Charles Leclerc confirma boa fase e conquista pole para GP da Itália após um Q3 maluco
Foto: Divulgação/Arquivo Pessoal Leclerc

Charles Leclerc confirma boa fase e conquista pole para GP da Itália após um Q3 maluco

Na reta final da última parte do qualifying, todos os pilotos foram à pista em busca do vácuo perfeito, desacelerando a sessão

leo_silva997
Leonardo José

É tempo de Charles Leclerc! Chegando ao GP da Itália com moral após sua primeira vitória na F1, conquistada na Bélgica, o monegasco da Ferrari deu imensas alegrias ao público italiano, que marcou presença no Circuito de Monza. Dominando desde sexta-feira (06), Leclerc fez a melhor volta do Q3, aos fazer 1m20s126, conquistando sua quarta pole em 2019. 0s039 atrás, Lewis Hamilton larga em segundo. Valtteri Bottas e Sebastian Vettel, respectivamente, fecham a segunda fila.

O sábado (07) também foi especial para a Renault. Daniel Ricciardo e Nico Hulkenberg, respectivamente, cravaram o quinto e o sexto tempo. Nesta ordem, Carlos Sainz, Alex Albon, Kimi Raikkonen e Lance Stroll completaram o top 10 do grid para o GP da Itália.

Vale lembrar: Max Verstappen, da RBR, não fez questão de participar do qualifying porque foi punido no TL2 de sexta por trocar peças no motor.

Um final de Q3 maluco maluco

Fato curioso do qualifying, foi a forma que os pilotos usaram o famoso vácuo. Esse recurso é natural e permite que o condutor se beneficie ao guiar seu carro atrás do carro da frente, ganhando tempo por não ter que enfrentar o vento frontal. Faltando dois minutos, todos os competidores foram à pista, causando uma enorme confusão. 

Hulkenberg passou direto na curva para abrir caminho à fila, que fez questão de o esperar (Imagem: Reprodução/F1)
Hulkenberg passou direto na curva para abrir caminho à fila, que fez questão de o esperar (Imagem: Reprodução/F1)

Puxado por Hulkenberg, a congestionamento foi causado porque ninguém queria ser o primeiro da fila e largar o pepino na mão do piloto da Renault, que até andou lento para ser ultrapassado e tomar o vácuo de alguém. No entanto, como o relógio estava quase chamando a bandeira quadriculada, Hamilton pisou fundo e tentou abrir volta antes o cronômetro zerar, mas não deu certo e a pole ficou mesmo com Leclerc graças ao jogo de xadrez vencido pela Ferrari com auxílio involuntário da Renault.

O que os três primeiros falaram?

Imagem: Reprodução/F1
Imagem: Reprodução/F1

Charles Leclerc, o pole position: "Estou feliz pela pole. É uma pena mas houve uma grande bagunça no fim. Esperamos ter uma boa corrida amanhã."

Lewis Hamilton, o segundo: "Tenho de agradecer por estar na primeira fila. Dividimos as Ferraris, o que enquanto equipe é uma boa posição para estar."

Valtteri Bottas, o terceiro: "Obviamente a última tentativa foi uma bagunça para todos. Feliz por estar na frente. É claro que vou me divertir amanhã."

Dessa forma, Leclerc conquistou a quarta pole position na carreira, todas elas em 2019. Assim, o piloto monegasco se igualou a Lewis Hamilton e Valtteri Bottas em números de poles no ano. A felicidade também foi para a Ferrari, que larga da primeira posição pela 21ª em Monza, um recorde entre as equipes na história da F1.

Outro fato marcante é que Lance Stroll chega ao Q3 pela primeira vez e derrota o companheiro Sergio Pérez numa classificação em 2019.

Eliminados no Q1:

16º Romain Grosjean (Haas)17º Sergio Pérez (Racing Point)
18º George Russell (Williams)
19º Robert Kubica (Williams)
20º Max Verstappen (RBR)

Eliminados no Q2:

11º Antonio Giovinazzi (Alfa Romeo)
12º Kevin Magnussen (Haas)
13º Daniil Kvyat (STR)
14º Lando Norris (McLaren)
15º Pierre Gasly (STR)

Como ficou o grid de largada:

VAVEL Logo