Resultado do Grande Prêmio da Rússia 2016 de Fórmula 1
Live LoaderVAVEL Live SmallLive Match

Ficamos por aqui com a nossa transmissão em tempo real do GP da Rússia. Muito obrigado a todos que nos acompanharam. A próxima corrida será no dia 15 de maio, daqui a duas semanas, o GP da Espanha, no Circuito de Barcelona, na Catalunha. Até lá!

Kimi Räikkönen conseguiu o segundo pódio no ano (Foto: Divulgação/F1)
Kimi Räikkönen conseguiu o segundo pódio no ano (Foto: Divulgação/F1)

"Tivemos uma largada OK, só nos faltou um pouco de velocidade", diagnosticou o simples Räikkönen, terceiro.

Hamilton na entrevista do pódio com Martin Brundle (Foto: Divulgação/F1)
Hamilton na entrevista do pódio com Martin Brundle (Foto: Divulgação/F1)

"Não foi muito fácil na primeira curva. Mas, consegui me livrar, consegui os pontos e estou feliz pela equipe", diz o segundo colocado, Hamilton.

Rosberg comemora com o troféu de vencedor (Foto: Divulgação/F1)
Rosberg comemora com o troféu de vencedor (Foto: Divulgação/F1)

"Foi um grande final de semana. Um grande trabalho, meu e de Lewis (Hamilton), chegando em segundo de forma tão rápida", diz no pódio o vencedor Rosberg.

ESTATÍSTICA: Ferrari chega a 700 pódios na história da F1. Lidera o quesito de forma absoluta, contra 485 da McLaren e 310 da Williams.

Enquanto o público invade a pista, festa no pódio para os três primeiros - Rosberg, Hamilton e Räikkönen. O hino alemão toca para Nico e para a equipe Mercedes.

Rosberg chega a 100 pontos de 100 possíveis em quatro corridas de 2016. Começo de temporada avassalador para o alemão da Mercedes.

Quatro pilotos abandonaram: Max Verstappen, Nico Hülkenberg, Sebastian Vettel e Rio Haryanto.

Momento em que Rosberg cruza a linha de chegada e vence em Sochi (Foto: Divulgação/F1)
Momento em que Rosberg cruza a linha de chegada e vence em Sochi (Foto: Divulgação/F1)

O outro brasileiro, Felipe Nasr, terminou em 16º.

Fernando Alonso, Kevin Magnussen, Romain Grosjean, Sergio Pérez e Jenson Button fecham os dez primeiros e pontuáveis.

Lewis Hamilton completa a dobradinha da Mercedes, em segundo, e Kimi Räikkönen fecha o pódio. Valtteri Bottas é o quarto, e Felipe Massa completa o top-five.

Quarta vitória em quatro corridas em 2016, e sete seguidas para Rosberg. O alemão começa o campeonato de forma doutrinadora!

NICO ROSBERG VENCE O GRANDE PRÊMIO DA RÚSSIA DE 2016 DE FÓRMULA 1!!!!

Volta 53: Última volta para Nico Rosberg!

Volta 52: Rosberg continua na frente sem sustos, faz a volta mais rápida - 1min39s0 - e vem para mais uma vitória.

Volta 51: Ricciardo ultrapassou Palmer e assumiu a 12ª posição. Enquanto isso, Pérez segue colado atrás de Grosjean na briga pela P8.

Volta 50: Sainz travou tudo na chicane, Button se aproveitou e tomou a décima posição. Com isso, as duas McLaren's vão pontuando (Alonso é o sexto)

Volta 49: Faltando cinco voltas para o fim, Pérez segue tentando, usa a asa traseira móvel, mas Grosjean manté o oitavo lugar.

Volta 48: Button resolve partir para o ataque contra Sainz, em bela briga pela décima posição, o último ponto.

Volta 47: Com pneus muito desgastados, Massa para e coloca os supermacios em 3s1. Vantagem para Alonso é extremamente confortável na P5.

