Rubens Barrichello admite surpresa com ida de Fernando Alonso a Indianápolis: “Espere o inesperado”

O mundo do automobilismo foi totalmente surpreendido na última quarta-feira (12) com a confirmação da notícia de que Fernando Alonso, bicampeão mundial de Fórmula 1 em 2005 e 2006 e atualmente piloto da McLaren - uma das mais tradicionais equipes da categoria - irá abrir mão de disputar o Grande Prêmio de Mônaco, uma das provas mais conhecidas no certame. O motivo: Alonso decidiu participar das 500 Milhas de Indianápolis, sexta corrida do calendário da Fórmula Indy e uma das maiores provas do automobilismo mundial. As duas serão realizadas no mesmo dia, 28 de maio.

E nesta quinta-feira (13), o espanhol recebeu dicas de um nome com bastante história no esporte e experiência no assunto. Em entrevista ao site da revista Autosport, Rubens Barrichello falou sobre a ida de Alonso a Indianápolis. O brasileiro, que participou da temporada completa da IndyCar em 2012 pela equipe KV Racing após encerrar seu ciclo de 19 temporadas na F1 no ano anterior, ressaltou que Alonso precisa se preparar para encarar todas as possibilidades no icônico oval de Indiana.

Mesmo com tudo que já tinha visto e minha carreira e treinando em ovais quando cheguei na Indy, em Indianápolis eu vi o inesperado. Para mim, essas são as palavras cruciais: espere o inesperado. É uma corrida muito longa e eu espero que ele tenha tempo para praticar. E não é só ele na pista, são muitos pilotos, em algumas situações há turbulências e tráfego, e isso precisa ser compreendido”, afirmou Barrichello.

Barrichello (esq.) e Alonso (dir.) estiveram juntos no grid da F1 por dez temporadas (Foto: Fred Dufour/AFP/Getty Images)
Barrichello (esq.) e Alonso (dir.) estiveram juntos no grid da F1 por dez temporadas (Foto: Fred Dufour/AFP/Getty Images)

O brasileiro, que é o piloto com mais largadas na história da Fórmula 1 (322) e tem dois vice-campeonatos na categoria (2002 e 2004), admitiu que inicialmente não acreditou na notícia de que Alonso estaria na Indy 500 em 2017, mas acredita que o espanhol irá se sair bem na empreitada. O atual piloto da McLaren correrá pela Andretti Autosport (outra equipe tradicionalíssima na Indy), graças ao acordo entre as duas partes e a Honda, que fornece motores para ambas. Nas três últimas edições da prova em Indianápolis, a Andretti venceu duas – Ryan Hunter-Reay em 2014 e Alexander Rossi em 2016.

Quando eu vi a notícia, não acreditei. Ele não está abrindo mão de qualquer corrida, é Mônaco! Mas é a escolha dele, junto com a Honda. Ele é um grande piloto e tenho certeza que se adaptará muito bem ao oval. Ele terá uma grande equipe ao seu lado em Indianápolis, então em termos de carro e eficiência, isso será positivo”, complementou Rubens.

Em sua participação nas 500 Milhas de Indianápolis, em 2012, Rubens Barrichello largou em 10º e chegou em 11º, sendo eleito o melhor novato da prova, sua primeira em oval pela Indy. A McLaren ainda não anunciou quem estará em Mônaco para substituir Fernando Alonso, que no campeonato de 2017 é o 19º colocado, sem pontos – ele e o canadense Lance Stroll, da Williams, foram os dois únicos a abandonarem as duas primeiras provas do ano, na Austrália e na China.

VAVEL Logo