Com suspeita de coronavírus, funcionários da Haas e McLaren ficam de quarenta em Melbourne
Foto: Reprodução/F1

Quando muitos esperavam um GP da Austrália tranquilo em relação ao Covid-19, a notícia de que três funcionários da Haas e McLaren foram em quarentena com suspeita de contrair o novo coronavírus colocou um tom de apreensão na Fórmula 1. Por conta disso, o show da cantora Miley Cyrus, que estava confirmado para sexta-feira (13), foi cancelado na manhã desta quarta (11). No entanto, o medo de que outras pessoas do paddock tenham sido contagiadas começa a crescer.

Para obter relatórios concretos, um membro da McLaren e dois da Haas foram avaliados na unidade de isolamento do Albert Park, em Melbourne. A equipe médica responsável já informou em nota que essas três pessoas estão em hotéis, em quartos isolados até que seja confirmado o resultado positivo. Mesmo com todo o cuidado sobre o caso, ainda não se tem noção sobre quais poderiam ser os efeitos no decorrer do fim de semana de Grande Prêmio.

Localizado bem ao lado do circuito, o Hotel Albert Park registrou um caso de Coronavírus através um homem de 70 anos que viajou para Israel, Singapura e Jordânia antes de ir a Melbourne.

Ainda nesta quarta-feira, o comitê organizador do GP da Austrália anunciou o cancelamento da sessão de autógrafos, evento em que os fãs têm acesso físico a pilotos. Além disso, outras programações também podem mudar durante a semana, de acordo com a promotora do GP.

Renault se pronuncia

Equipe francesa, a Renault resguardou seus pilotos, não os autorizando a participar da coletiva de imprensa prevista para a noite de quarta (11), em Melbourne:

“Obviamente, quando estávamos planejando este evento, esperávamos uma atmosfera um pouco mais leve. Claro, estou me referindo às circunstâncias particulares que estamos enfrentando na Austrália. Geralmente, este é um momento que todos gostamos quando estamos na F1. Queria dizer também que nossos pilotos deveriam estar conosco neste momento. Mas, em razão da situação, pedimos desculpas. Espero que entendam por que estamos tomando tais medidas”, informou Cyril Abiteboul, chefe da equipe.


Segundo o cronograma inicial da F1, o GP da Austrália está para acontecer entre os dias 13 e 15 de março, já neo próximo fim de semana. E você fica por dentro de todas as informações aqui, na VAVEL Brasil.

VAVEL Logo