Volta 46: Räikkönen tirou mais de 3s nas últimas quatro voltas, e chega em Hamilton pela P2.

Volta 45: Rosberg pega alguns retardatários, mas reina de forma absoluta na frente. Se vencer, chegará na sétima vitória consecutiva, igualando recorde Michael Schumacher e Alberto Ascari, e atrás apenas de Sebastian Vettel (nove, em 2013).

Volta 44: Rosberg aumenta um pouco sua vantagem para Hamilton - 13s5 na frente.

Volta 43: Pérez continua preso atrás de Grosjean na disputa pelo oitavo lugar, e Sainz, o décimo, volta a chegar perto dos dois. Button continua logo atrás.

Volta 42:? Hamilton é avisado de que o problema de pressão da água do motor foi estabilizado, mas Rosberg continua mais rápido, com 13s de vantagem.

Voltas mais rápidas após 38 giros - Rosberg quebrou o recorde de Sochi (Foto: Divulgação/F1)
Voltas mais rápidas após 38 giros - Rosberg quebrou o recorde de Sochi (Foto: Divulgação/F1)

Volta 41: Pérez abre para Sainz na nona posição, mas não descola de Grosjean na briga pelo oitavo lugar.

Na volta 38, Rosberg quebrou o recorde da pista de Sochi com a volta mais rápida: 1min39s616.

Volta 40: Rosberg continua muito mais rápido que Hamilton e abre 11s6, voltando a ter uma vantagem bem confortável na frente.

Volta 39: Magnussen desgruda da briga na sétima posição, mas os quatro pilotos atrás dele estão colados: Grosjean, Pérez, Sainz e Button.

Volta 38: Hamilton foi avisado que tem problemas na pressão da água do motor. Rosberg aproveita e abre 9s de vantagem.

Volta 38: Rosberg faz 1min39s616 - foi 1s mais rápido que Hamilton e fez a volta mais rápida, sendo o primeiro a abaixar da casa de 1min40s.

Volta 37: Rosberg fez a volta mais rápida com 1min450, mas Hamilton respondeu com 1min40s266.

Volta 36: Button chega na briga pelos pontos: é o 11º, colado em Sainz, Pérez, Grosjean  e Magnussen.

Verstappen abandonou a prova com problemas de motor (Foto: Divulgação/F1)
Verstappen abandonou a prova com problemas de motor (Foto: Divulgação/F1)

Volta 35: Livrando-se dos retardatários, Rosberg vira na casa de 1min40s8, assim como Hamilton.

Volta 34: Com problemas de motor, Max Verstappen, que era o sétimo, abandona a prova.

Volta 34: Rosberg abre a volta na frente, mas Hamilton tira 1s2 - a diferença é de 8s4.

Volta 33: Hamilton voa novamente e tira 1s5. Rosberg faz tempos altíssimos, na casa de 1min42s, mais lento que todos os outros ponteiros.

Volta 32: Sinal amarelo para Rosberg: Hamilton tira 1s de uma vez na volta 31 e está a 10s5 do alemão.

Volta 32: Briga acirrada pelo último ponto - Pérez ultrapassa Sainz e é o décimo. O espanhol ainda tenta devolver, mas o mexicano segue na frente.

Volta 31: Hamilton conseguiu tirar 0s8 nas últimas quatro voltas para Rosberg. Mesmo assim, a vantagem ainda é de 12s2.

Kvyat ultrapassou Wehrlein após bela briga (Foto: Divulgação/F1)
Kvyat ultrapassou Wehrlein após bela briga (Foto: Divulgação/F1)

Volta 30: Felipe Nasr foi punido com um stop-and-go de 5s, por ter ganho vantagem ao passar por fora da curva 1 durante a disputa com Wehrlein.

Volta 29: Briga forte pelos pontos! Magnussen ultrapassa Grosjean e é o oitavo, com Ricciardo e Sainz colados atrás.

