Após desistência da McLaren, FIA e F1 decidem suspender GP da Austrália 
GP da Austrália é cancelado (Foto: Reprodução/F1)

A FIA (Federação Internacional de Automobilismo) tomou uma decisão inédita nesta quinta-feira (12): anunciou o cancelamento do GP da Austrália devido aos casos de Coronavírus espalhados pelo paíso. A prova seria realizado neste domingo (15). 

O motivo do cancelamento por conta da pandemia do Covid-19, que inclusive atingiu um dos funcionários da McLaren. A equipe Mercedes já tinha mandado uma carta de pedido formal para a entidade pedindo o cancelamento. A Austrália, local onde aconteceria a primeira corrida do ano,  já tem 130 casos do Coronavírus, sendo 21 em Melbourne. A FIA soltou  nota oficial anunciando que o GP não ocorrerá de fato.

"A Fórmula 1 e a FIA, com o apoio total da Australian Grand Prix Corporation (AGPC), portanto, decidiram que todas atividades da F1 para o Grande Prêmio da Austrália serão canceladas.

Esta é uma notícia muito decepcionante para os milhares de fãs que iriam participar da corrida e todos os titulares de ingressos receberão um reembolso total e um novo anúncio será comunicado em devido tempo.

Todas as partes levaram em consideração os grandes esforços da AGPC, Motorsport Austrália, funcionários e voluntários para organizar a rodada de abertura do Campeonato Mundial de Fórmula1 da FIA 2020 em Melbourne, no entanto, concluíram que a segurança de todos os membros da família de Fórmula 1 e de toda a equipe comunidade, bem como a imparcialidade  da competição."


A FIA não se posicionou sobre uma nova data para o evento, mas ressaltou que enquanto a pandemia estiver circulando no país, o GP não irá acontecer.

VAVEL Logo