Binotto discorda de decisão dos comissários, mas não recorrerá: "Precisamos respeitar"
Foto: Divulgação / Ferrari

Binotto discorda de decisão dos comissários, mas não recorrerá: "Precisamos respeitar"

Chefão da Ferrari também parabenizou a corrida de Max Verstappen

leo_silva997
Leonardo José

Com toda a polêmica acerca da ultrapassagem de Max Verstappen sobre Charles Leclerc, o chefe da Ferrari declarou não estar de acordo com a decisão, mas não recorrerá sobre o resultado.

Mattia Binotto, disse que a escuderia não concorda com a decisão dos comissários em não punir Max Verstappen pela colisão com Charles Leclerc. Após o anúncio oficial do desfecho, o chefão italiano.

"Nós ainda acreditamos que esta é uma decisão errada. Essa é nossa opinião [...] Acreditamos que Charles deixou todo o espaço, ele não teve culpa. Uma colisão aconteceu e ele foi forçado a sair da pista."

"Então, acreditamos que estas são regras claras, que podemos apreciar ou não, e estas são exatamente as mesmas regras que foram aplicadas em corridas passadas."

Sendo prejudicada pelos comissários nas últimas três corridas, a Ferrari viu Vettel perder a vitória no Canadá. Assim, Mattia Binotto questionou o motivo de Verstappen ser inocentado e Vettel punido no país americano.

"Certamente acreditamos que a interpretação foi diferente nesses dois casos, e estamos novamente infelizes com a decisão hoje. Eu acho que as regras para nós são claras. Uma colisão foi criada e ele foi empurrado para fora da pista."

Mesmo assim, Binotto disse que a equipe não vai pedir uma revisão da decisão, da forma que fez depois da penalidade sobre Vettel.

"Nós respeitamos totalmente a decisão dos comissários [...] Eles são os juízes e precisamos respeitar isso."

"É bom para o esporte e bom para a F1"

No entanto, o chefão italiano disse que as batalhas nas pistas precisam ter liberdade para os pilotos. Segundo Binotto, a liberdade deixa a Fórmula 1 mais bonita.

"Mais do que isso, acho que, como fã da Ferrari, e eu sou um grande fã da Ferrari, acho que é hora da F1 virar a página e olhar para frente, e acho que esses são acidentes que podem acontecer em uma corrida. Como muitas vezes dissemos que devemos deixar os pilotos livres para a batalha para que não fiquemos felizes com a decisão, não estamos apoiando a decisão, mas entendemos o fato de que precisamos avançar, e em geral, acho que é bom para o esporte e bom para F1."

No fechamento da fala, Binotto não deixou de elogiar o desempenho do piloto holandês Verstappen.

"Então, parabéns para Verstappen, a vitória foi dele, e acho que ele fez uma corrida fantástica hoje, como acho que o Charles também fez. Charles pilotou muito bem e haverá novas oportunidades."

Depois do GP austríaco, os pilotos voltam à competição no GP da Grã-Bretanha, marcado para 14 de julho, no Circuito de Silverstone. Largada será às 11h10.

VAVEL Logo