Jonas Folger vence com tranquilidade em Jerez pela Moto2
Jonas Folger comemora vitória em Jerez de la Frontera. (Foto: Reprodução Site Jonas Folger)

Desde o começo do final de semana em Jerez de La Frontera, se entendeu que na quarta corrida da temporada da Moto2, a luta pela glória não contaria com todos os protagonistas das três primeiras jornadas, com Sam Lowes (Speed Up Racing) sentindo muitas dificuldades com o regresso à Europa, enquanto os rivais se mostravam bem mais fortes.

O britânico partiu da segunda linha, mas ao contrário do que aconteceu nas três primeiras etapas, nunca esteve perto da dos primeiros lugares, deixando o duelo pelas posições do pódio entre Jonas Folger (AGR Team), o líder do campeonato Johann Zarco (Ajo Motorsport), Alex Rins (Páginas Amarillas HP 40) e o atual ampeão da categoria, Tito Rabat (Estella Galicia 0,0 Marc VDS).

Vindo da pole, Zarco foi o primeiro líder da corrida, mas a 17 voltas do final foi superado por Folger, que fugiu de todos os rivais para conquistar a segunda vitória da temporada de forma muito confortável e compensar, assim, a queda em Austin e o nono lugar de Termas de Río Hondo para subir ao segundo do campeonato.

Enquanto isso, atrás do germânico viviam-se todas as emoções fortes da corrida. Rabat, sem argumentos para a vitória, parecia estar a caminho de um mais que garantido segundo posto. Contudo, a drástica perda de rendimento dos pneus ao cair do pano fizeram com que fosse apanhado por Rins e Zarco, que tinha partido de nono.

Tal como em tantas outras ocasiões, e como na corrida de Moto3 cerca de uma hora antes, tudo se decidiria na última curva, a famosa Curva 13! O estreante Rins viu a oportunidade e tentou ir por dentro em busca do terceiro pódio consecutivo, só que tocou em Rabat e acabou caindo. Melhor sorte teve o Rabat, que apesar de não ter conseguido assegurar o isegundo lugar do pódio, ficou com o terceiro, atrás de Zarco. O melhor resultado do espanhol até ao momento este ano e, muito provavelmente, o verdadeiro início a defesa do titulo!

Mesmo depois de cair e ser passado por muitos pilotos, Rins ainda conseguiu voltar a corrida e acabou por cruzar a linha de chegada em 18º, a sua primeira fora dos pontos desde na categoria.

Já Lowes, que nas primeiras três corridas do ano se apresentou sempre muito forte, nunca conseguiu nem estar perto de pontuar. Problemas de pneus fizeram com que o britânico acabasse por completar a corrida apenas em 20º lugar. Clique aqui e confira o resultado completo

A próxima etapa do Mundial de Moto2 será no dia 17 de maio em Le Mans Bugatti, na França.

VAVEL Logo