Ross Brawn revela que estava "ambicioso" com projeto de novos motores para 2021
(Foto: Divulgação/Site oficial F1)

Ross Brawn revela que estava "ambicioso" com projeto de novos motores para 2021

Após estudos sobre audiência o foco agora é em unidades "simples e barulhentas"

matheus-gabriel
Matheus Gabriel

O atual Diretor Esportivo da Formula 1, Ross Brawn, admitiu que pretendia ser mais radical ao redigir as mudanças nos motores para as novas regras que estão por vir em 2021. Também havia o intuito de atrair outras grandes montadoras, como a Porsche, mas a pressão de Mercedes, Ferrari, Renault e Honda fizeram Brawn recuar.

"Nesse caso, eu fui um pouco mais ambicioso em termos das mudanças que poderiam ser feitas, mas há um argumento muito forte de que temos quatro fornecedores razoavelmente estabelecidos na F1. Enquanto há pessoas querendo entrar que não estão muito comprometidas, então, pensando nisso, vamos consolidar o que temos."

Uma mudança radical não é esperada, já que os atuais motores V6 estão bem estabelecidos e atendem aos desejos do fornecedores atuais, mas Brawn acredita que é necessário atrair outros parceiros.

"Não queremos perder uma equipe, mas se isso acontecer espero que a F1 seja atrativa o suficiente para trazer substitutos. Se perdermos um motor, aí quem vier no lugar vai precisar de um grande planejamento para chegar e ocupar o espaço."

O certo é que mudanças virão, mas ainda deve-se esperar por um anúncio nos próximos meses.

"Haverá algumas mudanças que você verá – não vamos falar sobre elas agora – que serão divulgadas nos próximos meses, o que definitivamente acho que está na direção certa."

MEDIA: 5VOTES: 1
VAVEL Logo