Volta 29: Com 1min40s648, Hamilton fez a volta mais rápida e foi 0s3 mais rápido que Rosberg.

Volta 28: Briga forte pela 16ª posição, entre Nasr, Wehrlein e Kvyat. Enquanto Nasr conseguiu se defender, Wehrlein escapou na chicane ao atacar e perdeu a posição para Kvyat.

Volta 27: Hamilton continua tentando tirar a diferença, mas Rosberg anda bem, com 12s9 de vantagem na ponta.

Volta 26: Por forçar a saída de um piloto da pista, Carlos Sainz Jr está sendo investigado pelos comissários.

Volta 26: Também há brigas no meio do grid: Daniel Ricciardo e Kevin Magnussen disputam o décimo lugar, com 0s5 entre os dois.

Volta 25: Hamilton faz novamente a volta mais rápida, com 1min40s922 - é o primeiro a fazer tempos abaixo de 1min41s.

Max Verstappen foi o último a parar (Foto: Divulgação/F1)
Max Verstappen foi o último a parar (Foto: Divulgação/F1)

Volta 24: Rosberg é o primeiro, com Hamilton em segundo e Räikkönen e terceiro. Bottas e Massa completam o top-five.

Volta 23: O único que ainda não havia parado era Max Verstappen, que enfim foi aos boxes.

Vettel (esq.) foi conversar com o chefe da Red Bull, Christian Horner (dir.), sobre o incidente com Kvyat (Foto: Divulgação/F1)
Vettel (esq.) foi conversar com o chefe da Red Bull, Christian Horner (dir.), sobre o incidente com Kvyat (Foto: Divulgação/F1)

Volta 22: O líder Rosberg para em 2s5, põe pneus macios e volta com uma confortável vantagem na frente.

Volta 21: Räikkönen para bem, com 2s4, mas Hamilton faz a volta mais rápida - 1min41s170 - e toma a posição sem problemas.

Volta 20: Hamilton faz 1min41s260, volta mais rápida.

Maiores velocidades atingidas com 16 voltas (Foto: Divulgação/F1)
Maiores velocidades atingidas com 16 voltas (Foto: Divulgação/F1)

Volta 20: Hamilton também ultrapassa Alonso, que não parou. Quarta posição para o piloto da Mercedes.

Volta 19: E Hamilton não toma conhecimento: ultrapassa Bottas na entrada da curva 1 e abre vantagem na P5.

Volta 19: Massa vai aos boxes e faz uma excelente parada, em 2s3.

Volta 18: Por muito pouco, Bottas retorna na frente de Hamilton. Ambos tem pneus macios novos.

Volta 18: Hamilton vai aos boxes e para em 3s2. Também põe pneus macios.

Volta 17: E Bottas é o primeiro entre os ponteiros a parar. Com 2s7, ele coloca pneus macios.

Volta 16: Bottas, Räikkönen e Hamilton continuam brigando pela P2. Enquanto isso, Palmer vai aos boxes.

Volta 15: Rosberg faz a volta mais rápida novamente, 1min41s364,e  abre 12s para o segundo colocado. O alemão voa sozinho em Sochi!

Volta 14: Hamilton perdeu terreno. Bottas consegue abrir uma leve vantagem, e Räikkönen pressiona o inglês pela P3.

Kvyat furou o pneu traseiro de Vettel na curva 1 (Foto: Divulgação/F1)
Kvyat furou o pneu traseiro de Vettel na curva 1 (Foto: Divulgação/F1)

Volta 13: Com um furo de pneu, Felipe Nasr vai aos boxes.

Volta 12: Começam as paradas para trocas de pneus, com Carlos Sainz Jr pela Toro Rosso.

Volta 11: Pascal Wehrlein ultrapassa Felipe Nasr, e assume o 14º lugar.

Volta 11: Com Hamilton preso atrás de Bottas, Rosberg se aproveita. O alemão abriu 0s490 para o inglês na última volta.

