Fórmula E: Juncadella fica empolgado após teste na Mercedes
Foto: Mercedes Benz EQ

Às vezes, as coisas que não são planejadas geralmente terminam bem. Essa é a ilusão do espanhol Daniel Juncadella, que por enquanto está tendo um 2020 sem um horizonte firme, já que ele não poderá continuar no DTM.

No entanto, nada tira a alegria de testar novamente um carro da Fórmula E, o do esquadrão Mercedes-Benz EQ. Após o teste para novatos em Marraquexe, o piloto ibérico falou sobre o assunto.

Como se sente? Você está feliz por estar aqui em Marraquexe?

"É sempre uma boa notícia estar presente com a Mercedes na Fórmula E e ter a oportunidade de participar do teste dos novatos, a possibilidade que tenho graças a nunca ter disputado o campeonato. Penso que o que posso contribuir para a equipe é bastante valioso, porque no final das contas há dois anos estive aqui nos testes dos novatos e para mim é um passo em direção ao futuro. Estar presente nos eventos da Fórmula E e estar no ambiente da Fórmula E sempre será positivo."

Você está cada vez mais perto, você já estava em Valência em 2018, como foi essa experiência e como você pode se adaptar?

"É sempre difícil, porque eu venho de carros de corrida muito diferentes dos da Fórmula E. A Fórmula E tem uma filosofia totalmente diferente, tive alguns testes, algumas oportunidades, mas não tenho a experiência que os pilotos oficiais têm, mas é algo muito positivo, a Fórmula E está crescendo muito e os campeonatos também com esse sistema de corrida nas cidades que são muito atraentes para as pessoas, para os pilotos, para todos. Porque no final das contas, a Fórmula E é o futuro e correr em lugares tão atraentes quanto os da Fórmula E é sempre bonito, legal e divertido também para pessoas fora do mundo do automobilismo. É muito bom estar aqui."

Como você viu a evolução da Fórmula E, desde que começou a se envolver há alguns anos e o que é agora? Ela teve crescimento exponencial ...

"Sem dúvidas. A Fórmula E teve um crescimento muito exponencial e continua a ter, acredito. A verdade é que sou dos primeiros anos da Fórmula E, quando eu nem participava nos testes, nem tive chance de entrar no carro, fui um daqueles que pensava que isso realmente não ia dar certo, sinceramente. Mas, felizmente, eu nunca me pronunciei sobre isso, como outras pessoas fizeram, falando que isto não era uma corrida... e assim por diante. Eu não achava que teria o sucesso que está tendo agora. Mas no final das contas,a categoria fez muito sucesso, mas eu não pude me envolver completamente por causa dos meus compromissos com o DTM, que tem sido meu campeonato principal nos últimos anos, mas desde que a Mercedes saiu e se envolveu mais na Fórmula E, o meu interesse aumentou mais. Para este campeonato eu acredito que hoje se pode dizer que qualquer piloto jovem que tenha a Fórmula 1 como um horizonte também terá a Fórmula E como opção."

E com relação ao desenvolvimento da tecnologia também, os carros estão ficando mais rápidos, o Gen3, por exemplo, será mais rápido e mais poderoso.

"Sem dúvida, isso é uma loucura! Nos primeiros anos em que havia a troca de carros, porque a bateria não aguentava a corrida toda e tinham pessoas que não acreditavam mais nesse projeto porque diziam: como assim eles tem que trocar de carro? E agora as baterias aguentam a corrida toda, agora terão mais energia e aguentarão ainda mais no futuro. Além do mais, os carros são muito futuristas, acho que vendem muito, porque não existe nenhuma Fórmulas que se pareça com isto. Eu acho que eles estão dando os passos certos, e certamente terão sucesso, como obviamente já estão tendo agora."

Quais são as suas expectativas de pertencer à Fórmula E, de ter os dois pés na categoria?

"Ainda é muito cedo para dizer isso e acredito que ainda estou esperando para fechar este ano, porque o programa DTM infelizmente foi cancelado já tarde, em janeiro de 2020, quando eu já tinha um contrato válido e esperava correr no automobilismo. Infelizmente, isso não será mais possível, então meu projeto está mudando um pouco para este ano, para me manter ativo e a partir daí trabalhar em futuros projetos e oportunidades. A Fórmula E está, sem dúvida, na minha cabeça e no meu horizonte e teremos que lutar por isso."

VAVEL Logo