Porsche leva a melhor nas Seis horas de Xangai e conquista título do Mundial de Endurance
(Foto: Porsche AG)

A Porsche venceu as Seis horas de Xangai na madrugada deste Domingo (01) na China. Com a vitória, a quarta consecutiva, conquistou o título de construtores. Mark Webber, Timo Bernhard e Brendon Hartley ampliaram sua vantagem no campeonato de pilotos.

Com a chuva participando de praticamente toda a prova, a Audi foi um adversário forte. Com uma estratégia inteligente. A prova começou com o carro de segurança, obrigando todos a manter suas posições de largada.

Resultado final da prova.

Assim que a bandeira verde foi dada, O Porsche #17 manteve a primeira posição, enquanto o #18 pilotado por Romain Dumas rodou dando a segunda posição para o Audi #8 pilotado por Marcel Fassler.

Com a chuva parando e voltando a estratégia de pits foi determinante. Fassler foi o primeiro dos carros da classe LMP1 a mudar para pneus slick. Com o Porsche liderado, o segundo carro fez uma corrida de recuperação, alcançando a segunda posição.

Alpine conquista primeira vitória na classe LMP2. (Foto: FIAWEC)

Mark Webber venceu a prova com uma diferença para de mais de 26 segundos para Romain Dumas que fez uma última parada sem realizar a troca de pneus, pulando de quarta para a segunda posição faltando 20 minutos para o termino da prova.

Com o resultado a Porsche faturou o título de construtores de forma oficial após 20 anos. Com o título de marcas decidido, as atenções se voltam para o de pilotos. Webber, Bernhard e Hartley agora tem uma vantagem de 12 pontos sobre Fassler, Benoit Treluyer e Andre Lotterer, que terminaram em terceiro na prova.

Fritz Enzinger, vice-presidente do programa LMP1 Porsche: “Com certeza ele vai levar algum tempo até que conseguimos assimilar isto. Este é apenas o nosso segundo ano no WEC, primeiro ganhamos Le Mans e, em seguida, levamos o título do Campeonato do Mundo, é difícil acreditar que isso aconteceu. Devido às condições climáticas. Estas seis horas foram extremamente tensas para nós. Graças a todos os que trabalharam duro para este sucesso, a nossa base em Weissach. Agora vamos tentar garantir o título de pilotos, também.”

O Audi #8 de Loic Duval, Lucas Di Grassi e Oliver Jarvis ficaram em quarto, com o Toyota #2 completando os cinco primeiros. Entre as equipes privadas da classe LMP1 o Rebellion #12 de Nicolas Prost e Mathias Beche ficou com a vitória mesmo se envolvendo em um acidente no final da prova com três carros.

Beche conseguiu levar o carro de volta para os boxes para reparos, se beneficiando da quarta e última bandeira amarela de segurança. Com os rápidos reparos conseguiu sair a frente do ByKolles #4 na última volta.

Na classe LMP2 a Signatech Alpine conquistou a primeira vitória desde que começou a competir no WEC. Nelson Panciatici, Paul-Loup Chatin e Tom Dillmann superaram o líder do campeonato o Ligier JS P2 #26 da G-Drive Racing que terminou na segunda posição. A G-Drive poderia ter conseguido uma dobradinha se o carro #28 não tivesse rodado na última votla. Com o incidente não conseguiu completar a prova.

Em terceiro o Oreca 05 #47 da equipe KCMG, que ainda tem uma chance matemática de conquistar o título. O drama da equipe começou ainda nas primeiras voltas após uma rodada de Nick Tandy. Mesmo fazendo uma prova de recuperação acabaram realizando uma escolha errada de pneus. A Pegasus Racing dominou a primeira metade da corrida com seu Morgan Nissan. Alex Brundle e Ho-Pin Tung realizaram um bom trabalho durante a chuva, mas acabaram sucumbindo quando a pista começou a secar e ficaram com a quinta posição. Outro Morgam o #43 do Team Sard acabou ficando na quarta posição.

Porsche também vence na classe GTE-PRO

Porsche vence também na classe GTE-PRO (Foto: Porsche AG)

A festa da equipe Alemã foi completa com a vitória na classe GTE-PRO para o #91 de Richard Lietz e Michael Christensen. Esta foi a terceira vitória da dupla no campeonato, feito este realizado nas últimas quatro corridas.

Em segundo e a 45 segundos vem a Ferrari #51 da equipe AF Corse de Gianmaria Bruni e Toni Vilander. A Porsche soube controlar seu carro nos períodos de chuva, mesmo sofrendo investidas frequentes da Ferrari da AF Corse.

Mesmo liderando a prova, o #51 não conseguiu segurar o impeto dos pilotos do carro #91. Em terceiro o segundo Porsche, o #92 de Fred Makowiecki e Patrick Pilet, à frente da Ferrari #71 também da AF Corse de Davide Rigon e James Calado, que perdeu a vantagem que tinha na luta pelo título de pilotos na classe.

Michael Christensen (911 RSR nº 91): “As últimas horas foram mais difíceis do que o início. Quando a pista começou a secar era fundamental fazer a escolha certa dos pneus no momento tempo. Usando uma excelente estratégia, a equipe encontrou uma grande solução para esta difícil decisão. Nós não cometemos erros na pista, e conseguimos, a vitória”.

Primeira vitória da Ferrari #83 da equipe AF Corse na classe GTE-AM. (Foto: FIAWEC)

Na classe GTE-AM a AF Corse conquistou a primeira vitória do ano para a Ferrari #83. Emmanuel Collard, Francois Perrodo e Rui Águas mantem suas chances de título ainda vivas. A vitória foi sofrida, já que no final da prova tiveram que punição por irregularidades durante os pits.

Em segundo o Aston Martin Vantagem #98 de Paul Dalla Lana, Pedro Lamy e Mathias Lauda seguidos pela Ferrari #72 da SMP Racing. Viktor Shaitar, Andrea Bertolini e Aleksey Basov detém uma vantagem de 19 pontos sob os demais concorrentes.

A próxima etapa será no Bahrein entre os dias 20 e 21 de Novembro.

VAVEL Logo