Leclerc culpa falta de ‘decisão’ pela queda da pole à quarta colocação
Foto: Divulgação/F1

No pódio após o GP do México estavam Lewis Hamilton, Sebastian Vettel e Valtteri Bottas. Todos  utilizaram a estratégia de apenas uma parada. Fora dos três primeiro estava Charles Leclerc, que largou na pole, mas fez estratégia de duas paradas e acabou com um resultado ruim. Além disso, a Ferrari também atrapalhou nos pits, já que fez uma parada lenta ao final da corrida, custando 6s ao monegasco, que não conseguiu alcançar Bottas na pista.

"Assim que fizemos uma parada bem cedo para acompanhar Albon, a gente sabia que seria uma corrida de duas paradas. Todos os outros fizeram apenas uma parada, o que dificultou muito nossa corrida", disse.

Quando perguntando se esse foi o único motivo pelo qual terminou a corrida fora do pódio, Leclerc disse que foi algo mais complexo que isso. Para ele, sua ação de não alertar os mecânicos de que queria apenas uma parada foi decisivo para o destino da sua prova.

"Esse não foi o único motivo. Eu deveria ter falado no rádio e sido mais decisivo para ajudar a equipe a fazer a decisão mais acertada. Além disso, acho que o segundo stint não foi ideal. Não me senti bem com os pneus médios. Os primeiros pneus médios estavam muito melhores então precisamos analisar isso", revelou.

Com Vettel chegando em segundo e conquistando 18 pontos, agora a disputa na Ferrari fica mais próxima, já que Leclerc marcou 13, fazendo a diferença na frente do alemão cair para apenas seis.

VAVEL Logo