Mitch Evans vence o ePrix da Cidade do México e assume a liderança da Fórmula E
Foto: Reprodução/FE

Foi realizado neste sábado (15) o ePrix da Cidade do México, quarta etapa da temporada 2019-20 da Fórmula E, no Autódromo Hermanos Rodríguez.

E o vencedor da prova foi Mitch Evans (Panasonic Jaguar Racing). O neozelandês dominou o E-Prix depois de conquistar a liderança do pole Andre Lotterer (Tag Heuer Porsche) na primeira curva após a largada, e abrindo uma boa vantagem para os demais adversários durante a corrida. O português Antonio Felix Da Costa da DS Techeetah terminou em segundo, enquanto o suíço Sebastian Buemi da Nissan e.DAMS ficou em terceiro.

O brasileiro Lucas di Grassi que largou em 15º, fez uma boa prova de recuperação e terminou a prova na sexta colocação, conquistando pontos suficientes para se manter entre os cinco primeiros colocados do campeonato.

Evans assumiu a liderança logo após a largada, ultrapassando Lotterer na primeira curva do circuito do Autódromo Hermanos Rodriguez, em um movimento arriscado e que acabou causando um contato entre os dois carros e também ocasionando danos ao Porsche de Lotterer.

Na relargada, Sam Bird (Envision Virgin Racing) começou o seu ataque aos primeiros colocados e em poucos minutos chegou a segunda colocação, seguido por Sébastien Buemi, então terceiro colocado.

Daniel Abt, da Audi Sport ABT Schaeffler - que perdeu a qualificação após um acidente nos treinos livres - iniciou o E-Prix, mas depois se retirou com problemas em seu carro. Foi um dia ruim para o piloto alemão, que passou algumas horas do dia em um hospital local, onde realizou alguns exames por precaução após a colisão causada por uma falha no software dos freios.

Quem também não teve um dia feliz na Cidade do México e se retirou durante a prova foi o brasileiro Felipe Massa, que largou em 19º, chegou a ganhar algumas posições por conta dos incidentes que ocorreram nos primeiros minutos, mas sem um bom ritmo, retornou aos boxes da ROKiT Venturi Racing.

Da Costa partiu para o ataque e logo ultrapassou Buemi. Restando menos de cinco minutos para o término da prova, o piloto português então passou a pressionar Bird, e o piloto britânico ao tentar defender a segunda posição, acabou errando uma das curvas e batendo no muro de proteção.

O ex-líder do campeonato Stoffel Vandoorne também errou nos últimos minutos quando era o quinto colocado e encerrou a participação da Mercedes Benz EQ no ePrix da Cidade do México de forma melancólica.

Com pouco mais de cinco segundos para Da Costa, Evans não sofreu pressão nos minutos finais e com tranquilidade recebeu a bandeirada, garantindo a sua segunda vitória na Fórmula E (e também da Panasonic Jaguar Racing).

Com a vitória, Evans assumiu a liderança da competição por um ponto de diferença para o segundo colocado, o britânico Alexander Sims (BMW i Andretti Motorsport), que terminou a prova na quinta colocação e ainda conquistou o ponto extra para a volta mais rápida da corrida. Curiosamente, o unico ponto que separa os dois pilotos na classificação, Evans conquistou como o piloto mais rápido da fase eliminatória do treino classificatório.

 

VAVEL Logo