Rodrigo Baptista e Pedro Queirolo vencem em Interlagos Porsche Império GT3 Cup
(Foto: Luca Bassani)

O piloto Rodrigo Baptista viveu um fim de semana especial no Autódromo Internacional de Interlagos, em São Paulo. Após fazer a pole position para as duas primeiras corridas e garantir a vitória de ambas, uma na sexta-feira (5) e outra no sábado (6), o piloto do HTPro Team voltou à pista no fim da tarde do segundo dia de competições, para conquistar mais um ótimo resultado. Digo finalizou a corrida 3 na segunda colocação, após largar em sexto lugar e ter caído para a oitava colocação no início da prova. 

"Na primeira corrida consegui a pole e a vitória tranquila, com mais de cinco segundos de vantagem no final. Na corrida 2, fiz a pole e abri uma certa vantagem. A corrida foi praticamente igual, porém um pouco mais difícil e sofri bastante pressão do Ricardo Baptista e do Miguel Paludo. Para a última, inverteu o grid e larguei em sexto. Cheguei em terceiro, mas o segundo levou uma punição. Fim de semana muito positivo, se avaliarmos esses três resultados. Agora é pensar no campeonato e ver como serão as próximas etapas", definiu Rodrigo.

Se antes do início da etapa de São Paulo, apenas 1,5 ponto separava Rodrigo Baptista do vice-líder naquele momento, Miguel Paludo, com 24,5 pontos contra 26 de Digo, agora o piloto do HTPro Team, com 88 pontos, tem 15 de vantagem para o novo segundo colocado, Ricardo Baptista, com 73. Miguel Paludo é o terceiro, com 72,5, Lico Kaesemodel aparece em quarto, com 60, e Pedro Queirolo, 52, complementa o top 5 da categoria cup do campeonato sprint.

A próxima etapa do campeonato sprint da Porsche Império GT3 Cup para o jovem piloto será a de Mogi Guaçu (SP), no Autódromo de Velo Città, nos dias dias 2 e 3 de junho. Antes disso, Rodrigo Baptista viaja para os Estados Unidos, onde segue focado na Pirelli World Challenge, competição norte-americana de automobilismo multimarcas. Ainda em maio, Digo terá pela frente duas etapas na sua categoria, a GTS: a de Ontario (CAN), de 19 a 21 de maio, e a de Connecticut, no dias 26 e 27 do mesmo mês.

Após garantir as duas poles das duas primeiras corridas da etapa no início da tarde de sexta-feira, Digo disputou a corrida 1 do evento logo em seguida. Nesta primeira prova, o piloto não chegou a ser ameaçado em nenhum momento por seus rivais, completando as 17 voltas com folga de mais de 5 segundos para Lico Kaesemodel. "Foi uma prova muito boa. Conseguimos a pole e acertamos o carro bem. A estratégia foi largar, não se envolver em confusão nenhuma e abrir o máximo possível, para depois, administrar a corrida", contou o piloto.

Na corrida 2, já no sábado, a diferença para o segundo foi menor, de apenas 2 segundos para Ricardo Baptista. Na primeira volta, Ricardo Baptista ensaiou uma pressão para cima de Digo. Porém, a aproximação do piloto Miguel Paludo fez com que Ricardo se preocupasse mais em defender, deixando o caminho livre para o líder da competição ganhar sua terceira prova no ano, em quatro disputadas naquele momento. "O fim de semana está ótimo. Fico contente com a segunda vitória em dois dias. Agora, vamos sair de sexto lugar e o objetivo é somar a maior quantidade de pontos possível. Sei que é muito difícil ganhar mais uma", disse Digo logo após o triunfo.

Dito e feito. Digo somou o maior número de pontos que foi possível na terceira corrida. Enquanto Pedro Queirolo se aproveitou do grid invertido, liderou a prova de ponta a ponta e conquistou sua primeira vitória no ano, Rodrigo Baptista fez uma excelente prova de recuperação, após estar em oitavo lugar. Nos instantes finais da corrida, Lico Kaesemodel pressionava Paludo pela segunda colocação, e Rodrigo Baptista corria por fora, em quarto. Nas últimas voltas, Digo estava em terceiro e piscava faróis para Lico pedindo passagem. Mesmo mais lento, o atual campeão de sprint sustentou a vice-liderança até o fim da prova, sendo punido depois da corrida, com 20s acrescidos ao seu tempo de prova por mudanças de trajetória prejudiciais a Rodrigo Baptista, que herdou a colocação de Lico.

Christian Hahn conquista pódio na base da superação pela F3 Brasil em Interlagos

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Problemas no carro, duas largadas dos boxes na mesma corrida... O final de semana de Christian Hahn como convidado especial da segunda etapa da F3 Brasil foi complicado. Mesmo assim, na base da superação, o piloto que conta com patrocínio da Blau Farmacêutica conseguiu subir ao pódio da disputa realizada neste sábado, em Interlagos. 

"Estou muito feliz em alcançar o pódio depois de todos os problemas que tivemos. O que era para ser uma participação especial se converteu em uma corrida de grande aprendizado no sentido de ter problemas na pista e buscar superá-los", disse o piloto que competiu na F3 Brasil por duas temporadas (2015 e 2016) e que agora está no Euroformula Open, a competição europeia de F3.

As dificuldades de Christian começaram ainda na primeira prova do dia, quando uma falha na bateria o impediu de terminar a disputa. Já na segunda corrida, um problema no escapamento o forçou a sair dos boxes. Mesmo assim, na base da superação, ele foi ganhando posições até que chegou ao quarto lugar. 

Apesar do bom desempenho demonstrado até aquele momento, Chris sentiu o carro instável e foi para os boxes no mesmo instante quem o piloto Alberto César bateu forte, forçando a entrada do safety car. A prova ficou sob bandeira vermelha e, quando relargou para mais 13 minutos de corrida, Christian teve que sair dos boxes mais uma vez.

Pisando fundo, o piloto do carro 12 começou a emplacar as voltas mais rápidas da corrida e fazer ultrapassagens até que, a pouco antes do fim, conseguiu ultrapassar Murilo Coletta e cruzou a linha em terceiro lugar. Giuliano Raucci foi o segundo colocado. Guilherme Samaia, que já havia vencido a primeira prova e lidera o campeonato, completou o pódio.

"Não fossem os problemas que tivemos, certamente teria brigado pela vitória. Mas saio de Interlagos feliz pela superação, pela conquista de mais um troféu e pela oportunidade de participar mais uma vez desta categoria fantástica", finalizou o piloto.

Christian Hahn retorna agora para a Europa, onde compete regularmente no Euroformula Open. A próxima etapa da competição está marcada para os dias 27 e 28 de maio, no autódromo de Spa-Francorchamps, na Bélgica.

VAVEL Logo