Porsche vence as 6 horas do Bahrain e conquista título de pilotos
Timo Bernhard e Brendon Harley e Mark Webber campeões do WEC 2015(Foto: FIAWEC)

A Porsche confirmou o favoritismo e venceu as 6 horas do Bahrain, última etapa do Mundial de Endurance na tarde deste sábado (21). Se o título de construtores veio com uma prova de antecedência em Xangai, o de pilotos foi bem mais penoso para ser conquistado. Na prova que ocorreu na tarde deste sábado (21) a Porsche teve um rival bem diferente das demais corridas, a Audi. A equipe irmã deu trabalho para o time de Weissach. A pole conquistada pelo Porsche #17 do trio Timo Bernhard e Brendon Harley e Mark Webber, postulante ao título dava como certo um passeio. Ainda mais com o Porsche #18 dos pilotos Romain Dumas, Neel Jani e Marc Lieb com a segunda colocação servindo de escudeiros.

Vitória ficou com o Porsche #18. (Foto: Porsche AG)

O drama do trio do carro #17 durou praticamente toda a prova. Com duas paradas para reparo nos boxes por conta do sistema híbrido, o carro chegou a apagar na reta dos boxes. Com tantas intempéries os campeões do mundo acabaram na quinta posição e não puderam ver a guerra campal que se formou entre o Porsche #18 e o Audi #7 de Marcel Fassler, André Lotterer e Benoit Treluyer.

A vitória da prova foi conquistada pelo Porsche #18 com o Audi #7 na segunda posição. Um dos pontos altos da prova foi o duelo entre Lieb (Porsche) e Benoit Treluyer (Audi). Prevaleceu o melhor conjunto, já que o Porsche conseguia abrir uma vantagem considerável nas retas, dando ao Audi uma chance na parte mista do circuito.O outro carro da Audi o #8 pilotado por Loic Duval acabou tendo um problema nos freios na quarta hora da prova o que se vez necessário a substituição de todo a suspensão dianteira, tirando o carro das primeiras posições e dando ao Porsche #17 pontos preciosos para a conquista do título. Com os problemas o #8 ficou com a sexta posição.Mark Webber que foi o responsável por levar o #17 ao fim da corrida foi literalmente se arrastando na pista com medo que o Audi #8 lhe superasse antes da bandeirada. O australiano tem um santo forte. Tanto Webber quanto Hartley e Bernhard conquistaram os seus primeiros títulos no WEC.

Resultado final da prova.

Na classe LMP2, a G-Drive Racing conquista o título e a vitória. (Foto: G-Drive Racing)

Matthias Müller, presidente do conselho de administração da Volkswagen AG: “Estou muito feliz com grande sucesso desportivo da equipe Porsche aqui no Bahrein, e eu gostaria de felicitar Timo Bernhard, Brendon Hartley e Mark Weber para o título de pilotos. Os Regulamentos do Campeonato Mundial de Endurance permite que as marcas do grupo – Audi e Porsche – testarem e desenvolver tecnologias futuras para carros de estrada. O Motorsport foi e continua sendo uma ferramenta importante dentro do Grupo Volkswagen. Gostaria também de felicitar Richard Lietz e equipe Manthey pelos títulos entre os GT.”

O Toyota #2 de Mike Conway, Kazuki Nakajima e Alex Wurz, terminou a corrida na terceira posição. A prova também marca a aposentadoria de Alex Wurz. Este foi o segundo pódio da equipe em 2014, após um ano complicado e sem ter um carro competitivo. Na quarta posição o Toyota #1. Entre os LMP1 privados o Rebellion #13 de Alexandre Imperatori Dominik Kraihamer e Matheo Tuscher, que terminaram na 11º posição no geral. Em segundo o ByKolles #4 de Pierre Kaffer e Simon Trummer. Esta foi a segunda vitória na subclasse para o #13. A primeira foi Le Mans.

Porsche vence na classe GTE-PRO e também leva o título de pilotos. (Foto: FIAWEC)

Na classe LMP2 a G-Drive conquistou o título de pilotos para os pilotos Sam Bird, Roman Rusinov e Julien Canal. A equipe superou o rival direto o Oreca 05 #47 da equipe KCMG de Matt Howson, Richard Brandley e Nick Tandy. A diferença entre os dois primeiros foi de mais de 25 segundos. Esta foi a quarta vitória do #26 na temporada. O segundo Ligier, o #28 da G-Drive pilotado por Pipo Derani, Ricardo Gonzalez e Gustavo Yacaman completaram o pódio em terceiro, à frente do Alpine da equipe Signatech. O trio vencedor da G-Drive precisava apenas de um quarto lugar para conquistar o título. Este foi o primeiro triunfo da G-Drive, já que em 2014 a equipe perdeu o título para a KCMG em Interlagos.

Na classe GTE-PRO a Porsche também conquistou o título de pilotos para Richard Lietz. Fred Makowiecki levou o #92 para a vitória com uma diferença de 39,316 segundos sob a Ferrari #51 da equipe AF Corse dos pilotos Toni Vilander e Gianmaria Bruni, em uma corrida dominada pelo Porsche desde as primeiras horas.

Aston Martin #98 vence na classe GTE-AM. (Foto: FIAWEC)

O Porsche #92 assumiu a liderança no início da primeira hora, com Patrick Pilet superando Vilander que marcou a pole. Na quarta hora de prova uma parada não programada para a Ferrari #71 viu sua posição cair de terceiro para o sexto lugar por conta de uma roda solta. Com o resultado a Porsche conquistou o título de construtores.

O #91 de Richard Lietz e Michael Christensen, fizeram uma corrida conservadora terminando na quinta posição. Mesmo com o título não se sabe se a equipe Manthey irá alinhar no WEC em 2016, em virtude dos problemas que o grupo VW está passando. O Aston Martin #97 de Darren Turner e Jonny Adam completou o pódio na terceira posição, seguido pelo Aston #95. O Aston #99 no qual Fernando Rees pilota sofreu uma punição de 3 minutos no início da prova em virtude de utilização irregular dos pneus durante o treino classificatório.

Título da classe GTE-AM ficou com a Ferrari #72 da SMP Racing. (Foto: FIAWEC)

Na classe GTE-AM o Aston Martin #98 de Pedro Lamy, Paul Dalla Lana e Mathias Lauda vence. Na segunda posição o Porsche #88 da Abu Dhabi Proton Racing de Marco Mapelli, Khaled Al Qubaisi e Klaus Bachler. O #77 Dempsey Proton de Patrick Long, Marco Seefried e Christian Ried completou o pódio em terceiro. O campeão da classe é A Ferrai #72 da SMP Racing dos pilotos, Andrea Bertolini, Victor Shaytar e Aleksey Basov que chegaram na quinta posição.

VAVEL Logo