Bentley planeja competir de forma oficial no Tudor United Sportcar Championship nos Estados Unidos
Montadora faz parte do grupo VW que já tem Porsche e Audi competindo no Mundial de Endurance. (Foto: Divulgação Bentley)

Após a BMW esboçar uma volta a Le Mans a partir de 2017, a Bentley que faz parte do grupo VW também quer aumentar sua participação em competições de longa duração.

Atualmente a montadora inglesa tem um vitorioso programa GT3 tanto na Europa, quanto nos EUA, e é no cenário americano que deve vir esta expansão.

O CEO da Bentley, Wolfgang Durheimer, deu declarações importantes a Rádio Le Mans durante as 24 horas de Nurburgring no último final de semana aonde planeja um programa mais intensivo possivelmente com protótipos.

"No momento este é o nosso objetivo de conquistar vitórias globais. Quando existe potencial para vitórias de classe, é claro que não devemos dizer não, mas acreditamos que este é um papel para nossas futuras equipes de clientes ".

Além de um programa de protótipos uma possível versão GTLM com equipe oficial também está sendo considerava para o Continental GT3. Para Wolfgang um projeto DP também é viável, mesmo os atuais carros sendo elegíveis até o final de 2016.

"O Daytona Prototypes, ainda vai viver. Eu acho que haverá um novo pacote de Daytona Prototypes no futuro. Eu não acho que os organizadores estão prontos para deixar cair esta ideia e este é meu foco para o programa norte-americano.”

Porém para que a idéia dos DPs funcione os regulamentos da IMSA devem ser alterados, o que para o CEO ainda é possível. "Sim, temos o motor já e temos um powertrain para ele (do GT3 Continental) e se as regras forem apropriadas vamos correr no TUSC. Estamos em constante discussão com IMSA." Finalizou.


De concreto mesmo é a volta da marca para as 24 horas de Nurburgring e 12 hora de Bathurst em 2016.

VAVEL Logo