Volta 10: Rosberg já abre quase 6s para Bottas, que disputa a P2 com Hamilton. Räikkönen é o quarto, 1s2 atrás.

Volta 9: E Kvyat volta aos boxes, para um stop-and-go de 10s pelo acidente com Vettel, decepcionando os fãs russos. Esteban Gutiérrez também foi punido, tendo que cumprir um drive-through.

Volta 9: Rosberg pressiona Bottas pela P2, enquanto Rosberg continua fazendo a volta mais rápida - 1min41s884.

Volta 8: O replay mostra que Vettel ainda foi acertado novamente por Kvyat na curva 2, antes de rodar e bater no muro.

Volta 7: Hamilton ataca Räikkönen e, sem qualquer cerimônia, assume o terceiro lugar!

Volta 6: Hamilton chega de forma intensa nos ponteiros. Bottas, Räikkönen e Hamilton estão colados na briga pelo segundo lugar, com Rosberg disparando na frente.

Volta 5: Kvyat volta na décima-quinta posição, brigando entre a Manor de Pascal Wehrlein e a Sauber de Marcus Ericsson.

Volta 4: Rosberg faz a volta mais rápida, com 1min42s015. Enquanto isso, a direção de prova anuncia que o incidente da primeira curva está sob investigação.

Volta 4: Bottas ataca Räikkönen e toma a P2. Mais atrás, Hamilton toma a P4 de Massa.

Volta 4: E a corrida recomeça!

Volta 3: Vettel foi tentar a ultrapassagem na primeira curva em Ricciardo, mas acabou sendo tocado por Kvyat. Com o pneu traseiro direito furado, o alemão bateu na curva seguinte. O piloto do #5 saiu revoltado, xingando muito no rádio.

Volta 2: O safety-car está na pista. Vettel, Hulkenberg e Haryanto abandonaram, enquanto vários outros pilotos foram aos boxes, como Sergio Pérez, Marcus Ericsson, Daniel Ricciardo e Daniil Kvyat.

Volta 1: Rosberg largou bem e manteve a ponta, com Räikkönen em segundo e Bottas em terceiro. Massa manteve o quarto lugar, e Hamilton pulou para quinto! Max Verstappen, Fernando Alonso, Romain Grosjean, Kevin Magnussen e Jolyon Palmer completam os dez primeiros.

Volta 1: E Sebastian Vettel começa no muro! O safety-car virtual está acionado.

COMEÇA O GRANDE PRÊMIO DA RÚSSIA DE 2016 DE FÓRMULA 1!!!!

Os pilotos vão chegando em seus lugares. Vai começar!

Começa a volta de apresentação em Sochi!

O tempo não está tão quente, com 16ºC de temperatura ambiente e 41ºC de pista. Porém, o consumo acentuado de pneus pode fazer a diferença, ainda mais com as novas regras de escolha dos compostos.

Os pilotos já estão alinhados no grid. Em alguns minutos, começa a volta de apresentação e aquecimento dos pneus.

Felipe Massa se preparando para a corrida (Foto: Divulgação/Williams)
Felipe Massa se preparando para a corrida (Foto: Divulgação/Williams)

Um fato curioso: este será o primeiro GP em um 1º de maio desde 1994. Na ocasião, Ayrton Senna acabou falecendo em um acidente na sétima volta do Grande Prêmio de San Marino.

No momento, temos tempo limpo em Sochi. A corrida deve acontecer em piso seco, assim como em 2014 e 2015.

O circuito de Sochi foi inaugurado em setembro de 2014, um mês antes de realizar sua primeira prova. Projetado pelo alemão Hermann Tilke, o traçado tem 5.848m de extensão (terceira mais extensa do calendário, atrás de Spa-Francorchamps, na Bélgica, e Silverstone, na Inglaterra), com 19 curvas. A pista utiliza parte das ruas públicas da cidade e do complexo olímpico de Sochi, que recebeu as Olimpíadas de Inverno em 2014. A volta mais rápida marcada no circuito foi de Sebastian Vettel, em 2015, marcando 1min40s071 com sua Ferrari.

