Por incidente na curva 2, Verstappen chama Leclerc de irresponsável no GP do Japão
Foto: Reprodução/F1

A largada impecável de Max Verstappen acabou em nada no GP do Japão depois que sua Red Bull foi marcada na curva 2 por Charles Leclerc, da Ferrari. Vítima do acidente, o monegasco causou danos que acabariam com a prova do holandês. E, compreensivelmente, Max ficou um tão insatisfeito após o OUT.

Depois de rodar na grama na curva 2, Verstappen ainda conseguiu retomar o caminho, mas na parte de trás do grid. Com alguns reparos a serem feitos, a Red Bull abriu sua garagem retirar a RB15 na volta 14. E assim que Verstappen saiu do carro, sobrou desabafos sobre as ações de Leclerc.

"Gosto de corridas difíceis, mas não acho que tenham sido difíceis. Foi uma condução irresponsável na curva 2. Tivemos um começo muito bom pela primeira vez, então isso foi positivo, e então fiquei do lado de fora. Eu senti como se estivesse em terceiro, mas, de repente, na curva 2, Charles apenas dirigiu para o lado do meu carro. Do meu lado, não acho que poderia ter feito algo diferente lá. Todos nós sabemos que você perde força por trás de um carro, então isso não era desculpa. Quero dizer, acho que ele é experiente o suficiente para saber disso."

Foto: Reprodução/RBR
Max ia pulando de P5 para P3 quando foi tocado por Leclerc (Foto: Reprodução/RBR)

+ Dupla punição troca Leclerc de P6 para P7 em Suzuka

Os comissários de bordo inicialmente decidiram que o contato era um incidente de prova, antes de decidir a revisão da colisão depois da corrida. Eles entregaram a Leclerc 15 segundos de penalidade, cinco pelo incidente e 10 por continuar dirigindo com uma asa dianteira bastante danificada. Mas o atraso dos comissários na investigação do incidente também irritou Verstappen.

"Para mim, o mais estranho é que, inicialmente [os administradores] nem sequer investigam. Quero dizer, meu carro inteiro está destruído, todo o lado, havia apenas buracos no lado do carro. Então eles começam a investigar, mas agora é depois da corrida. O que mais ele devem fazer para obter uma penalidade?"

E Leclerc, o que disse?

"Eu não vi a situação completa de fora e isso eu preciso olhar. Do carro, era apenas uma situação complicada. Após o incidente da primeira volta, a corrida que pretendíamos seria muito, muito difícil. Eu me diverti ultrapassando de qualquer maneira, mas o quinto, o sexto não é o lugar que eu queria terminar. É decepcionante, mas do ponto de vista estratégico, não acho que poderíamos ter feito muito melhor."

Assim, com essa rixa momentânea entre o holandês e o monegasco, o GP do Japão chegou ao fim com Valtteri Bottas vencedor. Sem pontuar, Verstappen fica em quarto no mundial de pilotos, com 212 pontos. Em terceiro está justamente Charles Leclerc, com 223. Bottas tem 274 na segunda posição, e Lewis Hamilton lidera o campeonato com 338.

Confira o incidente entre Max e Charles:

MEDIA: 5VOTES: 1
VAVEL Logo