Da Costa vence em Marraquexe e assume liderança da Fórmula E 
Foto: Fórmula E

Foi realizado neste sábado (29) no Circuito Internacional Moulay El Hassan o ePrix de Marraquexe, quinta etapa da sexta temporada da Fórmula E. E pela terceira vez consecutiva, o piloto português Antonio Felix da Costa (DS Techeetah) marcou presença no pódio, porém agora, no degrau mais alto.

Após ter conquistado a Julius Baer Pole Position, Da Costa se manteve na ponta após a largada, e perseguido de perto pelo alemão Maximilian Guenther (BMW i Andretti Motorsport), até chegou a perder a liderança durante algumas voltas. Mas logo utilizou o MODO ATAQUE para recuperar a ponta e receber a bandeirada em primeiro.

Como foi a corrida:

Largando na Julius Baer Pole Position, Antonio Félix da Costa se manteve à frente nas primeiras voltas, seguido por Maximilian Guenther. A largada não teve nenhum incidente, e o jovem holandês Nyck de Vries superou André Lotterer, assumindo a terceira colocação. Porém, o piloto da Mercedes Benz EQ acabou penalizado com um drive through, caindo para as últimas posições.

Após ter largado na 11ª posição, o atual bicampeão Jean-Eric Vergne deu inicio a uma série de ultrapassagens e em poucas voltas assumiu a sexta colocação. O piloto francês da DS Techeetah então soube utilizar o MODO ATAQUE no momento correto, e logo deixou para trás Sébastien Buemi (Nissan e.Dams), Edoardo Mortara (ROKiT Venturi Racing) e André Lotterer (Tag Heuer Porsche), alcançando a terceira colocação em 20 minutos de prova. Vale lembrar que JEV ficou ausente do primeiro treino livre em Marraquexe por conta de um problema de saúde (suspeita de coronavírus, que deu negativo).

Enquanto isso, Guenther se aproximou de Da Costa e conseguiu superá-lo, assumindo a liderança por algumas voltas. Mas o piloto alemão mencionou no rádio da equipe que suspeitava de que o português havia permitido a ultrapassagem para poder economizar energia, o que foi de fato confirmado algumas voltas mais tarde, quando Da Costa retomou a liderança usando o MODO ATAQUE e abriu uma boa diferença. 

No meio do pelotão, Mitch Evans (Panasonic Jaguar Racing) superou os problemas que enfrentou durante o treino classificatório e já aparecia no Top-10, seguido pelo brasileiro Lucas di Grassi (Audi Sport ABT Schaeffler).

Felipe Massa não conseguia impor um ritmo forte o suficiente para fazer uma prova de recuperação do nível de Evans e Di Grassi. Após ter largado em 20º, o piloto brasileiro da ROKiT Venturi racing chegou até a ocupar a 16ª posição durante algumas voltas, mas terminou na 17ª colocação.

Vergne e Guenther protagonizaram uma intensa batalha, com o piloto francês assumindo a segunda colocação a menos de cinco minutos do término da prova, enquanto Evans continuava sua escalada alcançando um impressionante sexto lugar.

Porém na volta final, Guenther fez uma manobra ousada e superou Vergne, recuperando a segunda colocação e evitando o segundo 1-2 da história da DS Techeetah na categoria de carros elétricos, enquanto Da Costa recebia a bandeira quadriculada confirmando sua terceira vitória na carreira na Fórmula E.

Ex-líder do campeonato, Evans terminou em sexto lugar, seguido por Di Grassi em sétimo. A volta mais rápida da prova foi de Pascal Wehrlein (Mahindra Racing), com 1:20.345.

A próxima etapa da Fórmula E será em Roma, no dia 04 de abril, dando início a fase europeia da competição de carros 100% elétricos.

VAVEL Logo