O Grande Prêmio da Rússia tem uma história muito curta na Fórmula 1. Foram apenas duas corridas até agora no país, em 2014 e 2015, ambas dominadas pela Mercedes - Hamilton venceu as duas edições e largou na pole-position da primeira, com Rosberg largando na ponta da segunda. Cinco pilotos diferentes estiveram no pódio em solo russo: Hamilton, Rosberg, Vettel, Bottas e Pérez, em 2015, com a Force India.

Hamilton recebendo o troféu de vencedor em 2015 das mãos do presidente da Rússia, Vladmir Putin (Foto: Lars Baron/Getty Images)
Hamilton recebendo o troféu de vencedor em 2015 das mãos do presidente da Rússia, Vladimir Putin (Foto: Lars Baron/Getty Images)
Hamilton novamente sofreu com seu motor e larga apenas em décimo (Foto: Dan Istitene/Getty Images)
Hamilton novamente sofreu com seu motor e larga apenas em décimo (Foto: Dan Istitene/Getty Images)

Após a classificação, o inglês ressaltou as dificuldades de ultrapassagem na pista, mas mostrou-se confiante. "Obviamente não é bom estar atrás novamente, mas é a vida. Sabia que tinha um problema e que era quase o mesmo que tive na China. Quando aconteceu em Shanghai, não sabíamos de nada, e agora infelizmente aconteceu de novo, precisamos entender isso. Mas eu não desisto e darei tudo o que posso para me recuperar na corrida, como sempre. Não é uma pista fácil de se ultrapassar, mas temos um bom ritmo", afirmou.

A grande surpresa do treino foi Lewis Hamilton, que com seus problemas de motor no começo do Q3, terá que largar na décima posição. O tricampeão do mundo já havia tido problema semelhante na corrida anterior, o GP da China, em Shanghai, mas no começo do treino, o que o fez largar na última posição.

Felipe Massa larga em uma promissora quarta posição com sua Williams (Foto: Mark Thompson/Getty Images)
Felipe Massa larga em uma promissora quarta posição com sua Williams (Foto: Mark Thompson/Getty Images)

Já Nasr disse que o resultado é ruim, mas ressaltou a melhora da Sauber. "Começar em 19º é insatisfatório. Foi uma pena que eu estava em uma boa volta no fim do Q1, mas freei um pouco mais tarde na curva 13 e perdi tempo. Mas me sinto mais confortável com o carro neste fim de semana, e isso é o que importa. Estou otimista de que podemos brigar por posições na corrida", declarou.

Massa lembrou que as punições a alguns rivais ajudaram, mas deixou claro que o ritmo da Williams é bom em Sochi. "Foi uma boa classificação para nós, com P2 e P4. Tivemos sorte com os problemas de Ferrari e Mercedes, mas acho que foi uma boa sessão. Precisamos nos concentrar para uma boa corrida amanhã. Tudo é possível, e provavelmente é a melhor pista para nós na temporada, então tentaremos dar tudo na corrida", disse o piloto do #19.

Os brasileiros tiveram uma classificação de extremos. Enquanto Felipe Massa foi bem, e com a punição de Vettel, larga no quarto lugar, Felipe Nasr, da Sauber, vai largar na 19ª posição. Ele sofreu mais uma vez com o péssimo ritmo de seu carro e acabou cometendo um pequeno erro em sua volta rápida no Q1. Ainda assim, estará à frente de seu companheiro de equipe, o sueco Marcus Ericsson, que teve problemas, não fez uma boa volta e larga na 22ª e última colocação.

