os carros bem agrupados. Os desafios de Le Mans são muitos e diversos. Mas nós temos a experiência, o produto e o pessoal certo para levar para casa a vitória número oito e que continua sendo o nosso principal objetivo. "

VAVEL Logo