Wayne Taylor vence Petit Le Mans, e Action Express fatura o TUSC
Nenhum LMP2 com as especificações da ACO terminou a prova (Foto: Divulgação IMSA)

Com um final emocionante, e uma prova cheia de acidentes e percalços o Corvette DP da equipe Wayne Taylor Racing “sobreviveu” e venceu a edição 2014 de Petit Le Mans, disputada em Road Atlanta. O carro #10 pilotado por Jordan Taylor chegou a 11 segundos de vantagem sob o segundo colocado, o #5 da Action Express pilotado por João Barbosa que fez dupla com Christian Fittipaldi e conquistou o título do campeonato.

A vitória seria do #5 da Action, porém faltando 1 hora e meia para o final da prova o Corvette da Taylor Racing assumiu a liderança e abriram uma diferença de quase 30 segundos que foi totalmente minada por conta de uma bandeira amarela. Esta foi a segunda vitória para a equipe no ano.

Completando o pódio o Ford #01 da equipe Chip Ganassi com Memo Rojas, Scott Pruet e Scott Dixon. Em quarto superando todas as expectativas chegou o DeltaWing que foi o protagonista de um toque que acabou tirando da prova o Ligier LMP2 da equipe OAK Racing.

Na classe PC a vitória ficou com o #8 da equipe Starworks Motorsports (Foto: John Dagys)

Antes do toque o time Françês enfrentou problemas mecânicos e com 5 voltas de defasagem tinham como principal triunfo a grande velocidade que resultou na volta mais rápida da prova. Infelizmente não completaram.

A prova foi marcada por muitos acidentes que vitimaram os principais competidores. Apenas 4 carros da classe P terminaram a prova. Esta foi a primeira prova do TUSC que nenhum LMP2 com as especificações da ACO concluiu a corrida. Lembrando que o Lola Mazda não seria elegível em nenhum outro campeonato organizado pela ACO, que não aceita motorização diesel na classe LMP2.

Na classe PC a vitória ficou com o #8 da equipe Starworks Motorsports do trio Renger van der Zande, Mirco Schultis e Alex Popow. Em segundo os campeões da classe Colin Braun e Jon Bennett com o #54 da Core Autosport, completando o pódio o #52 da equipe PR1 de Jeannette Frankie Montecalvo.

Equipe Falken Tires repete vitória de 2013 e vence na classe GTLM (Foto: Porsche AG)

Já n classe GT a vitória ficou com a equipe Falken Tires que repetiu o feito de 2013 com Bryan Sellers, Wolf Henzler e Marco Holzer. A disputa pela liderança da classe foi com o Porsche #912 do time oficial da Porsche. O mérito do #17 ainda é maior por se tratar da primeira vitória do novo 911 por uma equipe de clientes.

Com o resultado o fabricante Alemão faturou o título de construtores em cima da Dodge que chegou em terceiro com o Viper #91 de Marc Goossens, Ryan Hunter-Reauy e Kuno Wittmer. A equipe poderia ter um resultado melhor do que a terceira posição, já que na quarta hora da prova Hunter acabou saindo da pista o que resultou em uma parada não programada para limpeza do radiador do carro.

Porém nem tudo foi má notícia para a equipe Dodge, já que Kuno Wittmer foi o campeão entre os pilotos. A Corvette que liderou o campeonato boa parte do ano teve como melhor resultado o quarto lugar conquistado pelo #4 de Oliver Gavin, Tommy Milner e Ryan Briscoe. O #3 sofreu um acidente ainda na terceira hora com o Porsche #911 e a Ferrari #62 da Rizi Competizione que acabou não completando a prova.

Audi #48 da equipe Paul Miller Racing vence na classe GTD (Foto: Divulgação)

Na classe GTD a vitória ficou com o Audi #48 da equipe Paul Miller Racing de Bryce Muller, Christopher Haase e Matt sino. Em segundo e terceiro vieram dois Porsche 911 das equipes Snow Racing e Magnus Racing.

O título da classe ficou com o piloto do BMW #94 Dane Cameron que chegou na quarta colocação.

Classificação final da prova.

VAVEL Logo