Segundo, Vettel foi punido; Bottas larga em segundo e Räikkönen em terceiro (Foto: Dan Istitene/Getty Images)
Segundo, Vettel foi punido; Bottas larga em segundo e Räikkönen em terceiro (Foto: Dan Istitene/Getty Images)

Com a sanção de Vettel, Bottas pulou para a primeira fila, em segundo. "Estou muito feliz com o nosso ritmo, foi o melhor que poderíamos atingir, minha volta no Q3 foi muito boa. Agora estamos em uma boa posição para a corrida, e precisamos focar em transformar esse bom ritmo de classificação em um bom nível de corrida. Sochi é uma pista que eu gosto muito e normalmente vou bem, e ela se dá bem com o nosso carro", disse o finlandês da Williams.

Apesar da punição, Vettel mostrou-se satisfeito com o ritmo da Ferrari. "Ontem perdemos algum tempo, mas hoje nos recuperamos. Agora é esperar pela corrida. Largarei em sétimo, o que não esperávamos, mas devemos ser mais rápidos que alguns carros na frente. O carro está bom, estou confiante. Não somos os favoritos, mas sempre há uma chance. Espero que não dê errado dessa vez", declarou o piloto do #5, que fez o segundo tempo, mas larga em sétimo.

Mesmo feliz com a pole, Rosberg ressaltou a dificuldade da corrida deste domingo (1º): "Estou feliz por mais uma pole-position, mas amanhã será uma corrida longa, e tudo pode acontecer. Mesmo estando em um ritmo forte, nunca posso descartar meus oponentes, sem dúvida. Eles tiveram uma sorte ruim até agora - Sebastian (Vettel) com seu problema de câmbio e Lewis (Hamilton) com seu motor novamente. Mas já vimos nas corridas anteriores que eles podem se recuperar rapidamente e escalar o pelotão. Vamos ver o que teremos amanhã", disse o sorridente alemão.

Nico Rosberg (centro), Sebastian Vettel (esq.) e Valtteri Bottas (dir.) foram os três primeiros na classificação. Com a punição de Vettel, Bottas é segundo e Raikkonen é terceiro (Foto: Mark Thompson/Getty Images)
Nico Rosberg (centro), Sebastian Vettel (esq.) e Valtteri Bottas (dir.) foram os três primeiros na classificação (Foto: Mark Thompson/Getty Images)

O top-ten é completo por Daniil Kvyat, da Red Bull, Max Verstappen, da Toro Rosso, e Lewis Hamilton, que tentará fazer uma corrida de recuperação.

Com isso, a dupla finlandesa pulou para a frente: Valtteri Bottas, da Williams, larga em segundo (1min36s536), e Kimi Räikkönen, da Ferrari, em terceiro (1min36s536). Em quarto, larga o melhor brasileiro do grid: Felipe Massa, que marcou 1min37s016, seguido pelo australiano Daniel Ricciardo, da Red Bull, e pelo mexicano Sergio Pérez, da Force India.

Sem a ameaça de Hamilton, outros pilotos tiveram a sua oportunidade de brilhar. Caso de Sebastian Vettel, que fez uma belíssima volta, marcando 1min36s123, e mesmo ficando a assombrosos 0s7 de Rosberg, largaria em segundo. Porém, o alemão da Ferrari já havia sido previamente punido com a perda de cinco posições no grid por trocar o câmbio, e acabou caindo para o sétimo posto.

Na classificação deste sábado (30), Nico Rosberg confirmou a fase sensacional que vive e marcou mais uma pole-position, com 1min35s402. Além de ter tido um grande ritmo, o alemão contou com a sorte, já que seu companheiro de Mercedes e grande rival, o inglês Lewis Hamilton, começou muito bem na sessão, mas teve problemas no começo do Q3 e não fez nenhuma volta rápida na parte final do treino, sendo forçado a largar da 10ª posição.

Bom dia, amigos da VAVEL Brasil! Começa agora o nosso Live do Grande Prêmio da Rússia, quarta etapa do mundial de 2016 da Fórmula 1. A corrida começa às 9h (horário de Brasília).

VAVEL Logo