Solberg leva a melhor na etapa de Lydden Hill no Mundial de Rallycross
Solberg batalhou com Ekström até a linha de chegada da final em Lydden Hill(Foto: Divulgação/)

A etapa de Lydden Hill do Mundial de Rallycross finalmente mostrou a batalha que se esperava há muito tempo, entre Petter Solberg e Mattias Ekström, claramente os melhores pilotos desta temporada. Porém, foi Solberg que recebeu a quadriculada primeiro no berço do rallycross.

A etapa na terra da rainha significava o evento da casa para Liam Doran, da SDRX, e tinha como um dos convidados o inglês Andrew Jordan, normalmente visto nos circuitos com os carros do BTCC, o campeonato britânico de turismo, mas neste fim de semana com a Team Peugeot-Hansen em mais um Peugeot 208.

O americano Tanner Foust também era um convidado de luxo, fazendo sua segunda prova no Mundial de Rallycross pela Marklund Motorsport enquanto o Global Rallycross não dá pontapé inicial. Mas quem roubou a cena foi outro britânico, já que Guy Wilks, em sua primeira participação com o Mini RX da JRM se classificou para as semifinais.

Na primeira semifinal, três carros foram para o caminho normal enquanto outros três foram para o coringa. Com Petter Solberg ficando na liderança. Tanto Solberg quanto Reinis Nitiss, da Olsbergs MSE, pareciam mais interessados em manter distância do resto do grupo do que em fazer seus coringas imediatamente. Ambos foram para o coringa na última volta, e Solberg guiou tranquilo para a vitória, mas Nitiss perdeu o segundo lugar para Johan Kristoffersson, e por pouco não perdeu o terceiro posto para Timmy Hansen, que chegou a tocar em Nitiss

Na segunda semifinal, Wilks e Davy Jeanney foram para o coringa, enquanto o grupo liderado por Mattias Ekström, da EKS RX, seguia em frente em meio a chuva forte no circuito inglês.

Wilks passou Manfred Stohl após o austríaco passar pelo coringa, e por um erro mínimo, quase perdeu a quarta posição para Jeanney. Andreas Bakkerud foi para o coringa, mas sem ser ameaçado pelo grupo de WIlks, perdeu só uma posição, estando em terceiro.

Na última volta, o resto do grupo foi para o coringa, e quem levou a pior foi Andrew Jordan, que caiu para o quinto lugar, perdendo terreno para Wilks e Jeanney, e Wilks segurou sua posição para se classificar para a final. A frente dele, Ekström venceu tranquilo, com Andreas Bakkerud logo atrás.

Antes da final, perguntado sobre a necessidade de pneus para pista molhada devido a possibilidade de chuva, Solberg, curiosamente com um guarda-chuva na mão, respondeu: “Não, iremos com pneus slicks mesmo”. Outros pilotos foram perguntados, mas foram taxativos quanto aos pneus para pista seca.

Na largada da final, três carros para cada lado e Solberg estava na frente, e nem ele, nem Kristoffersson e Nitiss se preocuparam em fazer o coringa cedo. Enquanto isso, o fim de semana de Guy Wilks foi jogado fora por conta do pneu de seu Mini ter se soltado da roda. Na terceira volta, Nitiss fez o coringa e caiu para quinto, enquanto Ekström e Bakkerud tentavam chegar no grupo da frente.

Na última volta, Solberg e Kristoffersson foram para o coringa, e quase tomou um susto quanto o Audi de Ekström começou a se aproximar absurdamente. Solberg fechou a porta do sueco, impedindo qualquer manobra, e venceu a etapa britânica com Ekström colado no seu Citroën.

Resultado da final da etapa de Lydden Hill do Mundial de Rallycross:

POSIÇÃO

NÚMERO

PILOTO

PAÍS

EQUIPE

TEMPO

1

1

PETTER SOLBERG

NOR

SDRX

4:25.064

2

10

MATTIAS EKSTRÖM

SUE

EKS RX

+0.341

3

3

JOHAN KRISTOFFERSSON

SUE

VOLKSWAGEN TEAM SWEDEN

+2.628

4

13

ANDREAS BAKKERUD

NOR

OLSBERGS MSE

+2.876

5

15

REINIS NITISS

LIT

OLSBERGS MSE

+4.234

6

37

GUY WILKS

ING

JRM

NÃO COMPLETOU

Com a vitória de Solberg e os resultados do fim de semana, o norueguês só aumenta sua vantagem na liderança da classificação de pilotos, com 112 pontos, contra 83 de Kristoffersson e 77 de Bakkerud. A Olsbergs MSE ainda lidera entre as equipes, com 138 pontos, mas a SDRX os segue de perto, com 132 pontos. O Mundial de Rallycross volta para a Alemanha, mas somente daqui a um mês, no dia 21 de Junho, no circuito de Estering.

VAVEL Logo